VIII - Intervalo: parte 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Dom 07 Jun 2015, 20:57

OFF:
Olá narrador(a) vem vindo(a) à minha rota. Apenas uma coisa traz Asura a Grung: o Orfanato. Deste modo, espero uma rota rápida que consiste na adoção, e em seguida voltar para a Estação rumo a Erobring e ao Evento. Espero que o tempo esteja do meu lado xD

Asura saía da Estação. A viagem fora rápida, mas ainda assim pudera descansar bastante e se livrar um pouco da carga de estresse sofrida com a repentina separação de Amanda. Como a última coisa que ele queria naquele momento era se lembrar da ex-companheira, resolveu que qualquer companhia seria boa naquele momento e soltou Safira de sua Pokébola. A Mudkip nem sequer parou para pensar e "escalou" o corpo do gladiador, indo direto para seus braços. Sem enrolar muito, caminhou entre os prédios, admirando sua altura e imponência, mas indo diretamente até seu objetivo: o Orfanato Pokémon, provavelmente o prédio mais diferente daquela cidade. Bateu três vezes na porta e abriu a porta antes mesmo de esperar a resposta, tão ansioso que estava, ouviu o sino tilintar de forma que sua presença ali já não era - ou não deveria ser - ignorada. Mesmo que ele não tivesse batido na porta:

-Olá, alguém ai? Estava pensando em adotar um pokémon, podem me ajudar?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Ter 09 Jun 2015, 17:31

off: assumindo sua rota o/ você vai chegar a tempo sim ^^


Após uma breve viagem, Asura finalmente chega a Grung. Mesmo com o tempo curto, a viagem serviu para que o gladiador descansasse um pouco e superasse o sentimento da separação repentina com Amanda. Não querendo focar seu pensamento na separação, Safira é solta e logo se une ao gladiador subindo até os braços do mesmo.

Grung era realmente uma cidade diferente, pois sua estrutura se assemelhava a um gigantesco prédio. Cada andar possuía altura para um prédio de 15 andares. Elevadores, pontes e escadas davam acesso aos outros andares e prédios. Mas Asura não tinha apenas um objetivo em Grung: o orfanato pokémon. O homem não perdeu tempo e começou a caminhar em busca do singular prédio.

Após algumas informações, o gladiador descobria que o prédio, que outrora estava próximo ao chão no primeiro andar, havia sido transferido para o sétimo. Após uma boa caminhada e de usar os elevadores para auxiliar na subida, o gladiador se encontrava em frente ao desejado prédio.

Após bater, o homem entrava e um sino da porta anunciava sua chegada. Alguns segundos de espera depois, o gladiador viu uma jovenzinha descer as escadas apressadamente com vários papéis na mão. Após deixá-los em cima do balcão, ela foi cumprimentar o visitante.
─ Olá! Seja bem-vindo ao Orfanato Pokémon. Fico feliz que veio adotar um de nossos amiguinhos. Que tipo de pokémon você gostaria? ─ A jovem olhava com curiosidade para o gladiador e esperava uma resposta. Era estranho ver uma criança tão jovem estando à frente de algo. Asura não tinha certeza se ela cuidava de tudo sozinha ou se havia algum responsável auxiliando.


Última edição por Henri Sollari em Ter 09 Jun 2015, 23:44, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Ter 09 Jun 2015, 22:40

OFF:
Olá Henri, bom te ver por aqui também xD Só uma coisa: o nome do personagem é Asura, não Yurisas, esse é só meu username no fórum mesmo xD

Asura desejava que algum dia pudesse voltar com calma para Grung para que pudesse analisar calmamente todas as suas paisagens, agora no entanto outra coisa urgia mais e lhe tomava atenção: a adoção de um novo parceiro. Ou parceira, quem sabe? Logo, ele chegava no ORfanato e entrava decidido na instituição

As batidas na porta e o sino denunciavam sua chegada, e rapidamente aparecia alguém para atendê-lo. Momentaneamente deslumbrado com a pequena garotinha que via a sua frente, caminhou quase que em transe, indo ao seu encontro e sorriu gentilmente:

-Você que está encarregada de tudo isso aqui? Que legal da sua parte lindinha - ele dizia dando um pequeno afago na cabeça da garota, intimidade demais? Ele não ligava para isso. A jovem logo lhe questionou sobre o tipo de pokémon que ele esperava conseguir ali, e após pensar um pouco, afinal ele não tinha uma grande gama de pokémons a sua disposição ainda, decidiu-se: - sim, acho que eu posso dar carinho e atenção para um pokémon abandonado. Quero um tipo fogo, quais você tem ai?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Ter 09 Jun 2015, 23:48

off: também é bom encontrá-lo aqui ^^
off²: viajei total com o nome x.x editei o post anterior para consertar ;)

Asura era atendido pela criança e achava belo o ato dela cuidar de todas as coisas. A jovem gostava de receber o carinho do gladiador e ficou ainda mais feliz quando ele disse que daria carinho e atenção para o futuro parceiro.

─ Na verdade é o meu avô que cuida de tudo, mas ele saiu para fazer compras, então estou ajudando. ─ A garota se dirigia ao balcão e pegava um grande livro com o símbolo do tipo fogo na capa. Depositando o livro sobre o balcão, a garota começa a folheá-lo em busca da informação requerida pelo gladiador. Com um largo sorriso no rosto, a criança voltava a falar ─ Nós temos um Houndour. Ele é brincalhão, mas gosta de morder tudo. Mas é divertido ver ele correndo com os sapatos do vovô na boca. Tem o Chimchar que é brincalhão igual ao Houndour, mas ele não morde as coisas. Ele é muito ativo. E por último temos uma linda Charmander. O nome dela é Keiko e ela é um pouco séria e emburrada. Eu tento brincar com ela, mas ela se faz de difícil. ─ a menina fechava o livro e olhava com os olhos de ansiedade para Asura. ─ Você gostaria de conhecê-los?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Qua 10 Jun 2015, 00:11

OFF:
Tudo bem, acontece o/

A garotinha logo corrigia Asura: era apenas neta do dono do orfanato, que no momento não estava no local, e logo em seguida ela já começava a falar sobre os pokémon tipo fogo que estavam a disposição no local, e explicava um pouco sobre suas personalidades: um Houndour e um Chimchar brincalhões, e uma Charmander mais séria.

-Ajudar seu vovô também é muito legal da sua parte - o gladiador dizia alargando ainda mais o sorriso - Eu gostaria muito de vê-los. Se pudesse adotaria todos, mas já sei que não é possível... A propósito, me chamo Asura, e você, querida?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Qua 10 Jun 2015, 18:46

A menina sorria ao ouvir a resposta afirmativa do gladiador. ─ Eu me chamo Anna. ─ Ela conduzia Asura para um elevador e subiram para o quarto andar do orfanato. Após passarem por um longo corredor cheio de portas, finalmente chegaram a uma porta específica.

Anna abria a porta e revelava uma sala com sofás encostados nas paredes e brinquedos espalhados pelo chão. A menina pedia para que o gladiador aguardasse um momento e saiu, retornando dez minutos depois com três pokébolas brancas nas mãos. Em um instante as três esferas se abriam e Charmander, Houndour e Chimchar se revelavam.

Keiko mantinha o olhar sério e nem mesmo a sombra de um sorriso se vi em seu olhar, menos ainda em seus lábios. Houndour começava a correr de um lado para o outro e pegava um brinquedo para morder. Chimchar pulava em cima dos sofás e fazia piruetas enquanto acenava para Asura. Keiko revirava os olhos ao ver tanta agitação desnecessária. A essa altura Houndour já tentava morder os pés do gladiador, mas sem ferir.

─ Eles não são fofos?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Qua 10 Jun 2015, 20:13

-Muito prazer em conhecê-la!

A menina se apresentava a Asura e o conduzia até o local onde estava as pokébolas dos pokémon. Após andarem um pouco e subirem em um elevador por uns três ou quatro andares, para andarem novamente mais um pouco, eles chegaram a uma porta, que revelava o que parecia ser um quarto de brinquedos onde os pokémons iam para ter algum lazer.

Anna se retirava por alguns minutos do cômodo, voltando com três pokébolas bem diferentes em mãos: não possuíam a metade vermelha, mas a linha diametral que a perseguia era inteiramente desta cor. As esferas logo revelavam os três pokémon, e tal qual a garota dissera, Chimchar e Houndour punham-se a brincar, enquanto a Charmander mantinha-se séria.

O pequeno cão tentava morder Asura, numa tentativa de brincar com ele. O gladiador sorriu em retribuição e ajoelhou-se, acariciando o pokémon. O macaco, também bastante energético, também fazia Asura oferecer-lhe um belo sorriso, porém não tinha como o homem não se sentir curioso com a figura da Charmander emburrada, logo, ele colocava o canino de lado, dando um último cafuné na cabeça dele e caminhava a passos curtos até a lagartixa de fogo.

-E você pequena, por quê não brinca também?

Na cabeça de Asura formulava-se milhares de teorias sobre a personalidade da Charmander. Talvez seu treinador a maltratasse, ou ela tivera sofrido algum trauma muito grande, podia ser também que era somente a personalidade dela. Assim, o homem sentava-se de frente pra ela, e estendia uma mão, enquanto falava, de costas para Anna e mirando a Charmander.

-Sabe Anna. Posso ver que todos os pokémon são muito bem tratados aqui. É notável que Chimchar e Houndour se sentem em casa, mas talvez a Keiko não se sinta tão bem estando aqui. Então, acho que essa é minha escolha. O que acha Keiko, não quer vir comigo? Viver algumas aventuras e tronar-se cada vez mais forte? Aliás, você gosta desse nome, "Keiko"? Se quiser, podemos lhe batizar com outro nome.

O gladiador esperava a resposta da Charmander com um brilho determinado no olhar, como se já tivesse se conectado de alguma forma com a pokémon.

Obviamente, ele poderia estar redondamente enganado...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Qui 11 Jun 2015, 03:10

Asura sorria ao ser mordido carinhosamente pelo canino e acariciava a cabeça do dark. Houndour se jogava no chão e colocava a língua para fora enquanto era acariciado pelo gladiador. Tanto Houndour quanto Chimchar tiravam bons sorrisos do homem, mas o comportamento da Charmander o deixava curioso.

Com passos cuidadosos, Asura se aproximava de Keiko e tentava encorajá-la a brincar também. A fire simplesmente cruzou os braços e virou o rosto para o lado. Asura criava teorias que pudessem explicar o comportamento da lagartixa de fogo. Se esforçando para quebrar o gelo, o homem se senta à frente da fire e estende a mão enquanto fala com Anna. Keiko olha para a mão estendida e ignora. O olhar da pokémon se mantinha sério e indicava que queria que tudo acabasse o mais rápido possível.

Apesar de um “pouco” séria, Asura optava por levar a Charmander e perguntava à mesma se ela queria acompanhá-lo e se desejava mudar de nome. A fire simplesmente deu de ombros como se não fizesse diferença para ela se iria com o gladiador ou se ficaria no orfanato.

─ O vovô disse que o nome dela é Keiko porque significa felicidade. É um modo de tentar despertar isso nela, eu acho. ─ a menina olhava pensativa para o teto e logo se voltava para Asura com um largo sorriso ─ Então vai querer levar nossa querida Keiko! Você pode mudar o nome dela se quiser. ─ Anna retornava os pokémons para suas devidas pokébolas ─ Vamos descer? Você precisa preencher o formulário e assinar que a pegou. Daí ela é sua, desde que também prometa cuidar muito bem dela.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Qui 11 Jun 2015, 14:13

A pequena conversa com Keiko e Anna não parecia ter surtido nenhum efeito na pequena Charmander, que continuava com o mesmo ar de indiferença de sempre. Não parecia que ela estaria afim de mudar sua personalidade, mas também não obstava seguir viagem com Asura. O gladiador, percebendo que sua mão estendida não teria retribuição, cerrou o punho e levou-o a boca dando uma pequena tossida enquanto ouvia a garota falar o motivo do nome, ele virava-se para ela e sorria, em seguindo virando-se para a pokémon.

-Certo. Ficaremos com Keiko então - ele disse, se referindo ao nome da Charmander, que não deu a mínima - bem, vamos assinar seja lá o que sejam esses documentos então.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Qui 11 Jun 2015, 15:01

Quando percebeu que sua mão ficaria estendida no ar sem ser tocada, Asura simulava uma tosse enquanto escutava o significado do nome da Charmander. O gladiador optava por levar Keiko consigo e sorria para as duas. Keiko continuava sem esboçar um sorriso e logo desaparecia sob o raio escarlate da pokébola.

Anna e Asura refaziam o caminho e em pouco tempo estavam de volta à recepção. A menina procurava os formulários, entregando um para Asura. Após preencher toda a documentação, o gladiador recebia uma pokébola branca e o certificado de adoção. A menina alcançava um cartão do orfanato e o entregava para o homem.

─ Aqui tem todos os telefones e contatos caso precise saber alguma coisa: o convencional, o fax, o email e o celular do vovô, mas ele sempre esquece onde deixou, então tem que deixar tocar bastante. ─ Anna ficava na ponta dos pés enquanto apontava e explicava cada um dos contatos. ─ Tenho certeza que você irá cuidar bem da Keiko. ─ A pequena garota acenava e se despedia de Asura enquanto o homem se retirava do orfanato.

off: ficha sendo atualizada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Yurisas em Qui 11 Jun 2015, 20:39

Asura acompanhava Anna até o térreo novamente onde foi lhe jogado uma pilha de papeis e documentos. Talvez se naquelas folhas estivesse dicas ou instruções sobre criações de filho, ou mesmo sobre treino de pokémon, o gladiador teria lido-as de cabo a rabo. Como não era o caso, assinou sem sequer ler uma palavra. Não podia perder tempo com essas formalidades, em seguida recebeu das mãos da menina um cartão com telefones do orfanato, e recebendo algumas últimas recomendações, despediu-se dela com um último afago na cabeça e um "Foi um prazer conhecê-la. Boa sorte com o orfanato", e refez o caminho de volta até a Estação onde compraria uma passagem para Erobring, sua cidade natal, que sediaria um grandioso festival. Provavelmente chegaria um pouco depois da abertura, e poderia perder uma parte do espetáculo, mas ele não ligava. Seria bom respirar o velho ar de sua cidade natal novamente.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Henri Sollari em Qui 11 Jun 2015, 22:35

Após assinar todo o formulário se nem ao menos ler, Asura recebia o cartão do orfanato e se despedia amigavelmente da pequena Anna. A menina continuou acenando até ele desaparecer pela porta.

De volta às ruas de Grung, era possível ver que o Sol já encontrava seu ocaso. De onde estava, o gladiador possuía uma visão privilegiada do céu. O arrebol prenunciava a chegada da noite e um bando de Pidgeys passava voando ao longe no horizonte.

A chegada à estação não foi demorada e o gladiador percebeu que a mesma estava cheia de pessoas. Era quase impossível caminhar por ali. Entre conversas e sussurros, todos falavam sobre o festival que começaria em pouco tempo.

Asura se aproximou do balcão e pegou a fila. Após alguns minutos, a passagem para Erobring era comprada. Um som anunciava a chegada do trem e o gladiador não perdia tempo. A sua próxima parada seria a sua cidade natal.
Todos os pokémons estão com 100% HP
Tempo transcorrido na rota: ~1h30
Deixou Grung City às 18h30

Passagens para Erobring -150 Pks

Ficha sendo atualizada
Foi um prazer narrar sua rota. Até a próxima!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIII - Intervalo: parte 1

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum