Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Qua 10 Jun 2015, 19:15

Off: Entendi, a pergunta é em que dia referente ao resgate já estamos?
Off²: X-scissor no lugar de Fury Attack.

Era claro que para Kyoichi e Lúcia os mesmos nunca haviam tido tanta companhia assim, os Pokémon agora rodeavam a sala e pareciam se conhecer melhor. O Snivy da exilada não parecia bem e por isso depois de cumprimentar as visitas se retirava da sala e partia para o quarto, o Armagedon parecia achar incrível como a exilada havia aumentado o time drasticamente e mais rápido que ele e só achava estranho como a moça conseguia carregar sete Pokémon consigo ao mesmo tempo.

Helena se divertia com os mais novos e parecia alegre em finalmente ter com quem brincar, Blake parecia sonolento e apesar de demonstrar gostar da Torchic se sentia melhor dormindo ao lado do companheiro canino. Minun se via feliz junto do resto da turma até se deparar com Morgana, quando a ratinha via a Kirlia saía correndo e entrava na blusa da morena, bastante assustada a mesma decidia não sair de perto da sua dona até o fim da noite.

A exilada contava para o arruaceiro o que havia trazido ela a cidade e por fim que Ângela estava viva deixando Kyoichi um pouco confuso, o Armagedon parecia ter se esquecido daquela mulher, porém no momento que ouvira a notícia tudo parecia voltar a ele como se fosse ontem, afinal a mulher só havia sido pega por causa dele e de sua inexperiência.

A turma toda comia a janta de Anthony, alguns na sala faziam companhia aos Pokémon, outros ficavam na cozinha conversando sobre suas vidas. O arruaceiro elogiava a comida do parceiro de Lúcia, o homem conseguira fazer muito com pouco afinal. Kirlia desaparecia por cerca de dez minutos e quando retornava aparecia com uma bandeja de batatas fritas, Torchic, Chinchou, Zigazagoon e Skitty tentavam pegar alguma das guloseimas da psíquica sem sucesso que espantava-os com um simples olhar que fazia o grupo sair correndo.

Depois da louça lavada e do banho tomado Kyoichi recolhia todos os seus parceiros para as Pokébolas com a intenção de diminuir um pouco a superlotação da casa, as exceções eram Tochi que deitava ao lado de seu treinador e de Morgana que parecia ter achado seu lugar em um ponto escuro da casa e decidido ter ficado ali com seus fones de ouvido de caveira. Enquanto Nancy ocupava o sofá com Muffin dormindo ao seu lado Kyoichi estendia seu saco de dormir ao lado do de Lúcia.

O herdeiro dos Komuro havia sido o último dormir, se virava diversas vezes durante a noite pensando a respeito da cadete, era óbvio que iria ajudar no resgate sentia como se fosse sua responsabilidade. Quando finalmente conseguir adormecer sonhara com Ângela, ou melhor tivera pesadelos com a mesma. Em seu sonho o Armagedon via a mulher que uma vez salvara sua vida o culpando por estar presa, no chão ao lado dela os cadáveres de seu Meowth e seu Shinx jaziam sem vida. O moreno suava frio, porém podia se preocupar menos pois já era de manhã.

Na cozinha Lúcia esquentava algo similar a leite, o moreno deixava o gramíneo dormindo e pegava uma Pokébola, uma TM e o óleo para ferrugem da sua mochila.

- Bom dia!

Dava um oi rápido para a amiga e logo liberava a ave metálica, o Armagedon não tinha a intenção de acordar mais ninguém, porém tinha que fazer o tratamento matinal da voadora se quisesse que ela ficasse boa. Tentando fazer o processo o mais rápido possível o ex-gladiador soltava a mesma em um lugar onde não houvessem papéis (pelo menos não a vista) e passava o óleo e em seguida ensinava um novo movimento para ela, recolhendo-a para a Pokébola o mais rápido possível.

Já acordado o Armagedon puxava uma cadeira e se sentava em frente a Lúcia, mesmo não dizendo para ela em sua mente já havia aceitado libertar a cadete, sentia que deveria fazer isso, mesmo que depois daquilo tivesse que sair de Grung o mais rápido possível.

- Então Lúcia, qual é o plano?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Qui 11 Jun 2015, 00:34

Após os Pokémons interagirem (e alguns aparentarem terem sucesso em se tornar amigos rápidos, enquanto outros se mantinham longe), Kyoichi se surpreendia com a história que lhe era apresentada. O jantar, por conta dos novos fatores, não fora exatamente animado, apesar de Anthony ter feito milagres com os poucos recursos.

A noite, contudo, fora o pior. Os dois foragidos de Nyender deitavam lado a lado em seus respectivos sacos de dormir, enquanto Nancy ocupava o sofá e Anthony se esparramava pela cama. O armagedon fora atormentado por pesadelos a noite inteira, sentindo o peso da responsabilidade pela captura de Ângela sobre si. Lucia sentia o corpo protestar do treinamento e o peso de seus pokémons acima de si não colaborava com a noite, menos ainda a condição de Erick.

Na manhã seguinte, enquanto Lucia improvisava um chocolate quente, o Arruaceiro soltava sua Skarmory no lugar mais deserto e sem papel possível: o banheiro (após esconder o papel higiênico sob a toalha de banho). Uma nova técnica era ensinada antes de recolhê-la de volta para a esfera.

Ao lado de Lucia, o Arruaceiro perguntava sobre os planos para o resgate, sendo surpreendido pelo fato de que Lucia ainda não havia traçado nenhum com total certeza de que era o melhor. Os primeiros esboços da dupla, traçados em conjunto, logo foram descartados por Nancy, que com seu conhecimento da cidade mostrou as falhas mais visíveis e que certamente seriam exploradas pelos cadetes. Inúmeras chances de emboscadas e de tudo dar errado.

Perto do horário do almoço, Lucia se rendia a curiosidade e perguntava do Mightyena e do Houndour, ouvindo a história de como Kyoichi adquirira Blake no orfanato e descobrindo sobre Keiko e Hércules, que ainda estavam lá no dia anterior.

Anthony despertava quase meio dia e reclamava do fato de Lucia ainda estar em casa e não comprando algo para prepararem para o almoço, sumindo logo depois no banheiro e sendo seguido por Chinchou. O pequeno aquático parecia saber que o homem demoraria horas no banho, em seu longo ritual de beleza, e parecia determinado em aproveitar e brincar na água. Já Nancy parecia surpreendida pelo fato de não ter sido a última a acordar.

Vocês estão no dia 3, 11:45.
Ângela será transferida no dia 4, 10h.
Menos de 24h para o resgate.


off: ficha atualizada o/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Moon_fire em Qui 11 Jun 2015, 13:15

off: \o/



Ainda estava de olho no leite, mexendo bem para que todos os pedaços de chocolate se dissolvessem bem, dei um bom dia para Kyoichi que logo foi para o banheiro. O leite já estava quase pronto quando ele voltou, então tive de tempo de falar que ainda não tinha pensado em nenhum plano bom assim que ele perguntou, o que me deixou de rosto vermelho enquanto eu apagava o fogo e ia pegar quatro canecas, que infelizmente precisaram de um pouco de água para tirar a poeira que não parava de se acumular naquela casa.

Deixando o leite de Anthony e da Nancy na cozinha, onde eles poderiam pegar assim que acordassem, fomos no sentar e conversar um pouco sobre o que fazer no dia seguinte, já que seria quase um suicídio simplesmente aparecer lá sem nenhum tipo de plano. No começo as ideias se voltaram em fazer um grande ataque de vários pontos, assim todos ficariam bem distraídos e poderíamos tirar Ângela da viatura e fugir, mas logo Nancy acordou e já disse que não daria certo, por simplesmente estarmos em um número muito menor, o que resultaria em todos sendo derrotados antes mesmo de chegar perto da delegacia.

Com o resto da discussão se resumindo em planos sendo formados, para logo serem descartados por Nancy, que só comentava o que daria errado, enquanto bebia o leite e comia um bolinho que eu a vi tirar da mochila, logo me desanimei um pouco. A ideia de eu simplesmente aparecer e chamar toda a atenção para que Kyoichi, Nancy e Anthony fizessem o resgate logo foi descartada por eles, mas como era a única ideia que Nancy não descartou por falhar na hora de resgatar a Ângela, mas sim porque eu nunca conseguiria fugir de tantos cadetes naquele cidade, decidi manter a ideia em mente, apenas no caso de não pensarmos em nada melhor.

Cansada de ouvir tantos planos serem formados e simplesmente serem rejeitados por causa de um detalhe mal pensado ou pelo fato da única pokemon voadora grande que tínhamos não estar em condições de voar, decidi mudar um pouco de assunto perguntando sobre o Houndour e o Mightyena, que eu logo descobri ser chamado de Muffin. Não quiseram comentar sobre o Muffin, mas fiquei interessada em saber que o orfanato tinha tantos pokemon legais, não pra mim, que já tinha vários, mas quem sabe para Ângela que não tinha nenhum dos pokemon dela?

Aproveitando que Anthony acordou já me lembrando que tinha que comprar alguma coisa pra gente ter o que comer no almoço e provavelmente no jantar, contando que a dona da casa não voltasse nesse dia, chamei o Kyoichi para irmos juntos no mercado e depois pro orfanato, para ele me mostrar o caminho e podermos conversar mais um pouco sobre ideias para o dia seguinte. Com Chinchou já com Anthony, só deixei a pokeball do Erick e a Zigzagoon para cuidarem de tudo antes de sair.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Qui 11 Jun 2015, 18:32

Depois de acordados a dupla decidia discutir os planos necessários para salvar a cadete, por incrível que pareça a exilada ainda não havia preparado nenhum. Nancy descartava a maioria dizendo que não funcionariam e também citava os tais motivos de emboscada, o que deixava o Armagedon incerto de que aquilo daria certo. O jovem tomava apenas o leite e recolhia tanto Tochi quanto Morgana e saía junto de Lúcia para ir ao mercado e depois mostrar para ela onde era o orfanato.

A dupla se aproximava do local onde faria compras e começava a observar as coisas, Kyoichi decidia não escolher nada e como não tinha muito dinheiro estendia 20 Pokédolares para Lúcia ajudar no que precisasse ser comprado. O Gangster continuava pensando em um plano enquanto partiam para o orfanato.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Sex 12 Jun 2015, 11:24

O dia do grupo passava de forma veloz e eles tinham a sensação que o tempo o fazia de propósito, só por ainda não terem planos concretos e cada vez menos tempo para pensar em algo e se preparar. A ida ao mercado foi rápida e logo o grupo saía com diversas sacolas, prontos para fazerem uma macarronada à bolonhesa (Anthony que cozinhasse).

Munidos de sacolas e por caminhos esquivos, a dupla logo chegava no orfanato. Anna cumprimentava Kyoichi, perguntando se houve algum problema com Blake, situação logo apaziguada pelo Armagedon, que apresentava Lucia e informava da vontade dela em adotar  um monstrinho.

Com o tipo water escolhido, Lucia era apresentada a uma Mudkip, chamada Muditta, e a dois Oshawoot. Apesar de gostar dos três, Lucia escolhia levar a pequena Muditta para, no futuro, entregar à Ângela. Os diversos documentos eram assinados e assim, o grupo se retirava do orfanato com mais um integrante.

Novamente no primeiro andar, Anthony começava a preparar o jantar com os ingredientes preparados. O relógio indicava já 19 horas. Teriam de dormir cedo, porém precisavam acertar melhor os detalhes do plano escolhido.


off: oh corridão x.x
off2: já podem narrar no dia do resgate, sobre onde vcs estarão ;)
off3: Lucia, narra a parte da adoção e dizendo se vai trocar o nome da Mudkip ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Moon_fire em Sex 12 Jun 2015, 19:55

off: legal \o/
off¹: deixo pra mudar quando ela for pra verdadeira dona \o/
off²: minun aprende Swift no lugar de Play Nice/ Prinplup aprende Water pulse
off³: espero que o post esteja bom x.x



Não gostando muito de como o dia parecia estar passando com o dobro da velocidade normal, chegamos ao mercado, onde pegamos de maneira bem rápida tudo o que precisávamos para fazer uma macarronada bem gostosa, antes de ir logo pagara e seguir com o nosso caminho. Achar o orfanato foi muito mais fácil com Kyoichi guiando e apesar de termos que mudar o caminho várias vezes para evitar os cadetes ou um lugar muito movimentado, não demoramos muito para chegar ao orfanato.

Era um lugar bem legal e bonito, diferente de todas as ideias que eu tinha de um orfanato pokemon e assim que uma garotinha veio nos receber, percebi que seria uma experiência única. No começo ela ficou preocupada que talvez Kyoichi fosse devolver o Houndour ou que ele tivesse aprontado alguma coisa, mas assim que avisamos que na verdade eu estava atrás de um novo pokemon, ela voltou a ficar animada e mais tranquila.

Depois de pensar um pouco sobre que tipo de pokemon seria bom para Ângela, só lembrando nesse momento que eu mal a conhecia, decidi escolher um tipo que normalmente é mais bem humorado, mas ao mesmo tempo não muito agitados, os aquáticos. Indo para uma outra sala, quase não acreditei quando vi três inciais, cada um com uma atitude única. Um dos Oshawoots foi direto cumprimentar o Kyoichi, enquanto o outro preferiu ficar em seu canto. A Mudkip nos deu um oi, mas ficou a maior parte do tempo falando alguma coisa com o Oshawoot que errou para quem tinha que dar oi, me fazendo rir um pouco imaginando ela dando algum tipo de lição para ele.

Por mais que seria incrível levar os três, eu só podia escolher um, então depois de pensar um pouco, vendo como cada um agia e até mesmo como ficavam perto uns dos outros, decidi levar a Mudkip. Ela não parava de falar com os dois Oshawoots e era bem animada, duas coisas que eu achei que seriam ótimas para Ângela, que eu nem conseguia imaginar o que tinha passado durante todo esse tempo. Com a Mudkip ficando animada e eu falando para os Oshawoots que em breve eles também conseguiriam ser adotados, não conseguindo animar eles tanto quanto queria, peguei a pokeball branca com a garotinha e logo comecei a assinar vários papéis.

Retornando a Muditta para a pokeball assim que ela terminou de se despedir da garotinha, já pensando em deixar para a Ângela escolher o nome da pokemon, segui para fora junto de Kyoichi, que parecia ficar feliz ao saber que pelo menos a Charmander que ele tinha conhecido havia conseguido um novo dono. Estava feliz com a pokemon que tinha pego para Ângela, mas ver que o dia já estava acabando e que não tínhamos nenhum bom plano formado ainda me deixou quase apavorada.

Andando, ou melhor, quase correndo de ansiedade para voltar logo para a casa, onde poderíamos voltar a planejar tudo, logo chegamos ao primeiro andar e assim que eu tranquei a porta da casa, já indo para a cozinha deixar os ingredientes com Anthony, puxei Kyoichi para a sala, onde Nacy já estava. Deixei a Muditta conversando com Chinchou e Zigzagoon, já fazendo amizade, enquanto insistia em planejarmos alguma coisa.

Com Nancy já falando o provável caminho que a viatura faria, por ser o mais rápido e o menos chamativo em Grung, logo decidimos que o melhor seria agirmos quando a viatura já estivesse um pouco afastada da delegacia. Já pegando o jantar e com todos os pokemon comento, enquanto chinchou parecia estranhar algo que a Muditta estava dizendo, como se fosse algo muito estranho, decidimos que o melhor era parar a viatura com Ice beam diretamente nas rodas e usar Thunder wave se precisássemos neutralizar algum cadete.

Minha ideia de talvez usar a Morgana com seu Teleport para tirar Ângela bem rápido daquela viatura logo foi cortada pela própria pokemon, que parecia não estar muito disposta a ajudar. Só do fato dela ter escutado a conversa com aqueles fones nos ouvidos me assustou, mas ver o "bom humor" da pokemon fada me fez arrepiar, lembrando da bailarina. Pensando um pouco em como poderia melhorar esse humor dela e conseguir ajuda, ouvindo o que Kyoichi tinha a dizer sobre essa pokemon dele, decidi oferecer minhas TMs com ataques fortes como pagamento se ela ajudasse.

Falar nas TMs fez com que um outro assunto surgisse e assim que terminamos de jantar e limpar toda a cozinha, voltamos para a sala, onde começamos uma "troca" de TMs. Conforme Kyoichi pedia, eu emprestava minhas TMs para ele ensinar para os pokemon dele, enquanto ele me emprestava algumas, que eu ensinei para o Prinplup do Anthony e para a Minun. Com tudo organizado, Kyoichi no banho, Anthony e Nancy já dormindo, decidi ver como Erick estava. Ele não parecia ter melhorado e depois de uma pequena discussão silenciosa, com ele insistindo em ajudar e eu falando que ele estava doente demais para isso, chegamos a um acordo de que ele ficaria o tempo todo nos meus ombros, ajudando no que pudesse e jurando entrar na pokeball se sentisse que estava piorando ou ficasse cansado demais.

Deixando ele e Zigzagoon, estranhando um pouco quando a Mudkip entrou correndo na pokeball quando Chinchou tentou puxar ela para vir tomar banho também, tentei relaxar o máximo possível com aquele banho, para poder descansar bem nessa noite. A casa estava silenciosa, com um clima de tensão com o que estávamos planejando para o dia seguinte, com todos os riscos que correríamos de tudo dar errado, demorei para dormir e quando consegui, passei a noite inteira sonhando com a fuga de Nyender, além de ter pesadelos com o plano, onde tudo dava errado e acabava vendo todos morrendo, sem nunca nem chegar perto da viatura.

Na manhã seguinte estava completamente sem fome, então apenas me concentrei em organizar todas as minhas coisas, assim como garantir que Anthony faria o mesmo, já que provavelmente, aquela seria a ultima vez que sairíamos daquela casa. Garantindo que a porta estava trancada, antes de passar a chave por debaixo da porta e com Erick já em cima dos meus ombros, fomos andando, com Nancy nos guiando até o melhor ponto para ficar esperando. Assim que chegássemos, arranjaríamos um jeito de ficar escondidos enquanto esperaríamos a hora de agir. Com Zigzagoon e Helena com Kyoichi, enquanto Chinchou e Cubchoo ficavam comigo para podermos congelar os quatro pneus, comecei a sentir um suor frio escorrer pelo meu pescoço enquanto torcia para que tudo desse certo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Dom 14 Jun 2015, 14:09

Off: Peço desculpas por demorar tanto a responder x.x
Off²: Grotle: Flash no lugar de Grass Knot
Skitty: Protect e Iron Tail no lugar de Water Pulse e Calm Mind
Skarmory: Toxic e Aerial Ace no lugar de Leer e Peck
Kirlia: Ice Punch, Psychic e Dazzling Gleam no lugar de Thunder Wave, Confusion e Swift
Houndour: Double Team (o meu), Flamethrower e Taunt
Off³: Retirar Luck Incense de Skitty e entregar para ela e para Houndour os dois Lucky Eggs.

A dupla já conhecia os Pokémon que estavam disponíveis para a adoção, depois de explicar para Anna que estava tudo bem com a Houndour a menina ficava mais tranquila e levava a dupla para conhecer os monstrinhos disponíveis. Depois de rirem um pouco do comportamento do Oshawott, Lúcia decidia levar Mudkip para dar para Ângela mais tarde, Kyoichi se despedia dos monstrinhos que haviam ficado e ficava extremamente feliz quando sabia por Anna que Keiko havia sido adotada a pouco tempo.

Enquanto Anthony fazia o jantar Lúcia, Kyoichi e Nancy discutiam na sala o plano para o resgate da cadete, o trio logo chegava a conclusão de quê seria melhor congelar os pneus da viatura e aí sim resgatar a cadete, usando Thunder Wave para neutralizar alguns cadetes caso necessário. A exilada dava a ideia de usar Morgana no resgate, ideia que a psíquica discordava totalmente.

Porém a ex-gladiadora dava a ideia de emprestarmos algumas TMs aos outros para que assim pudéssemos ter uma maior variedade de ataques no momento do ataque, Kirlia logo pegava três dos cds aprendendo os golpes deles, logo a fada recebia uma ordem do Gangster de quê já que ela havia aprendido os movimentos de outra pessoa teria que pagar ajudando no resgate, a mesma parecia não gostar da ideia ainda assim concordava.

O moreno aproveitava o momento para ensinar novos golpes aos seus monstrinhos, todos eles ganhavam novos movimentos e pareciam felizes. Helena e Blake ganhavam novos itens e o antigo da gata era guardado na mochila. A noite passara rápido e depois da janta e do banho o Armagedon recolhia todos os seus monstrinhos para as esferas e ia dormir, sendo assombrado novamente em seus sonhos pela cadete que seria resgatada na manhã seguinte.

Na manhã seguinte o ex-gladiador acabara sendo o primeiro a acordar, tomava uma xícara de café preto e depois passava o óleo em Zoe (que acabava acordando o resto da casa). O grupo de procurados seguia com a ajuda de Nancy para o melhor ponto onde deveriam ficar esperando. Zigzagoon e Helena ficavam com o Armagedon, enquanto Cubchoo e Chinchou ficavam com a exilada, o plano de congelar os pneus parecia ser simples, porém podia dar errado. Morgana também aguardava fora da esfera, Kyoichi já havia instruído a psíquica a parar viatura com seu novo ataque (Psychic) enquanto os outros quatro monstrinhos congelariam os pneus.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Dom 14 Jun 2015, 15:56

off: no Pripnlup - water pulse no lugar de qual move?
fichas atualizadas o/


A noite transcorrera de forma calma, apesar dos pesadelos e da ansiedade que dominava o grupo. Nem mesmo durante o jantar o clima se aliviou, ou os novos golpes ensinados. Anthony parecia o menos afetado, simplesmente reclamando da falta de ajuda ou de entusiasmo do grupo ao degustar sua excelente culinária.

No dia seguinte, às 7h já estavam todos em pé. Kyoichi havia sido o primeiro a se levantar e, após uma xícara de café, começou a passar o óleo nas asas de Skarmory, que despertou todos os demais com seus gritos enfurecidos, principalmente após ver o papel higiênico.

Após o desjejum de todos, o grupo trancou a porta da casa pela última vez, jogando a chave por debaixo da porta. A sensação de virar as costas para aquela casa era estranha, principalmente para Lucia. Voltar a fazer compras em um mercado tendo um endereço para o qual voltar lhe fizera reviver muitas lembranças.

Nancy guiou todos até o andar mais indicado para o resgate. Zigzagoon ficou ao lado de Kyoichi, juntamente com Helena, enquanto Lucia esperava em outro ponto, junto com Cubchoo e Chinchou. Mais próxima da delegacia, Nancy esperava oculta, enviando uma mensagem para Kyoichi e Lucia quando avistou a viatura deixando o prédio e, para a tristeza do grupo, escoltada por quatro motos.

Lucia lia a mensagem com preocupação, assim como o Arruaceiro. O plano teria de ser modificado sem nenhuma reunião. Um dependia agora do que conhecia do outro e do bom senso. Anthony esperava em um beco próximo, pronto para pegar Ângela e levá-la para longe da confusão, enquanto Lucia e Kyoichi deteriam os cadetes.

Quando a viatura passou, Lucia suspirou fundo e Cubchoo e Chinchou lançaram seus ataques, congelando duas das quatro rodas e fazendo o carro perder o atrito contra o asfalto. Morgana conseguiu se livrar de três das quatro motos com seu Psychic. O quarto motoqueiro já avançava em direção à psíquica, sendo paralisado pelo Thunder Wave de Helena. O carro, por sua vez, sem o atrito no solo começava a girar na pista, colidindo contra os demais automóveis e criando um grande engarrafamento.

O tempo se tornara curto e, no banco da frente, um cadete já acionava a delegacia, informando do ataque. No banco de trás, uma garota com os cabelos curtos demais e magra demais, mirava a rua assustada e ao mesmo tempo esperançosa. A prisão mostrava seus efeitos sobre o corpo agora tão pequeno, porém os olhos não deixavam dúvidas que se tratava de Ângela.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Moon_fire em Dom 14 Jun 2015, 21:04

off: no lugar de Growl \o/



Com chinchou e Cubchoo ao meu lado, bem mais quietos do que o normal, provavelmente por terem percebido que algo importante estava prestes a acontecer, fiquei sentindo um pouco de suor escorrer pelo meu pescoço, enquanto me mantinha atenta ao celular e tentava não pensar em todas as possibilidades e consequência de falharmos. Cada segundo parecia se arrastar enquanto só podíamos ficar esperando e torcendo para tudo dar certo. Quando a mensagem de Nancy chegou, quase joguei o celular para cima de susto e assim que consegui ler, só fiquei ainda mais preocupada.

Agora só tendo a certeza de que Anthony e Nancy continuariam com o plano, de correr para a estação de trem assim que ela terminasse de espionar a saída da delegacia e que Anthony recebesse Ângela e Morgana, torci muito para que eu e Kyoichi conseguíssemos lidar com essa mudança repentina. Quatro motos significava quatro cadetes a mais e muito mais dificuldade para que os pokemon conseguissem parar a viatura com segurança, mas não tive muito tempo para pensar, já que logo Erick chamou minha atenção para o som das motos se aproximando.

Decidindo lidar com as motos só quando a viatura estivesse parada, ordenei que Cubchoo e Chinchou atacassem assim que a viatura se aproximou e logo os pneus estavam congelados, mas o Psychic de Morgana não conseguiu evitar que isso se transformasse em um acidente de carro, mas ao menos conseguiu se livrar de quase todos as motos, o que já ajudava muito. Agora era a nossa vez de agir.

- Chinchou use confuse ray nele. Cubchoo fique comigo e se mantenha atento para usar Ice Beam em quem eu mandar e Zigzagoon, fique atenta para usar Protect, mas primeiro espalhe seu Double team ao redor da viatura. - Ordenei pulando para fora do meu esconderijo, parando ao lado da viatura para garantir que Morgana não teria problemas para fazer sua parte. Erick ficou no meu ombro, pronto para usar Protect ou Vine whip para ajudar, enquanto mantive a pokeball de Torchic na mão, para o caso de precisar de mais double team ou um Flamethrower.

Enquanto corria para ficar em posição para afastar todos os cadetes, não pude deixar de olhar dentro da viatura, para ver se Ângela realmente estava lá, em vez de ser apenas uma isca para nos atrair até lá. A culpa e a vergonha por ter deixado ela tanto tempo na cadeia me atingiram em cheio quando vi o quanto ela tinha mudado e parecia fraca naquela viatura, me lembrando só daquele momento que seria uma boa ideia tentar chegar ao motorista, para tentar pegar as chaves caso ela estivesse algemada.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Dom 14 Jun 2015, 22:04

A dupla esperava o momento certo para resgatar Ângela, um de cada lado da rua com seus respectivos Pokémon. Nancy ao longe perto da delegacia e Anthony mais perto da estação, pronto para levar a cadete para um lugar seguro. A ruiva não demorava a avisar para o grupo sobre o que estava acontecendo, uma viatura sendo escoltada por quatro motos.

O carro passava por eles e enquanto Chinchou e Cubchoo congelavam as rodas do carro Morgana derrubava três motos e Helena uma, dentro da viatura cadete uma mulher magra e com os curtos cabelos morenos, parecia muito diferente de quando Kyoichi havia conhecido-a em Nyender, mas uma coisa entregava a mulher: seus olhos, os mesmos que o Armagedon vira o salvar uma vez.

O cadete que estava no banco da frente já ligava para a delegacia de polícia e devido a isso era hora dos criminosos agirem.

- Morgana teleporte-se para dentro da viatura e em seguida leve aquela mulher para Anthony, tente voltar o mais rápido possível - o moreno já pegava uma Pokébola e jogava-a para cima liberando Tochi que quando via os cadetes se animava com a batalha - Tochi utilize Double Team junto de Zigzagoon ao redor da viatura, em seguida utilize um Flash para distrair os cadetes. Helena prepare-se para usar um Protect se tentarem qualquer coisa contra nós, utilize seu Swift para derrubar qualquer Pokémon que mandem para uma possível luta.

O arruaceiro já dava suas ordens enquanto encostava suas mãos nas esferas de Zoe e Blake, a primeira ainda doente devido a ferrugem e o segundo fraco demais para uma luta daquele tamanho, apesar disso usaria qualquer um deles se precisasse.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Dom 14 Jun 2015, 22:35

A dupla avançava contra os cadetes, determinados a retirarem Ângela daquela viatura. Um dos cadetes que estava na moto era vítima do Confuse Ray, ficando sentado onde estava e olhando para os lados, vez ou outra balançando a cabeça.

Ao redor da viatura, clones de Zigzagoon e Grotle surgiam, tentando confundir os dois oficiais que haviam ali dentro. Lucia olhava pelo vidro e via Ângela, em condição deplorável. A ex-cadete, contudo, tocava no vidro e movia os lábios, formando a palavra corre antes de sumir com o Teleport de Morgana.

De dentro da viatura, uma luz azul se expandia e os clones sumiam. Um Riolu saltava para cima do carro e começava a gritar. Em resposta ao Pokémon, o grito de diversos Taillows se seguiam, todos vindos dos andares mais alto. Mais abaixo, o som de mais viaturas que, com suas sirenes ligadas, abriam caminho e chegavam velozmente. Ângela já não estava lá, devia estar com Anthony e Nancy na estação de trem, porém Morgana ainda não havia voltado para buscá-los.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Moon_fire em Dom 14 Jun 2015, 23:11

off: uhuuuuu \o/ grande fuga @w@



Com Grotle e Zigzagoon enchendo os arredores de clones, fiquei observando Chinchou usar seu ataque em um dos cadetes, permitindo que Morgana entrasse na viatura, só tive tempo de ver Ângela dizer algo como "corre" antes da psíquica e ela desaparecerem com o teleport. Devo ter ficado encarando o banco vazio da viatura por alguns segundos antes de olhar em volta, tendo a certeza de que apesar dela estar ali, como Katarina tinha dito, aquilo era uma armadilha e não um simples realocamento de prisioneira, como eu estava esperando.

Um luz forte e azul me fez piscar, mas antes que eu pudesse notar que ela havia feito todos os clones de Zigzagoon e Grotel desaparecerem, um Riolu surgiu parando em cima da viatura. Antes que eu pudesse mandar que Zigzagoon ou chinchou dessem um jeito nele, o pequeno pokemon começou a dar o que me parecia um sinal, que me fez arrepiar de medo ao ouvir o que parecia um bando de Taillows respondendo, assim como o som de várias outras viaturas chegando.

A cor deve ter sumido do meu rosto e enquanto Zigzagoon lançava um Ice beam contra o Riolu, para ao menos impedi-lo de continuar a chamar reforços, retornei Chinchou e logo fiz o mesmo com a Zigzagoon. Enquanto Kyoichi parecia um pouco em duvida, talvez entre lutar ou correr, peguei Cubchoo no colo e fui para o lado dele, torcendo um pouco para que Morgana voltasse rápido.

- Vamos! - Chamei, deixando claro que dessa vez não iria aceitar outra tentativa quase suicida de simplesmente ficar para batalhar contra todos aqueles cadetes, como ele tinha feito quando estávamos prestes a fugir da Angélica. Assim que ele retornasse os pokemon, eu não deixaria ele ficar esperando para ver se Morgana iria voltar.

- Corre! - Falei assim que ele terminou de retornar os pokemon, o pegando pelo braço e já começando a correr, sem me importar se ele estava ou não gostando de fugir daquele jeito. Preferia pedir desculpas dentro de um trem do que através das barras da prisão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Seg 15 Jun 2015, 12:30

Off: Run Kyoichi, run.

A dupla tinha uma única missão: impedir que Ângela fosse realocada para outra cidade, onde possivelmente Lucia e Kyoichi perderiam a pista da mesma. Decididos a isso a dupla havia começado a estratégia de resgate, enquanto Grotle e Zigzagoon tentavam confundir os cadetes de dentro da viatura com seus clones Chinchou utilizava o raio confusão em um cadete que estava nas motos, fazendo com que o mesmo sentasse no chão e começasse a virar a cabeça para os lados pensando onde o mesmo estava.

Morgana conseguia teleportar a cadete para longe dali, provavelmente em um local seguro e quando a mulher finalmente saía dali um clarão saía de dentro da viatura e dissipava os clones dos monstrinhos. Riolu subia em cima do carro e dava um grito de guerra, logo Taillows e mais sirenes eram ouvidas, parecia ser hora de dar no pé.

Ao ver aquilo o arruaceiro se divida entre ficar e lutar e sair dali correndo o mais rápido possível, Helena já usava seu Ice Beam em conjunto com o Pokémon normal para deter o Pokémon cadete. Antes que o moreno pudesse pensar no próximo passo a exilada já chamava-o para dar o fora dali, provavelmente não querendo virar comida de Persian tão cedo, o Armagedon recolhia Tochi e Helena para as Pokébolas sendo puxado pela ex-gladiadora logo em seguida, esperava que pelo menos Morgana pudesse rastrear os dois para saber onde eles estivessem.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Seg 15 Jun 2015, 15:04

Percebendo-se em situação de risco, a dupla optava por fugir ao invés de ficar e lutar. Riolu escapava dos Ice Beans, saltando para o outro lado do carro. Sem querer ficar para enfrentá-lo, Kyoichi e Lucia recolheram todos os seus pokémons e começaram a correr.

Descer pela escada dos andares era inviável. A distância era muito longa e eles seriam facilmente encurralados. Elevador e escada rolante eram igualmente inviáveis. Sendo assim, e lamentando não ter Nancy e seus conhecimentos da cidade, o grupo entrava nos prédios, usando as escadas internas e as passarelas para trocar de um prédio ao outro.

Cubchoo atacava com frequência, tentando se livrar dos pássaros oficiais insistentes que os perseguiam, dedurando sua posição. Por alguns minutos a dupla sentia que estava livre, porém ao sair do prédio, as aves retornavam.

Quando alcançaram o solo de dois andares abaixo, o som de uma viatura foi ouvida. A esse tempo o suor já escorria pelo rosto e pescoço da dupla. Erick, por conta própria, saiu da pokébola, para desespero de Lucia. Fugir carregando os dois era difícil e o Snivy estava tão perto de seu rosto que ela sentia o calor que o corpo dele exalava e ouvia com claridade a respiração alta e difícil dele.

Kyoichi puxava a mão de Lucia, não a deixando reduzir o ritmo. Porém, quando o som da viatura se fez ouvir, o Armagedon tentou frear e voltar o caminho, para conseguir distância do veículo. A essa altura, Lucia já gritava para Erick retornar para a pokébola, porém ao invés de ouvi-la, o grass lhe deu um sorriso, antes de usar seu Vine Whip e se agarrar em uma sacada alta.

Lucia parou, forçando Kyoichi a parar também. A viatura se aproximava com velocidade, porém os olhos da dupla estavam no Snivy que dava uma pirueta no ar, com sua cauda brilhando em prata. O Iron Tail se preparava e voava em alta velocidade com a queda em direção ao carro e tudo o que Lucia conseguia registrar era no fato de seu pokémon estar brilhando por inteiro e crescendo.

Quando o golpe atingiu o capo do carro, forçando-o para o chão, Kyoichi abraçou Lucia pelos ombros e a forçou a se abaixar. Por cima deles, o carro voou até que o som da colisão chegasse aos seus ouvidos. De um lado da dupla, o Servine recém evoluído e já não sofrendo com o calor intenso, do outro a viatura capotada.


off: ficha será atualizada depois que estou de saída ;D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Moon_fire em Seg 15 Jun 2015, 19:17

off: ok \o/
off¹: Servine @w@



Vendo aquele Riolu irritante simplesmente fugir e se esconder dos ataques, recolhemos todos os nossos pokemon e com Cubchoo nos meus braços, peguei o braço de Kyoichi e o fiz começar a correr logo, antes que as viaturas ou os Taillows chegassem mais perto. Me odiando um pouco por não ter gasto um pouco do meu tempo em Grung para conhecer melhor a cidade ou ao menos perguntar para Nancy algumas boas rotas de fuga, simplesmente fui correndo com Kyoichi, pegando o caminho pelos prédios, para ao menos conseguir tirar as viaturas do nosso rastro.

Cubchoo estava fazendo o seu melhor com Ice beam para manter todos aqueles Taillows afastados, mas eu duvidava que mesmo um Discharge conseguisse fazer alguma coisa. Aqueles pássaros eram muito chatos e não desistiam nunca! Não importava em quantos prédios entrávamos, quantas saídas diferentes escolhíamos, os Tailloes sempre reapareciam e parecia que cada um que Cubchoo conseguia congelar era logo substituído por dois ou três. Não queria nem saber da onde tiram tantos Taillows, só queria que eles sumissem logo!

Meus ouvidos já estavam doendo ouvindo aqueles Taillows e estava coberta de suor, quando tivemos que mudar mais uma vez de caminho para desviar de uma viatura, mas o pior de tudo foi ver Erick simplesmente sair da pokeball, me fazendo carregar dois pokemon enquanto continuava com a corrida. Mesmo no meio de toda aquela confusão, não conseguia deixar de notar o quanto Erick estava pior naquele momento, mas em vez de entrar logo na pokeball como eu gritei ordenei, ele continuou no meu ombro, até simplesmente pular para longe usando Vine whip.

Quase derrubando Kyoichi no chão por parar sem nenhum aviso, fiquei olhando Erick ir o mais alto que conseguiu e enquanto Kyoichi tentava me puxar para sair do caminho da viatura, fiquei olhando Erick descer pronto para usar Iron Tail, mas algo estava estranho com o ataque. Enquanto ele descia, tive a nítida impressão de ver ele brilhar muito e até aumentar de tamanho, mas não tive tempo de ficar olhando.

Quando ataque atingiu a viatura, tivemos muito pouco tempo para conseguir abaixar e não sermos atingidos pela viatura. Assim que nos levantamos, Erick estava observando o que tinha feito, só percebendo naquele o quanto tinha crescido e até mudado de forma. Sinceramente não sabia se o trancava por um mês na pokeball pela loucura que ele tinha feito ou se comemorava por ele ter evoluído, mas assim que tive a impressão de ouvir barulho de Taillows, decidi simplesmente voltar a correr, quase caindo de cara no chão quando um Erick com o dobro do peso simplesmente pulou de volta para os meus ombros.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Kyoichi Komuro em Seg 15 Jun 2015, 20:08

Off: Parabéns Moon, agora tá na hora de trocar o avatar -q

Riolu desviava dos ataques com maestria fazendo a dupla ficar com cara de bobos e tendo como único saída retornar os seus monstrinhos para as esferas. Como descer pelas escadas não era uma opção, assim como pegar um elevador ou escada rolante totalmente inviável, Kyoichi e Lucia decidiam cortar caminho pelos prédios. O urso polar usava Ice Beam constantemente, tentava afastar os pássaros dos oficiais das mais diversas maneiras, porém quando um era atingido pareciam aparecer mais dois no lugar.

Quando conseguiram atingir dois andares a baixo a dupla de foras-da-lei ouvia novamente o som de uma viatura, uma emboscada para os jovens. Neste momento o gramíneo de Lucia decidira sair da Pokébola e agir por conta própria, Snivy ficava no ombro da exilada com os olhos nos cadetes mais a frente. A morena mais lenta por ter que carregar mais peso já era puxada pelo Armagedon que agora corria na frente da mesma, porém a dupla logo parava bruscamente quando se dava conta que não teria mais volta e fora nesse momento que Erick decidia ajudar os "criminosos".

O inicial usava seu chicote de cipó para se pendurar em uma sacada mais alta e pegar impulso, o pequeno voava alto e começava a cair na direção da viatura que agora ia na direção dos ex-gladiadores. Sua cauda brilhava prateada, claramente pronta para desferir um Iron Tail no carro, porém o corpo do monstrinho também brilhava, porém em um tom de azul.

Snivy desferia o golpe no capô do carro que agora voava em direção dos amigos, Kyoichi abraçava Lucia pelos ombros fazendo a exilada se abaixar. A viatura passava por cima dos dois e como um milagre a dupla continuava viva, ao lado deles Erick agora era um Servine. O arruaceiro parecia não processar totalmente a informação, vendo o pequeno já evoluído no ombro de Lucia este decidia levar Cubchoo e deixar a parceira livre de mais peso, a dupla já corria na direção oposta da viatura e com a esperança que Morgana ainda se lembrasse deles o moreno só conseguia pensar que aquela seria a hora perfeita para que a psíquica fosse os buscar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Alice em Ter 16 Jun 2015, 14:07

Com Kyoichi carregando o Cubchoo e Lucia aguentando o peso de Erick em seu ombro, a dupla retornava a correr, deixando a viatura capotada para trás, bem como os gritos dos cidadãos de Grung que já ligavam para a emergência e para os cadetes, informando do ocorrido. A dupla realmente estava fazendo algum estrago na cidade para conseguir fugir...

Os Taillows ainda faziam barulho, voando por cima dos dois foragidos e denunciando sua posição. Cubchoo se livrava de vários com o Ice Beam e Erick se livrava de outros tantos os desviando-os com seu Vine Whip, contudo mais e mais das aves continuavam a aparecer.

Em determinado momento e ainda querendo fugir do som agora de latidos, a dupla virava um corredor e se via encurralada em um beco sem saída. Os pássaros, que antes haviam começado a bicá-los na cabeça, voavam para cima, os deixando em paz. Quando olharam para trás, o coração que antes batia acelerado, cessou por alguns instantes.

Na saída do beco, quatro oficial apontavam as armas para os dois ex-gladiadores e três Houndours e um Houndoom rosnavam para eles. A situação parecia desesperadora. Enquanto Erick os protegia por alguns instantes com o Protect, criando uma barreira contra as balas disparadas, Kyoichi refletia no quanto queria que Morgana os achasse naquele instante.

Os cadetes seguiram atirando, até que a barreira começou a oscilar e uma bala raspou o braço de Kyoichi, fazendo sangue escorrer pelo corte. O mais preocupante, contudo, foi a bala que se enterrou no ombro de Lucia, antes que ela pudesse soltar outro pokémon para intercalar o Protect.

Erick cansava e a barreira se desfazia. Quando a luz verde sumiu, a dupla já ferida pode ver tudo em câmera lenta. Duas novas balas surgiam, voando e mirando os dois de forma a não deixá-los saírem vivos. Morgana surgindo no meio da dupla. O olhar da psíquica não era dos melhores e Kyoichi sabia que era mais pela hora que tiveram de fazê-la trabalhar do que pelas balas que avançavam em direção à dupla.

Com o Teleport, ambos se viam repentinamente na Estação de Trem, ao lado de Ângela, Anthony e Nancy. O som das balas atingindo a parede logo atrás de Kyoichi e Lucia ainda retumbava em seus ouvidos e os dois sabiam que Morgana os havia teleportado no último segundo antes que fossem mortos pelos cadetes em um beco qualquer. Lucia ainda pressionava sem braço, sentindo a bala que estava enterrada em seu ombro. Kyoichi mirava os arredores, já os lembrando que precisavam fugir imediatamente.

Nancy, ao reparar a palidez da dupla de ex-gladiadorese o sangue nas roupas, já os arrastava para um canto mais isolado, se afastando para comprar passagens. Anthony, com menos dinheiro que Lucia, pegava 300Pk$ da morena e a Houndoomite dela, antes que a mesma protestasse, e seguia Nancy. Certamente Lucia se indignaria ao saber que seu "companheiro" enviava uma Mega Stone de inicial cadete para um cadete, porém naquele instante ela não tinha como impedir.

Logo a dupla retornava com as passagens e todos ingressavam no primeiro trem em direção à Erobring. Lucia, baleada no ombro; Kyoichi, com um corte feio no braço causado pelo raspão da bala; Ângela, sã e salva, com a metade do peso que deveria ter e com os cabelos cortados tão curtos que em algumas partes se via o coro cabeludo dela. A ex-cadete estava em uma condição deplorável.

-300Pk$ para Nancy por duas passagens para Erobring
- 300Pk$ para Lucia, entregues a Anthony para: pagar a retirada da Absolite, pagar 3 passagens para Erobring
Houndoomite enviada para Henri, o envio será pago por ele.

Pokémons 100%

Lucia passou 4 dias em Grung
Kyoichi passou 2 dias em Grung

Saíram da cidade em torno das 11:30, ambos suados e machucados.


off: espero não ter esquecido nada gente e desculpem o corridão desse resgate. Espero que mesmo assim tenham gostado.
Já podem criar seus tópicos separados em Erobring que já estou atualizando fichas, cartões e tudo o mais ;)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Encontros e desencontros em Grung City! Revendo os amigos!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum