Rumo á fama

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Qui 07 Maio 2015, 14:18


Capitulo 3

A viagem até a cidade montanhosa Grung nem mesmo foi sentida pela stylist, a qual dormiu o trajeto inteiro. Ao acordar a albina se viu sozinha no vagão de luxo, apenas uma atendente estava presente, tentando avisa-lo de que tinha que descer agora. Sem resistência, a amanhecer desceu do trem e... Ela não sabia exatamente para onde ir.

"Luna, para onde você foi?" ela murmurou desanimada colocando as mãos nos bolsos, percebendo pela primeira vez um papel que não era dela. Era de Luna.

Ei, minha querida amiga... Você surgiu como uma luz para mim em meio ao caos de Nyender e te levarei comigo sempre e ainda quero revê-la outras vezes, batalhar ao seu lado e também assistir suas apresentações, mas até lá, tenho algumas coisas para acertar. Se precisar de mim, ligue-me, eu darei um jeito de chegar até você...

Obrigado por tudo, Luna.

Shiro amassou o papel e o colocou de volta no bolso, sorrindo, então ela estava por conta própria como no começo.

_Ok, hora de ir até o sindicato de profissões e depois, vejamos se encontramos alguém para adicionar ao time, precisamos de mais estrelas.

A albina comentava para si mesma, listando suas prioridades, talvez quando terminasse todas ela ligasse para a gladiadora, seria legal ver quem cumpriu suas metas pessoais primeiro.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Sex 08 Maio 2015, 11:20

Off: Vou continuar com a sua rota. Espero que se divirta.

Quando Shiro acordou no seu vagão confortável e luxuoso, a albina percebeu que estava só. O operário do trem conduzia a stylist para fora e assim ela deixava o trem com o questionamento de onde estaria a menina que ela havia conhecido. Em seu bolso, um papel explicando tudo e ao seu redor uma estação de trem movimentada, aparentemente no subsolo. A menina caminhava vagarosamente com um destino já traçado. Iria para o sindicato e em seguida iria procurar por um parceiro novo, afinal, só Karako poderia cansar de protege-la.

A menina deixava o subsolo da estação e logo se deparava com a claridade forte da cidade. Não era nem meio dia, mas o sol ali, refletido nos diversos prédios, parecia fortemente armado. Grung era uma cidade enorme, com prédios que puxavam um arranha-céus que a menina não conseguia acompanhar a ponta com os olhos. A cidade não era muito larga, mas com certeza era alta. Havia pontes e elevadores que ajudavam na locomoção da cidade e Shiro percebia que tinha que andar nas alturas.

A menina caminhava um pouco perdida pela cidade. Às vezes seguia algumas pessoas que atravessavam a ponte e iam nos elevadores. Os prédios pareciam verdadeiros labirintos. Shiro se sentia perdida diante de tantos caminhos e nada de chegar até o sindicato. A única coisa que a menina sabia era que estava no centro da cidade (se é que existe centro) e estava diante da Farmácia Viva Bem.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Sex 08 Maio 2015, 22:08

Off: Oi, Ay! =w=/ É bom te-lo de volta.


Capitulo 3

Depois de muito andar em círculos, passar de prédio em prédio, a albina acabou diante de uma farmácia de fachada muito convidativa. Dando uma olhada nos arredores, Shiro pode notar que não muito longe dali havia um enorme prédio branco, um hospital ela pode notar.

"Gosto daqui" ela pensou, um local com hospital e farmácia no mesmo bairro lhe era muito adorável, sorrindo com isso em mente, ela entrou no estabelecimento. Uma sineta tocou, o que chamou a atenção da unica atendente ali.

_Olá, como posso ajuda-la?

_Oi. Dona, pode me dizer como chegar no sindicato de profissionais? Não sei mais para onde ir! _ A amanhecer exclamou se aproximando e colocando as mãos sobre o balcão. _ Eu queria saber onde fica a confeitaria também. E a biblioteca. E eu acho que vou levar um kit de primeiros socorros também. Ele esta á venda?

Shiro falava muito rápido, parecia nem respirar. Ao fim de sua fala, ela apontou para um kit de primeiro socorros exposto na estante atrás da atendente, era um pequeno case vermelho com o simbolo médico branco na tampa.

_Eu não tenho nenhum quadro particular, então aceito um kit padrão mesmo, dona. Quanto ele custa?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Sab 09 Maio 2015, 11:27

Se mais saber para onde ir, Shiro resolvia entrar na farmácia, que foi o único estabelecimento comercial que a menina poderia confiar no momento. A mesma passou pelas prateleiras bem organizadas por itens e chegou no balcão, lançando perguntas e de forma bem rápida. A atendente, de cabelos bem curtos, azulados e com olhos grandes e negros, tentava prestar atenção em cada palavra que a albina dizia, mas tinha certa dificuldade para acompanhar.

- Calma, calma. Vamos por partes, ok? – dizia rindo – O sindicato dos profissionais é um pouco distante, aconselho pegar um táxi na via de cima. Dois ou três andares daqui. Tem o ônibus também, você pode pedir ao cobrador para parar lá perto. Mas caso queira ir andando, é só pegar a ponte rolante ao sair daqui, você pega o elevador para um prédio enorme ao lado da rua e segue para o quarto andar, onde você segue em linha reta. Haverá placas no alto indicando o caminho para o sindicato – dizia a mulher engolindo em seco. – Bem, a confeitaria é na rua daqui de trás, não há erro. A biblioteca fica no caminho para o sindicato e o kit custa 180Pk$. Também ofereço um curso de primeiros socorros por 150Pk$ o nível. São cinco níveis!

Depois de tanto analisar o que poderia falar, a atendente conseguia deixar claro para onde Shiro iria, a não ser se ela esquecesse tudo o que a atendente falou. Fora o kit que a mulher pegava e colocava no balcão, ela informava um curso que poderia ensinar para a menina.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Sab 09 Maio 2015, 22:15


Capitulo 3

Shiro havia sacado um bloco de notas da mochila e começou a escrever o lhe era dito, ela pareceu não compreender claramente as direções dadas pela mulher, embora tivesse conseguido anotar o essencial para chegar até o sindicado, o resto ela confiou á sua memória.

_Ficaria muito caro, não tem como fazer algum desconto? Melhor seria se fosse de graça, mas que tal fazer o kit e o curso por 200, cada um por 100, posso fazer algum serviço para compensar os 130 de desconto, alguma entrega, limpeza, algo assim. _ Shiro falou gesticulando muito como se isso fosse ajudar a outra aceitar sua proposta. _ Mas se não estiver bom a oferta inicial para a senhora, eu leve só o kit por 150 e desapareço da sua vista, obrigada pela informação de toda forma.

A amanhecer acrescentou a ultima frases rapidamente enquanto guardava seu bloco de notas, ela torcia para a atendente aceitar seu acordo, mesmo que ela soubesse como usar um kit médico e cuidar de ferimentos de maneira considerável, qualquer conhecimento a mais seria útil visto todas situações de risco que ela já havia passado.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Seg 11 Maio 2015, 14:37

Shiro, esperta, usava o bloco de notas para anotar todas as informações que a atendente dava para a albina. Anotava as partes importantes e com isso ela conseguia transcrever o caminho, embora nada daquilo fosse comum para ela. Após ter aprendido o caminho, a albina tentava realizar alguma pechincha para a atendente, que pensava muito a respeito.

- Desconto?! Nossa, adoraria fazer um bom desconto... Vamos ver – dizia a mulher, pegando uma calculadora e fazendo vários cálculos. – Olha, posso te dá duas opções: a primeira é oferecer o desconto para que você faça os cinco níveis do curso, mais o kit que fica em torno de 850. A segunda é porque, como viu, eu trabalho sozinha aqui e não posso deixar a farmácia. Se você puder e ao centro da cidade, fazer algumas tarefas para mim, posso lhe recompensar com o kit e um nível do curso de primeiros socorros. O que me diz?



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Seg 11 Maio 2015, 21:27


Capitulo 3

_Aceito a segunda, mas o que acha de melhorar mais? Eu vou ficar na cidade por tempo indefinido ainda, posso fazer mais tarefas se a senhora precisar, em troca a senhora me recompensaria com o kit e os cinco níveis do curso! O que me diz?

A animação da jovem stylist era descarada em seu tom de voz, Shiro rabiscou seu numero de celular e deu á outra. Após a atendente lhe responder, a amanhecer, novamente com o bloco e caneta em mãos, perguntou sobre as tarefas que a dona precisava para hoje.

_Tá, Irei ir ao sindicato primeiro, caso precise fazer qualquer compra para a senhora, irei poder usar dos benefícios da burguesia para isso! Ah, a senhora tem panfletos daqui? Seria bom fazer propaganda, divulgação sempre é bem vinda.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Ter 12 Maio 2015, 10:04

Shiro parecia ser boa em argumentos e por isso ela fazia questão de querer negociar mais o preço dos cursos para com ela. A mulher do estabelecimento via a força de vontade da albina e pensava no que poderia fazer por ela. Depois de um tempo pensando ela pedia um momento e pegava o telefone sem fio e ia ligar para a proprietária da loja. Shiro ficava ali, aguardando ansiosa, até a funcionária retornar.

- Por sua sorte, só temos eu por essa semana trabalhando aqui. Se você me ajudar nesses próximos três dias, no turno da manhã, poderei dá os cinco níveis e o curso no fim do serviço. Liguei para a proprietária, você poderá começar amanhã, mas já que você comentou, peço que entregue esses panfletos nas ruas, seria bom uma boa divulgação. Se puder, entregue para os médicos do sindicato. Seria bom!

A mulher de cabelos curtos e azuis ajeitava os óculos e registrava o número de Shiro em seu celular, entregando os panfletos para a albina e em seguida se apresentando, após dá o seu número para a albina.

- Chamo-me Márcia, e digamos que serei a sua supervisora, tá?

Márcia - atendente da Farmácia de Grung

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Ter 12 Maio 2015, 13:42

Off: Ay, o curso não é composto de cinco niveis? O acordo é os níveis (curso completo) mais o kit. Vou narrar o recebimento do Lucky Egg do evento de dia das mães, ta.


Capitulo 3

_Isso é sublime! Farei o melhor possível. Até logo!

Rapidamente, a stylist deixou o estabelecimento com os panfletos na mão esquerda e o papel com o caminho anotado na direita. Um momento antes dela tomar a direção até a ponte, Shiro recebeu uma mensagem no celular avisando que uma encomenda havia chegado para ela. A amanhecer não questionou muito, mesmo ela não lembrando de ter feito qualquer encomenda, ela decidiu ir até a estação pegar o que quer que fosse. Acabou que a entrega era um lucky egg mandando como presente da estação de Nyander pela ajuda prestava. Um tanta insatisfeita, ela não teve muito tempo para admirar o ovinho, pois Karako saiu de sua ball e tomou o item, ela parecia contente em te-lo sob seu poder.

_Gostou disso? Fica então, só não perca. Agora, vamos.

A dupla deixou a estação, não antes de distribuir alguns panfletos. Durante seu trajeto até o sindicato - ponte rolante próxima da farmácia, quarto andar do enorme prédio ao lado da rua, seguir em linha reta, há placas sinalizando o caminho a partir dai - Shiro e Karako distribuíam os panfletos com grande entusiasmo e persistência junto de muita propaganda.

_Olá, queridos cidadãos, eu sou Shiro, a stylist e estou aqui para lhes dizer que para qualquer emergência, sempre a seu dispor, a farmácia Viva Bem vive pelo seu bem! Próxima do hospital, uma rua atrás da confeitaria, farmácia Viva Bem, medicamentos com ou sem receita, fazemos entregas para sua comodidade! _ A jovem exclamava quando parava em algum lugar cheio de gente enquanto a saltitante Karako entregava os panfletos para os transeuntes.

Estando perto de chegar na sede de profissionais, todos os panfletos haviam sido distribuídos com sucesso, o que surpreendeu Shiro, ela nem pode guardar alguns para entregar no sindicato, ela sentia-se bem por ter cumprido essa tarefa tão rápido, talvez ter uma torchic tão animadinha e fofa ajudando fosse o fator que lhe ajudou. "Agora vamos nos registrar!" ela pensou antes de ir para a sede. Uma vez lá, a albina buscou por alguma secretaria ou profissional que pudesse lhe ajudar.

_Ei, eu vim me registrar como burguesa, com quem eu preciso falar? _ Ela perguntou á primeira pessoa que encontrou.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Qua 13 Maio 2015, 09:57

Off: É isso mesmo, escrevi errado.
Sem problemas o/


A albina deixava a farmácia da cidade de Grung, indo para o sindicato, mas não antes do seu celular tocar e assim informar que havia um item para ela na estação de trem. A albina logo se dirigiu para a estação de trem, de onde ela havia saído e por isso conhecia bem. Shiro foi direto para a estação e recebia um Lucky Egg por serviços prestados em Nyender, mesmo que involuntariamente. Karako aproveitava o momento para esticar suas patinhas e apanhava o Lucky Egg e usava como um colar, de fita vermelha. Torchic piava.

Agora, Amanhecer e Fire partiam para o sindicato, pegando os panfletos e distribuía no meio do povo. Como Grung era uma cidade grande e bem populosa, os panfletos da menina logo acabaram antes mesmo de chegar ao sindicato. Torchic ajudou bastante, já que seus saltos chamavam a atenção de todos que passavam por ali. A menina nem percebeu que tinha andado tanto, até seus pés doerem e incharem um pouco, mas já havia chegado ao sindicato.

Entrando no prédio bege, a albina avançava até a uma mulher que aparentava ter a idade na casa dos 50 anos e com seus óculos de armação vermelhos ela olhava para o seu computador e nem direcionava o olhar para a menina. Quando terminou de digitar, seja lá o que tivesse fazendo, ela pegou o telefone e digitou um ramal.

- Alfred! – dizia em um tom alto – Tem vaga para burguês? Tenho uma para você aqui.

A mulher parecia um pouco mal-humorada, diferente das pessoas da cidade. Shiro ficou esperando que acontecesse algo e depois de um tempo recebia uma ficha com informações básicas para serem preenchidas. A menina preenchia enquanto um homem de terno e grava, cabelos grisalhos e uma cabeça maior do que o normal aparecia com um sorriso branco e cativante.

- Bem vinda ao sindicato dos profissionais de Shinki. – dizia olhando para o formulário dela e pegando, antes mesmo da menina terminar de preencher. – Shiro! Nome bonito! Escolheu o certo, se queria ser uma burguesa. – torchic olhava o homem, de modo estranho. – Me acompanhe. – dizia o homem levando Shiro para alguns andares do prédio e assim ela entrava em uma sala escura, com um vídeo passando na parede por um projetor.

- Você será uma burguesa, assinando aqui, aqui e aqui. Receberá um Drifloon para ajudar nas entregas! Recebe também 25% de descontos na compra de itens em qualquer mercado! Mas fique atento, nada de vender para exilados ou gangsters, caso o faça e seja descoberta, Angélica os transformará em ração para persian. Você contribuirá um valor simbólico de 50Pk$ de tempos em tempos. – dizia o homem, sugerindo para Shiro que ela pode até comercializar com estranhos, mas se for pega, estaria em maus lençóis. – É só assinar e pronto! - dizia o homem sugerindo para Shiro assinar os documentos, já com a Pokéball na mão do próximo parceiro da menina.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Qua 13 Maio 2015, 14:58

Off: Burguesa ganha alguma licença/cartão de identificação?


Capitulo 3

Após uma leitura, revisada logo em seguida, Shiro assinou aonde pedido. Enfim, estava feito, ela era oficialmente uma comerciante oficializada. Antecipando, a albina estendeu a mão para aceitar a pokeball com seu novo pokemon enquanto entregava o contrato com a outra.

Tem todas as formalidades cumpridas, a stylist deixou o prédio, tendo Drifloon fora da pokeball junto de Karako, curiosa por conhecer o pokemon balão. A dupla parecia estar se dando bem, mesmo com a pokemon querendo saltar sobre o fantasma que desviava sempre. Era engraçado de ver.

_Bem, vamos para a farmácia agora. _ Disse ela enquanto mandava uma mensagem para Márcia, avisando de seu retorno e da distribuição completa dos panfletos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Qui 14 Maio 2015, 10:42

Off: Fica registrado na licença
Deseja fazer a personalidade do seu novo Pokémon ou quer que eu fala?
Print


10:52

Após a assinatura do contrato e depois de receber a Pokébola com o Pokémon balão dentro. O funcionário assinava algumas coisas, carimbava a licença da albina e em seguida dava as boas vindas para a meninas, que se via agora como burguesa. O homem de terno ainda explicava que ela receberá missões por sms, email ou até mesmo um burguês poderá acompanha-la. A menina deixava o prédio com o seu novo Pokémon, que fazia graça com Karako, que tentava pegá-la. Uma hora até, o pintinho segurou firme no balão, como uma corda, e esse começou a aumentar a altitude e assim Torchic ia voando, até ficar com medo e soltar.

Shiro mandava uma mensagem para Márcia, na farmácia, enquanto caminhava pelas ruas na direção da farmácia. Assim que saiu para as ruas de Grung, a menina ouvia um barulho de construção, marteladas e cortes, soldas e outros materiais de construção. Ela seguia pelas ruas, enquanto ainda sorria dos seus Pokémons que brincavam. O barulho continuava, mas a menina ouvia o celular vibrar um pouco e lia a mensagem

Formidável. Tem como você aparecer aqui pelas 14horas? Preciso de alguns serviços. Até mais.

A menina tinha três horas para passear pela cidade até o seu encontro com a mulher na farmácia. Enquanto isso, o barulho ficava cada vez mais alto e Shiro só ouvia um barulho alto, enquanto seu corpo caia no chão, protegido por alguém. A menina ficava tonta no momento, mas assim que se levantava ela via um pedaço de ferro enorme, que iria cair sobre a cabeça dela, se não fosse pelo rapaz que havia a empurrado no chão e caído junto, na tentativa de salvar sua vida.

Karako e Driflon seguiam preocupados com a sua mestra. A cabeça de Shiro ainda rodava e aos poucos ela focalizava em seu salvador, até perceber que o já conhecia. Um moreno, cabelos bagunçados, sorriso encantador e uma faixa vermelha na testa. Era o mesmo rapaz que ela cuidou no templo das memórias em Nyender.

- Parece que agora fui eu que salvei a sua vida, não é?


Apocalipse de Nyender

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Qui 14 Maio 2015, 20:30

Off: Drifloon vai se chamar Perona e... Não sei que tipo de pokemon ela é, só sei que deve ser fofa!
Esse NPC era PC de alguém, não é?


Capitulo 3

De imediato, a reação da albina foi ficar em choque sem saber o que dizer ou fazer, em pouquíssimos segundos ela estava andando para então cair no chão com alguém sobre si e então, uma vez de pé, ela percebeu o que poderia ter acontecido consigo se não fosse o sujeito diante dela. Shiro não deu plena atenção ao seu salvador até Karako começar a piar, assim ela se focou nele, reconhecendo-o enfim.

_Você é aquele cara de Nyander! _ Shiro estava claramente nervosa, o que um gangster pretendia salvando alguém assim? Retribuição realmente? A albina encarava o gangster de forma espantada, ao se dar conta disso, ela riu nervosa e deixou escapar _ Você... Onde esta ferido agora?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Qui 14 Maio 2015, 21:38

Off: Vou pensar em algo.
Off²: A imagem era da Luna, mas como ela resetou, resolvi pegar para esse npc.


O susto mexia com o humor da stylist. Primeiro raivosa, depois ria nervosa. A menina estava diante do aspirante a gangster, momento de sua vida em que ela descobriu que o templo das memórias de Nyender era um ponto de recruta gangster, mas decidiu guardar só para si, com medo do monge mandar alguém até ela para mata-la, a fim de silenciá-la. A menina estava ainda olhando para o rapaz, que ria como se estivesse em uma situação normal de sua vida.

- A ferida tá ótima! Segundo o monge, se você não tivesse entrado no templo, eu teria morrido.

O rapaz levantava a camisa e assim revelava o corte na barriga, ainda cheio de um remédio ao redor de cor de ferrugem, assim como costurado, possivelmente pelo monge. Karako olhava o rapaz, fitando-o baixinho e assim o mirava com desconfiança. A Pokémon balão apenas observava com neutralidade, afinal, ela nunca tinha visto o rapaz e à primeira vista, ele tinha salvado a sua mestra.

- Pois é... Eu fiquei sabendo que você tinha ganhado uma passagem de trem para Grung – como, Shiro não sabia – E então pensei: por que não? Então eu vim... – o gangster era bem mais tagarela do que Shiro pôde perceber na primeira vez, mas afinal, ele estava ferido e perdendo muito sangue. – E aí, como vai as coisas?

O rapaz tratava aquilo com naturalidade e por isso ele nem ao menos percebeu o quão desconfiado estava o Pokémon fire. Enquanto Shiro olhava para o moreno, seu celular tocou e ela atendia o número desconhecido.

- Shiro? Oi querida, aqui é a Holly, a sua chefa – dizia uma voz animada, seguindo de um barulho que pareceu uma mordida em uma maçã bem crocante. – Então, estou precisando de um servicinho seu... Você deve ir até o último andar de Grung, no edifício Cresselia Solar, apartamento 517, conversar com a Sra. Shieldon. Ela possui 2 Mega Stones do extinto Mewtwo. Se forem distintas, compre-as. Depois vá até o edifício Houndoom Branco e venda-as por pelo menos o dobro para o Sr. McKlein. Estou depositando Pk$1,000 em sua conta para você comprar as duas pedras, dinheiro que eu vou querer de volta, certo? Mas bem, quero que consiga o máximo de lucro possível e quando terminar, do lucro, 50% é meu, 50% seu, ok? Deposite o dinheiro no sindicato de Grung mesmo, para eles mandarem direto para mim, querida. Sei que consegue, beijo!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Sex 15 Maio 2015, 20:16

Off: Ay, minha Drifloon tem dois sexos. =w=''


Capitylo 3

Pedindo um minuto de licença ao gangster, a albina atendeu seu celular e ficou pasma. A súbita chamada de sua nova chefe deixou Shiro novamente perdia em emoções, nervosismo e ansiedade juntos com um pouco de animação, ela podia sentir seu estomago contrair só de imaginar começar a negociar itens de tão alto valor. Rapidamente, ela rabiscou em seu bloco de notas os locais aonde devia ir.

Ultimo andar de Grung, Cresselia Solar, 517, Sra. Shieldon.
Houndoom Branco, Sr. McKlein, dobrar.

Karako notou tamanho nervosismo de sua dona e encarou o sujeito perto dela, para a pokemon era ele o culpado por Shiro estar assim, e em parte, ela estava correta, mas antes que pudesse tomar qualquer decisão, Shiro a pegou no colo e pediu que ficasse calma, pois estava tudo bem.

_Eu ainda não sei seu nome. Sou Shiro, a stylist, e esta é Karako. Essa é Perona. E você é...

Assim estavam devidamente apresentados, a stylist hesitou antes de voltar a falar, ela havia percebi que tinha algo valioso em mãos, que não era sua inicial.

_Eu tenho que trabalhar agora, que tal me acompanhar? Podemos conversar no caminho. Podia começar me dizendo por que esta aqui em Grung, não é só por mim, é?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Seg 18 Maio 2015, 10:52

Off: Acho que editei agora.


Com o mix de emoções sobre a albina, Torchic culpava o moreno em sua frente por isso e assim chamava a atenção do fire, pegando em sua bochecha, fazendo com que Karako ficasse mais irritado e desejando saber um Hyper Beam para disparar contra o moreno inconveniente. O rapaz, por sua vez, não fez por mal, mas por realmente achar a fire bem fofa. Perona flutuava atrás da menina, olhando de forma suspeita todos em campo. Para a fantasma, eram todos estranhos, afinal, há poucos minutos vivia em alguma sala no sindicato de profissionais de Shinki.

Com a ligação atendida, tudo anotado, Shiro se dedicava agora à sua missão. A tarde estava chegando e logo ela teria que ir trabalhar na farmácia, como havia combinado com Márcia. Seriam três dias de trabalho, por um kit e os níveis do curso. O possível gangster ainda mostrava a costura feita pelo monge de Nyender, que trazia para a albina as lembranças que mais soavam como uma ameaça.

- Kol! E não, não foi só por você, baixinha. – dizia rindo e um pouco animado ao encontrar-se com a albina. – Eu vim aqui em missão... – dizia sussurrando para Shiro, o que para a albina seria melhor não saber. – Mas até lá, posso te acompanhar sim, afinal, já estive aqui, mas seria melhor eu pegar o meu guia. – dizia o moreno, retirando um livreto de sua colchete na cintura.

O grupo começava a andar pela cidade, como se fosse normal. Diferente de Nyender, Grung não se interessava tanto pelos forasteiros. Os prédios da cidade eram altos e pareciam verdadeiros arranha-céus. A cidade não era grande horizontalmente, devido a floresta ao lado e a montanha do outro. O grupo seguia subindo os andares e Kol sempre rindo para tudo. O elevador demorou para chegar ao último andar, onde o edifícil Cresselia Solar, o último daquele andar, esperava a burguesa.

- É aqui, não é?

O vento ali era forte. Perona não aguentou lutar contra aquilo e já saia voando para longe, se não fosse Kol que segurou como um balão. A fantasma se enrolava no braço do moreno, evitando que fosse soprada para mais longe ainda. Ao entrar no prédio, Perona soltou o rapaz e assim um atendente de cabelos grisalhos, apesar da aparência jovial, atendia o grupo.

- Olá, em que posso ajuda-los?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Seg 18 Maio 2015, 21:20


Capitulo 3

Shiro recolheu suas pokemon no exato instante em que um atendente do local, o porteiro supostamente, veio atende-los.

_Olá, sou Shiro e este é Kol, estamos aqui para tratar de negócios com a senhora Shieldon do 517. _ Disse calmamente tentando soar formal o bastante.

Enquanto o suposto porteiro pediu um momento para contatar a senhora Shieldon, a amanhecer teve alguns minutos a sós com o gangster. Não era a situação mais agradável, não tinha como saber o que poderia acontecer estando na companhia de um possível criminoso perigoso. Tentando evitar de pensar muito em situações ruins, a albina chegava a hora em seu celular, ela precisava se apressar para terminar este serviço antes de ter que voltar para a farmácia.

_Hum...Tudo por negócios... _ Ela gemeu pensando no fato de que estava comprometida com Márcia apenas por que não resistiu a propor um acordo sem custo financeiro. Pelo canto dos olhos, Shiro observou Kol, ele ainda sorria de forma tranquila assim como fez durante todo o caminho, não parecia de forma nenhum um gangster _O seu... Trabalho... É por dinheiro também?

Não era uma pergunta complexa, bastava uma resposta simples, a albina sabia que talvez ele não fosse lhe falar qualquer coisa relacionada a sua missão e nem ela deveria saber sobre qualquer coisa relacionada a eles para seu próprio bem, no entanto, ela correu risco de vida para salvar a deste sujeito! Shiro merecia saber como ele iria se desfazer dela. "Pois gangsteres sempre terminam assim" ela pensou logo imaginando Kol morto e caído numa poça do próprio sangue.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Ter 19 Maio 2015, 09:31

Enquanto esperava o porteiro comunicar a chegada da burguesa, Shiro, após recolher as suas Pokémons, teve um tempo só com o gangster ao seu lado. O rapaz parecia bem tranquilo. Aparentemente era um gangster recém-saído, mas a desenvoltura de Kol parecia exalar experiência. Por não ser procurado, ele não tinha que se preocupar com os cadetes em seu pé, mesmo assim, o rapaz parecia um pouco infantil enquanto olhava para as decorações ao seu redor.

- Dinheiro? Também... Ser gangster é bem lucrativo – dizia em um tom que poderia ser ouvido por qualquer um, mas graças a ocupação do porteiro, este não ouviu. – É mais por revolta mesmo, sabe? Você perde seus pais, vê que o governo é corrupto, vê que não tem jeito a não ser explodir tudo e começar tudo de novo... Ai você conhece umas pessoas aqui e ali e no fim você já está nesse ramo. – dizia sorrindo ainda. – Mas nada disso seria possível se você não tivesse salvado a minha vida. Tenho uma dívida de honra com você... – dizia como se não fosse um gangster de verdade.

- A sra. Shieldon espera vocês no último andar. – avisava o porteiro.

Shiro seguia o gangster ao seu lado. O arruaceiro parecia bem tranquilo e ao entrarem no elevador, ele assobiava a musiquinha que tocava ali dentro. Após o elevador se abrir, Shiro dava de frente para a porta esperada e um menino, todo arrumadinho, de terno, estava na porta chamando os dois para entrarem.

- A tia vai descer em breve.

O menino se retirava e não demorava nada quando a dupla resolvia entrar no apartamento luxuoso, para a mulher descer. Kol reparava muito mais nas decorações. Quadros enormes de pintores famosos. Vasos lindos de ornamentações que deixava o queixo de qualquer um caído. Havia uma cristaleira fechada, com várias taças que reluziam ali dentro. A senhora Shieldon aparentava estar na casa dos 50 ou 60 anos. Era uma senhora de peso, um vestido solto vermelho e um nariz quebrado. Sua testa enorme fazia jus ao seu nome.

- Em que posso ajuda-los, meus jovens? – dizia sorrindo meio de deboche, dando a impressão para a amanhecer que a senhora sabia o motivo da presença de Shiro.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Ter 19 Maio 2015, 14:08


Capitulo 3

Sem família, uma visão preta e branca e com influencias ruins, um caso tipico. "Como será que você os perdeu?" a albina imaginou varias possibilidades quando Kol falou que não tinha família. Ela esqueceu esses pesamentos quando o outro falou sobre estar em divida com ela, uma divida de honra, isso a fez tanto corar quanto sorrir, ela enfim sentia que tinha feito algo de bom ao entrar naquele templo.

O porteiro enfim veio avisar que a dupla podia subir e logo, eles estavam no apartamento luxuoso da granfina Shieldon, a qual surpreendeu a amanhecer totalmente com sua aparência tão... Caricata.

_É um prazer, senhora Shieldon. Sou Shiro e este é Kol. Imagino que já saiba claramente a razão desta visita, o que acha de cortamos as pompas e tratarmos logo de negócios, tenho certeza de que a senhora tem assuntos mais relevantes do que lidar com comerciantes.

Shiro manteve um tom suave e um sorriso o tempo todo, já preparava-se mentalmente para ficar horas naquele lugar definindo preços, o problema era que ela não podia se permitir isso, tinha que ser rápida, seja por causa da farmácia ou porque o jeito como Kol vasculhar o apartamento com os olhos lhe incomodava consideravelmente.

_Que tal mostrar-me a mercadoria em questão? Adoraria saber como as conseguiu.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Ter 19 Maio 2015, 15:17

Pensativa, Shiro reconhecia que o meio fez Kol, no entanto, mesmo em um mundo repleto de altos e baixos, o rapaz ainda tinha honra e queria ajudar a albina, agradecendo por ter salvado sua vida. Meio bobo e com jeito de menino, o rapaz olhava sorrateiramente pelo apartamento da ricona, preocupando um pouco a jovem, que outrora ficava rubra pelo comentário do arruaceiro. Já a senhora Shieldon era o tipo de rica que parecia se gabar por tudo o que tem, mas tinha a beleza que alguém procurava.

Shiro foi direta. A menina não queria enrolação no meio das contas e sabia que aquilo iria durar horas de negociação. A mulher, por sua vez, parecia fazer um jogo de que não sabia o que queria, mas logo cedeu e saiu para pegar os itens, enquanto o sobrinho dela, servia um chá, calado, deixando Kol à vontade para “apreciar” os quadros. Quando a mulher voltou, o rapaz despertava, beijando a mão da senhora, deixando-a bem rubra e com uns sorrisinhos na cara, voltando a se sentir jovem. Talvez o apocalipse pudesse ajudar a albina.

- Há, que burguês galanteador, esse seu parceiro. Adorei conhece-lo. – ria e abria a maleta com duas Mega Stones dentro, ambas diferentes uma da outra, mas pertencentes ao extinto Mewtwo. Uma era X e outra era Y e estavam ornamentadas em uma pulseira de couro, própria para colocar no Pokémon, se ele existisse.
- Senhora Shieldon, estou encantado com sua casa. Parece ter um traço da arquitetura barroca, com árcade. Dê os meus parabéns para o arquiteto. – dizia Kol, dominando o assunto como ninguém.
- Oh, meu jovem, é uma surpresa para mim saber tanto da área... Adoro essas coisas mais obscuras e a difusão de claro e escuro.- parecia que a mulher se sentia muito bem conversando com Kol, deixando Shiro para avaliar a peça que tinha, enquanto tomava o seu chá calmante.
- Eu sou arquiteto e sei reconhecer a arte nessa estrutura quando a vejo. A senhora que reformou o apartamento? – a revelação de Kol surpreendia até a albina, que não fazia ideia de que o rapaz já fizera um curso superior.
- Oh, meu rapaz, acredito que o senhor esteja em um ramo muito bem conceituado, não?
- Não sigo a profissão, me lady. Foi apenas um hobbie. Mas então, o que a senhora quer por essa peça legítima?
- O que sua parceira tem a oferecer? – apesar da pergunta ter sido dita para Kol, a mulher de sobrepeso queria saber de Shiro o que ela estava disposta a pagar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Ter 19 Maio 2015, 18:46


Capitulo 3

A desenvoltura de Kol era muito útil, a velha comprou a ideia que Shiro tentou passar de que o rapaz era um burgues, logo, ambos estavam numa conversa fluida - Shiro por muito pouco não engasgou com o chá ao ouvir que Kol era um arquiteto, uma mentira para impressionar, ela supos, embora não pudesse afirmar - até chegar ao ponto que a albina aguardava com ansiedade.

_São muito bonitas e sendo para um pokemon extinto, elas não tem qualquer uso prático, além de decoração e como, recentemente, muitas pessoas tiveram o prazer de encontrar pedras como estas, logo, o preço delas caiu consideravelmente.

Embora a stylist sorrisse, seu comentário era sério e verdadeiro, aquelas não eram pedras que alguém que tem pokemon quer atualmente, eram só pedras para a grande maioria.

_ Pessoalmente, eu não daria mais de 100 por estas, afinal não tem utilidade, no máximo uns 200 por serem de um lendário. Essas são as únicas mega stones que a senhora possui? Não há nenhuma mais?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Ter 19 Maio 2015, 20:17

Sem saber se Kol mentia ou usava de suas habilidades para impressionar a senhora, Shiro avaliava as pedras. Certamente eram duas pedras que mega evoluía Mewtwo, Mewtwonite X e Mewtwonite Y. Uma era mais escura, azulada, a outra era mais lilás. As duas eram bonitas juntas, mas as pedras não tinham mais nada em mente do que isso, a não ser beleza. A mulher, que outrora mantinha sua atenção em Kol, agora direcionava-se para Shiro, rindo alto e de forma escandalosa, deixando Shiro assustada.

- Oh, querida, você é uma graça. 200Pk$? Essas pedras podem não ser grande coisa, mas acho que elas valem no mínimo 800Pk$, cada. Olhe isso, a beleza lapidada na pedra? Tudo bem que Mewtwo foi instinto, mas na época isso era uma fortuna, e Mewtwo era quase extinto, já que ninguém o via, não é?
- Minha senhora, a senhora é boa de argumentação. Não me admira ter chegado na posição que está agora. Mas vejamos, antes tinha a possibilidade remota de conectar Mewtwo à pedra, então elas eram usadas como forma de localização do lendário. – a mulher olhava para Kol com uma cara um pouco estranha, como se ela desconhecesse desse fato, e certamente seria porque era uma das mentiras do apocalipse. – Elas são bonitas, mas nada se compara a essa cristaleira linda, do ano 25 antes de Arceus, posso?

A senhora era novamente encantada pelo galanteio de Kol. Apesar da forma marota, o rapaz sabia argumentar e tinha um charme que fazia a senhora de idade sonhar, o que não funcionaria com uma garota mais nova. A mulher foi até a cristaleira e abria. Kol observava tudo de forma atenciosa.

- Então, burguesa? Faça-me uma oferta melhor, pois isso não é nem a taxa de entrega que eu tenho, menina... – a mulher parecia mais ríspida com Shiro, enquanto Kol avaliava algo que valia mais do que a pedra.












Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Qua 20 Maio 2015, 12:35


Capitulo 3

_Sim, elas não são grande coisa e não, elas não valem isso tudo cada. Com certeza valiam muito naquela época, não hoje. _ Respondeu a albina ao ouvir a velha tentar lhe persuadir com fatos passados, ridículo.

Para grande prazer da amanhecer, Kol novamente domava a granfina com galanteios. Durante a apreciação da cristaleira, Shiro pegou uma das pedras e bateu contra a mesinha aonde estavam as xícaras de chá, apavorando a velha.

_Acalme-se, só estou checando se é real. Uma pedra destas é como diamante, não quebra de jeito nenhum se for verdadeira. Se a senhora espera ganhar algo maior que 200 por elas, então eu tenho o direito de verifica-las antes, não concorda?

Shiro não bateu muito contra a mesinha, ela não sabia se esta era frágil então, ela tentou outra batida contra o braço do sofá. Vendo o resultado, Shiro suspirou e voltou seu olhar para a velha.

_Senhora Shieldon, ainda não me disse como as obteve, se importa de me dizer por que deseja venda-las? Só por lucro? Porque se for deveria ter optado por uma que pudesse ser usada em um pokemon vivo invés de um extinto, pois como já disse, estas são apenas decoração. Dou 400 por ambas em consideração.

Com curiosidade, Shiro aguardava a granfina surtar pela sua nova oferta, ricaças como ela só sabiam se irritar em negociações de um modo ou de outro, enquanto isso, a albina tentava ver o que seu acompanhante tanto fitava dentro daquela cristaleira. Ela temia que Kol não conseguisse manter-se quieto.

_É uma bela peça _ A stylist deixou escapar, vendo a atenção sobre isso, ela continuou falando da cristaleira _ A senhora tem... Muito bom gosto! A usa como bomboniere ou só enfeite?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Ayzen em Qui 21 Maio 2015, 10:29

- Uso regularmente, senhorita burguesa.

O tom da senhora Shieldon não era muito agradável para com Shiro. Depois da albina desmerecer a peça e em seguida bater as pedras, assustando a própria proprietária, a mulher parecia reprovar a proposta da amanhecer e dá sua atenção inteiramente para Kol, que observava os cristais e sob a permissão da dona, pegava um em suas mãos e analisava o artefato. Apesar de tudo, a stylist estava certa e por conta disso a senhora Shieldon estava tentando ter mais algo do que argumentar.

- Isso é uma joia de família, mas não sou sentimentalista. Quando Holly ligou, me dispus a negociar. Agora pagar Pk$400 em cada é muito pouco. Que tal Pk$600 nas duas? E é a minha última oferta. – dizia a mulher, enquanto olhava para Kol com um olhar nada discreto.

O gangster parecia não perceber, ou apenas deixava que a mulher desviasse a sua atenção completamente. Ele mesmo fechava a cristaleira, apesar da senhora não notar, mas Shiro notava que faltava uma peça. Uma taça de cristal com as bordas de ouro, algo muito raro e que com certeza estava com o arruaceiro agora. Se a Senhora Shieldon notar, era capaz de chamar os cadetes e Shiro ser presa por roubo, ou cúmplice...


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Shiro em Qui 21 Maio 2015, 18:28

Off: Sabia que ele faria isso!


Capitulo 3

_Então elas não valem nada para a senhora. _ Shiro murmurou ao saber que as pedras eram uma herança que a velha tão pouco valorizava.

Enquanto, novamente, a velha lhe ignorava para ser encantada por Kol, a stylist notou o que não desejava que acontecesse, embora fosse uma consequência iminente por ter um gangster como acompanhante. "Por quê agora?" ela se questionava, encarando o rapaz com um olhar de pura reprovação. Shiro não pode fuzilar Kol com o olhar por muito tempo, pois logo a granfina voltou a dar uma nova oferta igualmente gananciosa.

_ 500 por ambas e pago em dinheiro vivo neste instante. _ Respondeu Shiro, levandando-se do sofá e indo até a granfina, sem nenhuma hesitação já sacando a quantia exata de sua mochila e mostrando á velha, aproveitando para pisar fortemente no pé de Kol.

_ Sejamos francas, dificilmente alguém irá pagar em dinheiro qualquer quantia acima disso, fora que outros comerciantes podem querer leva-las para algum suposto especialista averiguar autenticidade e nisso, opa! A senhora acaba roubada. O que me diz, senhora Shieldon? Temos um acordo ou a senhora prefere arriscar?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rumo á fama

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum