Confusões na cidade cinzenta.

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Qua 04 Mar 2015, 21:30

Off: momentos de conversa/interação/Morfeu invadindo mentes alheias, então meus posts vão ficar mais curtinhos =x me sentindo dispensável aqui XD
Off²: posts estão ótimos \o\
Off³: Su enfartando? XD




Bulbasaur estava irritado, frustrado, confuso, entre várias outras emoções, mas se forçou a ficar calmo devido a situação, deixando sua vingança para depois. Permanecia perto de sua mestra, temendo por ela e torcendo para que a ruiva ficasse bem. A presença de Morfeu o incomodava, mas o psíquico simplesmente o ignorava.

Morfeu estava frustrado por tão poucas informações, bem como estar tão longe do ser que prejudicou as duas jovens. Ao menos, agora, possuía um caminho para seguir. Tentava bloquear a imagem de Hypnos na mente da ruiva, mas sem a sacerdotisa, tal tarefa se mostrava muito árdua. Com muito custo ele erguia a barreira na mente da ruiva, cheia de falhas e fraquezas, sem saber exatamente se obteve sucesso ou não.

Shinji ficava feliz por sua mestra não ter uma crise ao ver Hypno, analisando a garota inconsciente quando os olhos de Morfeu pararam de brilhar e ele sentava-se, parecendo um pouco desgastado. Todos os outros que estavam no quarto também aguardavam, esperando a Stylist despertar.

Susana sentia sua cabeça mais leve e abria os olhos lentamente. A quantidade de Pokémon e rostos que a encarava deixou a ruiva confusa, sem se recordar do que havia acontecido nas últimas horas. Quando os olhos da Stylist pousaram no Pokémon Hipnose, viu a imagem desfocada, como se fosse um Drowzee um tanto fora de foco, mas que quando forçava a vista e tentasse focar melhor, ele crescia e a imagem se tornava ainda mais desfocada. Morfeu não havia tido sucesso total em seu objetivo, mas pelo menos, conseguia suavizar o impacto que sua imagem tinha na garota.

Infelizmente, o medo de Pokémon amarelos continuava, e ver um Drowzee/Pokémon muito amarelo fora de foco, Charmander Shiny, Vulpix Shiny, entre outros seres com detalhes amarelados, todos muito próximos e a encarando, podia ter um resultado não muito agradável...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Sex 13 Mar 2015, 00:36

Então ta.... acho que tudo acabou bem....


Era muito irritante ficar ali sem fazer nada, mas ficar olhando aquele narigudo fazer..... sei-lá-o-que, me ignorando completamente era o teste supremo para a minha paciência e auto controle. Umbreon teve que sentar na minha frente, me afastando um pouco daquele Morfeu para que eu não atacasse e só me restou esperar, torcendo para Susana estar bem.



O quarto estava silencioso, com todos observando e esperando, com exceção da pokemon mais escandalosa e boca suja que eu já tinha visto. Umbreon abaixou as orelhas o máximo que conseguiu para não escutar e eu tampei as minhas com os meus cipós, mas ainda assim conseguia ouvir toda a educação daquela Vulpix.....



Quando eu já não aguentava mais esperar ou ter só a voz da Vulpix para ouvir naquele quarto, os olhos de Morfeu pararam de brilhar e ele se sentou, como se estivesse cansado. Não sabia o que pensar disso, então voltei a olhar para Susana antes de perguntar qualquer coisa para o narigudo.



O tempo parecia não passar enquanto todos nós olhávamos para a Susana, que estava se mexendo um pouco, como se estivesse acordando. Quando ela finalmente acordou eu não consegui me segurar e pulei na cama, usando a perna do Morfeu como apoio para pular mais alto.



Fiquei feliz em ver que a Susana parecia bem, só um pouco confusa e assim que ela quase deu um pulo de susto vendo todos ali, inclusive o Hypno, eu não fiquei preocupado, mas feliz. As coisas estavam voltando ao normal e pela primeira vez, fiquei feliz em ter que ver a Samantha acalmando ela por causa de um pokemon amarelo.







Minha cabeça estava um pouco estranha, como se eu tivesse dormido demais e isso só me deixava ainda com menos vontade de abrir os olhos e ver que horas eram. Era um pouco estranho que Samantha, Bulbasaur ou até mesmo Umbreon ainda não tivessem vindo nos acordar, mas o que mais me incomodava era o sonho que eu tinha tido de já ter acordado e ido para a piscina....

Quando eu comecei a ouvir um som estranho, como o de uma pokemon resmungando muito ou pedindo comida, foi que eu vi que tinha alguma coisa estranha. Meus olhos arderam quando eu tentei abrir eles sem perceber que as luzes estavam acessas, então só fui começar a enxergar o quarto quando Bulbasaur pulou todo animado no meu colo, querendo atenção e talvez alguma coisa para comer, mas pelo menos estava bem animado.

Quando olhei em volta eu não sabia no que pensar e muito menos para onde olhar primeiro. Samantha estava sentada em outra cama com alguém, mas antes de ver quem era, eu me virei para ver uma menina abraçada com uma Vulpix muito amarela, que me fez desviar os olhos, para dar de cara com algo muito estranho. Era horrivelmente amarelo, o que me fazia arrepiar e tremer de medo, mas eu não conseguia ver direito e logo desisti, me virando para o Bulbasaur tentando me acalmar, colocar os pensamentos em ordem e deixar marcado que talvez fosse melhor ir visitar um oftalmologista.......

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Sex 13 Mar 2015, 14:55

Morfeu's POV

A ruivinha acordou, Bulbasaur está pulando em cima dela, a outra garota está acalmando ela, uhul, viva todo mundo...

Até parece.

Me ergo e me afasto daquele amontoado de pessoas e pokémons felizes e infantis, voltando a em aproximar de Alice. Minha Senhora coloca a mão em minha face e diz que fiz bem. Neste momento a dor de cabeça perde sua importância e fico satisfeito do poder que conquistei.

- Hey, você já está melhor moça?

Escuto a voz de Penélope ecoando e a miro de canto de olho. Vulpix agora está nos braços de Chantal e isso não parece ter melhorado o humor dela ou o nível de seu linguajar. Mandy já está incomodada com isso, porém é totalmente ignorada. Não sei dizer quando foi que Penélope foi para a cama da ruivinha, porém ela parecia muito curiosa.

- Já pode me falar de onde conhece a mamãe?
- Também gostaria de saber isso... Você é parente de Alice?

E lá vem ela chamando Alice de mãe. Ainda sou contra isso, porém ela tem o consentimento de minha Senhora e não serei eu a contrariar uma ordem de minha Mestra. Ísis também está perto da ruivinha e acho que só eu percebo que tanta pressão não vai fazer bem para ela... Shinji parece ter notado também, mas logo se esquece de tudo revirando a mochila de Alice e tirando Akane da Pokébola. A pobre Leafeon parece perdida, porém não a culpo, isso aqui está um pouco cheio demais na minha opinião.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Sab 14 Mar 2015, 16:34

Bulbasaur sentia sua paciência ser testada , não gostando nada da situação e menos ainda ser ignorado. Não havia muito a ser feito que não fosse esperar, mas essa parecia a pior parte. A espera era ainda pior com a presença da Vulpix mais desbocada que o grupo já havia conhecido. No entanto, ao notar sinais da jovem ruiva acordando, a alegria por parte dos que viajavam com a mesma foi geral.

Quando a Stylist finalmente despertou, o inicial Grass já pulava para cima da garota, que estava confusa e sem saber o que estava acontecendo, imaginando que talvez devesse consultar um oftalmologista após ver um Pokémon apenas como uma mancha amarela. Samantha tentava a tranquilizar, enquanto Morfeu voltava ao lado da Giratinista.

Todos se movimentavam ao redor de Susana, fazendo perguntas, deixando a ruiva ainda mais confusa. Akane estava perdida, sem saber o que estava acontecendo. O quarto cada vez mais cheio e cada vez mais movimentado.


Dado lançado.
Boa sorte.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Conta Fundadora em Sab 14 Mar 2015, 16:34

O membro 'Érica' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Dom 15 Mar 2015, 21:46



Com Bulbasaur no meu colo, ainda querendo atenção, me sentei na cama, o que foi bom, já que logo ela estava lotada com Samantha e a garotinha, que eu tinha a vaga impressão que se chamava Penélope. Aquilo estava um pouco confuso para mim, ainda mais vendo que ali não era o nosso quarto e que Alice estava do outro lado do quarto, com...... aquele Drowzee estranho e um olhar distante.

- Aconteceu de novo? - Perguntei para Samantha, já imaginando quanto tempo eu tinha ficado desacordada dessa vez. Era desanimador, ainda mais lembrando que eu até tinha aguentado bem toda aquela bagunça com os pokemon daquela giratinista, mas decidi esperar Samantha responder antes de ver quanto eu tinha regredido.

- É...mais ou menos. Dessa vez foi muito, muito pior do que todas as vezes que eu vi. Foi assustador... - Respondeu ela parecendo ainda estar um pouco preocupada, mas tentando disfarçar com um sorriso enquanto se acomodava melhor na cama para deixar mais espaço livre para nós. Em resumo ela apenas confirmou o que eu estava imaginando, mas parecia estar escondendo alguma coisa......

- Acho que sim. - Respondi para a Penélope assim que ela perguntou e depois que as duas e Samantha pararam de fazer várias perguntas para saber da onde eu conhecia Alice, eu continuei. - Sim, ela é minha prima. Eu sai de Grung principalmente para tentar encontrar ela e perguntar por que ela foi embora. Por que fugiu sem falar nada, sem nem me avisar ou me dar a chance despedir, de talvez ir com você? - Falei no começo só respondendo elas e guardando o fato de Penélope chamar Alice de "mãe" para perguntar depois, mas primeiro me concentrei em perguntar para a Alice algo que estava me incomodando já fazia um bom tempo.

Enquanto eu perguntava e Alice guardava Charmander para deixar o quarto um pouco menos lotado, minha Umbreon ia para perto do outro Umbreon e da pokemon que ele estava tirando da pokeball. Ela parecia querer conversar um pouco, parecendo até conhecer a outra pokemon, mas só me preocuparia com isso depois que conseguisse as minhas respostas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Qua 18 Mar 2015, 12:20

Morfeu's POV

Todos parecem bombardear a ruiva com perguntas, porém quando eles param é que ela ganha minha atenção. Já sei a resposta que ela dará e possivelmente ela não falará nada que eu já não tenha descoberto invadindo sua mente, no entanto uma pontinha de esperança ainda vive em meu peito. Descobrir algo novo sobre minha Senhora, algo que possa me ajudar a libertá-la dessa prisão em que ela se encontra, é o que prende me atenção em qualquer outro que não seja ela.

Como esperado, contudo, nada de novo surge. A ruiva faz uma pergunta para Alice e a mira diretamente. Percebo que minha Criança ainda está séria, mirando a ruiva e aparentemente vendo ela. Será que ela pensa em uma resposta? Fechando meus olhos, eu lembro de quando começamos nossa jornada, pelas ruas de Nyender. Nunca descobri como Alice chegou até aquela cidade, falando tão pouco como ela falava na época. Isso também não me importava, eu só queria ficar ao lado dela.

- Ísis, cuide de Penélope.

Alice é firme em suas palavras e chama a atenção de todos, principalmente quando começa a andar em direção à porta. Ela parece não querer seguir aquela conversa naquele quarto. Penélope começa a protestar, dizendo que está cansada de ficar no quarto e que já tem idade para participar de conversa de adultos, Ísis já parece perceber que o assunto é de família e resolve ajudar no trabalho de manter a criança longe. Quando Alice passa por Bubble, que ainda está sério mirando todos, ele parece entender o recado e sai pela janela. Sempre desajeitado, mas consegue sair sem quebrar nada.

- Venha Susie. - Alice chama da porta. Miro a garota que acompanha a ruiva, tentando descobrir se ela também virá ou se nos deixará conversar em privacidade. Melissa escapa e corre por entre as pernas de minha Senhora, parando no corredor e agradecendo a liberdade. Akane opta por ficar no quarto, já ajudando Mandy a tentar distrair Penélope que ainda protesta. Não protesto, Bubble nos seguirá dos céus e aparentemente Melissa também nos acompanhará, então acho que é o suficiente, fora os que estão nas esferas junto de Alice...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Sex 20 Mar 2015, 20:42

Off: sorry post fraco, mas como é momento de conversa, então não tem muita coisa pra descrever... =x




Susana era bombardeada por perguntas, ficando um pouco confusa. Alguns Pokémon interagiam entre si, apenas Alice e Morfeu se mantinham em silêncio. Após falar um pouco com a morena e responder algumas perguntas da criança, Susana se virava para Alice e questionava. Fazia suas perguntas para a mulher.

A religiosa se manteve em silêncio por alguns minutos, para logo dizer para a loira cuidar da mais nova e chamar a ruiva para falar do lado de fora. Penélope protestava, querendo saber o que estava acontecendo e qual era o assunto, alegando ter idade para participar da conversa. Ísis, Mandy e Akane tentavam a acalmar. Bubble se retirava pela janela, enquanto Melissa aproveitava a liberdade. Samantha pareceu notar que o assunto era de família, preferindo ficar no quarto e aguardar, dando mais privacidade para as duas primas. Bulbasaur, no entanto, deixou claro que não deixaria Susana sozinha.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Seg 23 Mar 2015, 18:23

off: sem problemas \o/
off²: sorry a demora x.x



Eu tinha que admitir que aquele quarto lotado de pokemon estava começando a me incomodar, ainda mais por não conseguir entender o que estava de errado com a minha visão quando tentava ver aquele Drowzee estranho, mas ter Alice apenas me encarando sem responder era o mai inquietante. Será que ela não iria querer falar sobre isso?

Quando ela disse alguma coisa não foi exatamente um resposta, mas ao menos fiquei com um pouco de esperanças de conseguir algumas respostas. Penélope não ficou nada feliz em ter que ficar de fora, mas com Samantha e Ísis cuidando para distrair ela, achei que em breve estariam todos brincando de alguma coisa, então prestei mais atenção no grande Noctowl fazendo de tudo para sair daquele quarto sem quebrar, derrubar alguma coisa ou esmagar alguém.

Bulbasaur já estava se preparando para me acompanhar, mas logo o pego no meu colo para me sentir melhor enquanto aquele Drowzee estivesse com a gente. Quando eu já estava para alcançar a Alice me lembrei de Umbreon, mas ela estava tão feliz com aqueles outros pokemon que achei que talvez fosse melhor ela ficar ali em vez de vir conosco para..... conversar em algum lugar.

- Ahn.... a gente já volta. - Falei esperando que Samantha e Umbreon me escutassem e depois de prometer que ligaria pra Samantha caso alguma coisa acontecesse, segui Alice para fora do quarto, apenas pegando o Lucky egg de Umbreon quando o item veio rolando atém mim assim que ela acabou deixando cair sem perceber .

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Qua 25 Mar 2015, 14:22

off: me consola mel


Morfeu's POV


Após sairmos do quarto, seguimos diretamente para o elevador e para fora do hotel. Alice voltou a ficar quieta e Melissa está estranhamente quieta. Isso é bom... Não aguentaria o linguajar dela por muito tempo. Quando atravessamos as portas do hotel e chegamos às ruas de Chermont, ela anda a nossa frente com o peito estufado e tentando aparentar ser maior do que realmente é. Simplesmente reviro os olhos.

Olho para a ruiva que nos segue com Bulbasaur em seus braços. Em minha mente a curiosidade reina. Quero saber quais as intenções de Alice e porque ela nos guia para essas ruas, para onde ela quer ir... São tantas dúvidas e na mente dela nenhuma resposta, o que me frusta.

Percebo a sombra sobre nós e quando olho para cima vejo Bubble voando, sempre atento ao caminho que seguimos. Aproveito sua visão e me conecto a ele telepaticamente, descobrindo por ele que estamos seguindo o caminho em direção ao Templo. Isso me deixa ainda mais intrigado.

Quando avistamos as paredes erguidas para cultuar Giratina, sinto que logo terei minhas respostas. A ruiva parece parar por alguns segundos ao ver que eu me dirigia para o interior do templo, contudo eu também sou parado ao ver Alice não entrar, mas parar em frente, com a mão sobre a parede. Bubble pousa sobre o telhado, ao lado da face de Giratina e parece confortável no alto. Melissa fica o encarando com desagrado e seu linguajar se manifesta, como se o fato dele pousar no alto fosse para se mostrar ainda maior que ela e não pelo fato dele ser um pássaro e gostar de lugares altos...

- Ouvi um chamado... - Ela responde à pergunta feita pela ruiva no interior do hotel, há algum tempo. Quando me viro para olhar a ruiva e ver sua reação ou se ela compreendia o que Alice estava realmente dizendo, reparo no cartaz de minha Senhora entre nós, igualando-a a um criminoso qualquer. É inevitável ficar encarando a folha colada no prédio ao lado e não rosnar em resposta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Sex 27 Mar 2015, 20:10

Recolhendo um item que a Pokémon Luar deixava cair, Susana seguia sua prima para fora do quarto, e depois, para fora do hotel. Todos os outros permaneceram no quarto, com apenas Morfeu, Melissa, Bubble e Bulbasaur por perto e presenciando a conversa da duas.

Após alguns minutos de caminhada, Susana não sabia onde estava, não reconhecendo o lugar, mas logo via a entrada do que parecia um templo, bem como a estátua de Giratina. Um cartaz de procurado de Alice, com uma recompensa pela cabeça da mulher. A religiosa respondia a pergunta da ruiva, a resposta um tanto vaga, enquanto o estranho "Drowzee" rosnava para o cartaz.

O silêncio predominou por alguns instantes. A brisa fresca e o sol morno, tornando o dia agradável para um passeio. A estátua soberana, como se o Pokémon lendário observasse a conversa da dupla.

Antes que alguém pudesse tentar quebrar o silêncio, ouviram passos em conjunto com ofensas. Susana reconheceu a voz, não demorando para surgir a Giratinista loira e desbocada. Pâmela reclamava por não aguentar mais tomar banho, fazendo juras de vingança e carregando uma marreta consigo, mas parou ao mirar a dupla.

-Você?! O que faz aqui?! Quer saber? Não importa! Saiba que nossa batalha não acabou e você ainda vai ser mandada a pontapés para Giratina!

A loira esbravejava, quebrando o silêncio de forma abrupta. Melissa espirrou algumas vezes, devido o cheiro da garota que, aparentemente, ainda não havia se livrado totalmente do cheiro do Skuntank do irmão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Conta Fundadora em Sex 27 Mar 2015, 20:10

O membro 'Érica' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Ter 31 Mar 2015, 00:10

off: Mil desculpas pela demora x.x esqueci totalmente dessa rota @-@



Foi uma caminhada muito silenciosa pelo hotel e para fora dele. Bulbasaur estava bem acomodado no meu colo e parecia não se importar com o quanto eu o estava abraçando para conseguir ficar calma enquanto tinha que andar perto daquele Drowzee esquisito, que parecia ser um pokemon que gostava muito da Alice. Passamos perto do grande teatro e da arena de Chermont, mas essa foi a única coisa que eu reconheci do caminho, só tendo certeza que não estávamos indo para a estação de Chermont.

Bulbasaur não estava gostando muito daquilo e várias vezes tentou chamar minha atenção para voltarmos para o hotel, mas eu apenas balancei a cabeça de forma negativa enquanto continuei seguindo Alice, que permanecia em silêncio. Estranhei quando entramos debaixo de uma sombra, mas imaginei que era apenas um prédio grande demais bloqueando o sol e segui andando, até perceber que Alice tinha parado em frente e esse prédio estranho.

No topo dele parecia ter uma grande estátua de Giratina, que ficou ao lado de Noctowl quando ele finalmente pousou e me fez imaginar por um breve momento como devia ser maravilhoso e incrível ver tudo do ponto de vista dele, ou até de cima das costas dele. Torcia para um dia conseguir um pokemon voador, só para saber como deveria ser essa sensação.....

Alice me tirou de meus devaneios quando se aproximou do prédio, mas felizmente não entrou, deixando até mesmo Bulbasaur e o pokemon dela um pouco confusos. Quando ela foi que ouviu um chamado, eu não entendi. Um chamado de um prédio tinha feita ela simplesmente fugir sem dizer nada a ninguém? Foi só quando olhei de novo para cima, para a estátua do pokemon que eu entendi, e acabei derrubando Bulbasaur no chão de incredulidade.

Eu não queria acreditar, mas ao mesmo tempo não tinha outra possibilidade. Alice era agora uma giratinista, um daqueles religiosos estranhos que não se importavam em matar e torturar pessoas e pokemon para agradar um pokemon extinto! Eu já achava  estranho ficar rezando e pedindo coisas para Arceus, que também tinha sido extinto e não podia fazer nada, mas o que os giratinistas faziam era pior. Como ela podia fazer isso.

Antes que eu pudesse perguntar alguma coisa, o que talvez tenha sido bom, por que dificilmente eu conseguiria dizer algo de bom naquele momento, em que Bulbasaur parecia uma pouco chateado por ter sido derrubado no chão, ouvi uma voz e um cheiro terrivelmente familiares. Quase não precisei olhar para saber quem era, mas tive que cobrir meu nariz com as mãos para conseguir respirar direito.

- Acabou sim! Não me faça ligar para o seu irmão, só vai embora e nos deixe conversar em paz. - Falei do melhor jeito que conseguia, tendo que tirar a mão do rosto por um momento e quase tendo uma crise de tosse quando senti aquele cheiro horrível. Bulbasaur não parava de tossir por causa daquele cheiro e logo ele tentou usar protect, mas infelizmente o cheiro já estava em todo o lugar, então não ajudou em nada.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Ter 31 Mar 2015, 10:51

Morfeu's POV

Desviei meus olhos do cartaz para mirar a ruiva quando ouvi os protestos de Bulbasaur. Aparentemente a novidade a havia deixado em choque total. Notava em seu olhar que ela não queria acreditar na realidade. Ela não me parece o tipo de pessoa que entende o motivo de fazermos o que fazemos... Porém eu não me importo de sacrificar milhares de Pokémons se isso trouxer a minha Alice de volta e me der forças para me vingar do Hypno que a deixou assim...

Alice desvia os olhos das paredes e mira a ruiva. Seus olhos estão vazios como sempre. Será que Susana perceberia esse vazio? Ou ela veria algo que eu não vejo? Fico intrigado e ignoro o Bulbasaur que protestava por ser derrubado no chão. Quero saber o que a ruiva irá ver no olhar de Alice. Contudo minhas expectativas são frustradas com a chegada de uma pessoa literalmente fedorenta.

Encaro a novata que ameaçava Susana, aparentemente ignorando nossa presença. Já a havia visto mais cedo em frente a um carro caríssimo e com uma marreta, porém na ocasião o odor não era tão terrivelmente forte. Melissa está espirrando perto dos meus pés e seu linguajar está pior do que antes, mas agora não a culpo... Esse cheiro é insuportável mesmo. Já Alice, com sua pose soberana, parece imune até mesmo a este odor e isto faz com que eu aguente os olhos lacrimejantes e não erga a mão em direção ao nariz para cobri-lo um pouco.

Olho para cima e percebo que Bubble está de olho na situação, pronto para se lançar contra a garota caso ela represente uma ameaça. Ele tem estado muito protetor nos últimos tempos... Isso é bom. Aparentemente a maturidade finalmente o está alcançando. Porém percebo outra coisa também... Ele não parece ansioso por descer... Possivelmente o cheiro o alcançou e ele está imaginando o fedor mais perto do chão... Ao meu lado, Alice se mexe. Ela nada fala e eu sigo seus passos. Não sei porquê, mas ela anda somente até ficar entre a ruiva e a fedida. Claro sinal de proteção? Só vi acontecer com Penélope... Isso me intriga mais ainda, mas Bubble parece entender o sinal e pousa do outro lado. O bico retorcido pelo cheiro e as asas ainda levemente abertas.


off: tranquilo ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Qua 08 Abr 2015, 12:49

Off: desculpa a demora Ç_Ç e desculpa o post fraco Ç_Ç




Durante o percurso, o Pokémon Grass tentava convencer a ruiva a voltar para o hospital, mas Susana continuou seguindo sua prima, ficando em choque quando Alice revelava a verdade para ela. Para a Stylist, não fazia sentido fazer o que os Giratinistas faziam, mas para Morfeu, não havia outro caminho.

A conversa era interrompida pela chegada de Pâmela, que ignorava Alice e voltava a querer mandar Susana para Giratina. O cheiro insuportável incomodava a todos, exceto a religiosa, que tentavam cobrir o nariz da forma que podiam, alguns com os olhos lacrimejando. A loira pareceu se irritar ainda mais com isso, além da menção de seu irmão.

-Você não pode ligar pra ele se tiver sido mandada pra faca primeiro! E garota, sai da frente, esse assunto não é contigo! E parem de cobrir o nariz! Aquele maldito ainda vai pagar por me fazer tomar 28 banhos em dois dias!

Pâmela dizia, o tom de voz alto e irritado, fazendo juras de vingança contra o próprio irmão. Parecia não reconhecer Alice, mesmo com o cartaz de procurada próximo. O escândalo que ela fazia só não atraia atenção, devido a falta de pessoas que estavam naquela rua.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Sex 10 Abr 2015, 00:21

off: o post ta ótimo \o/



O cheiro, ou melhor dizendo, o fedor da Pâmela estava tão ruim que eu dei uma passo para trás quando ela tentou chegar mais perto, mas a atitude dela continuava muito pior que qualquer mal cheiro que o pokemon do irmão dela poderia ter deixado. Alice parecia a única que não se incomodava com o cheiro, o que me fez ter vontade de perguntar como ela conseguia ignorar aquilo. Ela e o Noctowl não gostavam nada da atitude da Pâmela, que devia ser cega para conseguir ignorar eles.

Bulbasaur ficava ao meu lado, aparentemente esperando que eu deixasse ele usar algum ataque para mandar aquela chata para longe, mas resolvi só permitir se ela realmente viesse nos atacar. Eu não estava com cabeça para lidar com as infantilidades perigosas dela naquele momento e muito menos para uma batalha, então provavelmente Bulbasaur receberia permissão muito mais cedo do que imaginava.

- Você tem coisas mais importantes pra fazer do que ficar me seguindo, então porque não tenta um banho com suco de tomate, que ajuda muito e depois aproveita pra me esquecer? Você perdeu, eu estou ocupada e não queremos problemas. - Falei me esforçando muito para não tossir com o mal cheiro e logo voltando a cobrir o nariz quando terminei. Em seguida peguei meu celular e comecei a procurar o número do Fernando, mas só ligaria se ela continuasse a insistir em tentar me sacrificar para Giratina.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Sex 10 Abr 2015, 12:24

off: concordo \o/ post ótimo =*


Morfeu' POV

A ruiva mandava a fedorenta embora, que mandava minha Senhora sair da frente a chamando de garota. Bem, não preciso dizer o quanto essa falta de respeito me enfurece... Se ela não fosse uma giratinista também, certamente eu já a estaria erguendo e quebrando esse pescoço magricelo. Porém não devo... Uma tal norma de respeito aos semelhantes e blá blá blá. Giratina, como eu gostaria de esquecer essas regras agora... Também gostaria de não ter olfato, mas esquecer a regra já me faria bem feliz...

- Hypnosis.

Alice diz somente um comando e meus olhos brilham. Se ela não me olhar nos olhos, terá ainda de enfrentar o Hypnosis de Bubble, que também já está atacando. Acho a pena um tanto inofensiva e pequena demais e fico me perguntando o que posso fazer, sem feri-la e nem ofender Giratina, para alegrar meu dia.

"Hey, to pensando em uma coisa aqui..." - Escuto Bubble me chamando. Esse filhote desmiolado tá se aproveitando muito da conexão que estabelecemos mais cedo. - "Você me acoberta se eu largar ela em cima do poste ali da esquina?" - E eu realmente não estou me importando com esse uso de nossa conexão.

"Vai tranquilo corujão. Eu cuido do resto por aqui."

Um sorriso de antecipação surge em meu rosto. O quanto essa garota ficará furiosa se a largamos em um poste de energia na esquina? Às vezes eu gostaria de ficar por perto para ver o efeito quando ela acordar...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Sex 24 Abr 2015, 21:54

Susana se preparava para ligar para Fernando, enquanto mandava Pâmela embora e sugeria um banho com suco de tomate. Isso resultava em mais xingamentos e escândalo. Os Pokémon também estavam irritados, tanto pelo cheiro, tanto pelo comportamento da garota mimada.

Antes que a mais nova tentasse algo, Hypnosis surgia e a fazia cair dormindo na escada. A ruiva só observou a ave pegar a loira, levando-a até a esquina e largando a jovem com cheiro desagradável em um poste. Bulbasaur sorria satisfeito, bem como Morfeu. Agora que Pâmela estava longe, poderiam conversar tranquilamente.

O cheiro ainda estava presente, mas enfraquecendo aos poucos. Uma brisa suave parecia ajudar a afastar o odor, o sol ameno. O único som, mais uma vez, era apenas o das folhas nas árvores. O som de passos mais uma vez, mas agora acompanhado do aroma de flores, conforme outra religiosa se aproximava, carregando consigo diversas flores do campo. Esta, no entanto, não comentava nada, como se notasse que o assunto não deveria ser interrompido, mas infelizmente, o aroma agradável se afastava também.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Sab 02 Maio 2015, 02:57

off: me desculpe o post curto e sem criatividade x.x



Já com metade do número de Fernando digitado em meu celular, fiquei apenas observando a solução mais rápida e simples que Alice e seus pokemon encontraram para se livrar de Pâmela sem criar mais problemas, mas infelizmente não conseguindo se livrar completamente do mal cheiro, que sumiria apenas com o tempo. Ri um pouco quando vi onde o Noctowl estava deixando a Pâmela e Bulbasaur também achou bem engraçado, mas logo o silêncio se tornou o predominante em frente ao templo enquanto eu observava uma outra giratinista passar sem comentar nada sobre a nossa presença ali.

- Eu...... sinceramente não entendo ainda, mas se você agora é giratinista é por uma boa razão, sempre confio em você, lembra? - Comentei depois de pensar um pouco e observar por um tempo o grande prédio que parecia ser uma igreja de giratina, ou algo do gênero. Só não esperava ter que entrar lá para entender mais o que havia levado Alice a sair de casa sem falar nada ou avisar alguém.

- Nossos pais não param de me perguntar as novidades e noticias suas, o que devo falar? Eeeeeh eu queria saber do que você fez além de participar daquele torneio exagerado em Twister, se você quiser eu falo como consegui "fugir" de Mengum para vir te procurar. - Comentei tentando esquecer o fedor que estava naquele lugar e mudar o foco para bem longe de qualquer coisa relacionada aos giratinistas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Sab 02 Maio 2015, 15:36

off: tranquilo o/ e melhoras ai @.@


Morfeu's POV

A mal cheirosa teria uma surpresa quando acordasse... A se teria. Dou uma risada interior, satisfeito por ter descarregado um pouco a tensão dos últimos acontecimentos. Ver pessoa atrás de pessoa tendo crise existencial só por te olhar é desgastante para qualquer um... Alice, diferente de todos, não sorri, só fica olhando Bubble retornar e pousar mais uma vez sobre a cabeça de Giratina.

Quando a outra giratinista passou com flores, meu instinto e, principalmente, meu nariz me falaram para segui-la. Flores é melhor que o cheiro da tal Pâmela. Porém fiquei ao lado de Alice, aguardando seu movimento. A ruiva voltou a falar, dizendo que confia em Alice, isso me surpreende e parece surpreender o Bulbasaur também. Ele claramente parece descordar desse ponto de vista.

- Eu não me lembro.

Alice responde finalmente, após tantas perguntas. Isso criou um silêncio desconfortável. Depois de invadir a mente de Alice eu sei que a única lembrança dela é o nevoeiro e o pokémon amarelado: Hypno. Até mesmo os acontecimentos desde que nos conhecemos são difíceis para ela acessar. Embora... Desde minha evolução, algumas novas sombras têm aparecido em sua mente. Espero um dia distinguir essas sombras.

- Eu sei que te conheço e sei que você é importante Susie, mas eu não me lembro de você e nem de mais ninguém.

O tom de voz de Alice, tão indiferente, me fez sentir pena da ruiva. Pelo que ela falou, ela deveria estar procurando minha Senhora há algum tempo e, descobrir que não era lembrada e era quase que a mesma coisa que um desconhecido, devia ser triste. Para mim pelo menos era... Estou com minha Criança há 2 anos e até agora ela ainda parecia me tratar como no primeiro dia... Ainda não sentia dela amor, amizade, cumplicidade... Não sentia nada. Eu via ela abraçando Penélope, mas as demonstrações para mim eram raras e isso me entristecia. Portanto posso imaginar muito facilmente o que Susana está sentindo agora.

Minha dúvida é: será que agora Susana entende por que seguimos o caminho de Giratina?

Fico indeciso entre invadir a mente dela e lhe explicar, ou invadir a mente dela e pedir para que fale, dizendo que talvez isso ajude, ou deixar quieto... No final opto pela segunda alternativa: invadir a mente dela e lhe dizer para falar e contar o que fez. Talvez ouvir os nomes do passado ajude a colocar rostos nas sombras que vejo na mente de Alice.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Dom 03 Maio 2015, 18:56

As duas primas conversavam, uma desejando saber o que aconteceu, a outra revelando não se lembrar de nada. A falta de memória deixava a ruiva sem reação momentaneamente, criando um silencio constrangedor. Morfeu pedia para que Susana falasse, na esperança de que isso resgatasse algum pedaço da memória de Alice, no entanto, antes que algum dos lados pudesse fazer algo, ouviram a voz de outra pessoa.

-Que fofoca! Sabia que ficar aqui o dia inteiro aqui valeria a pena!

Ao olharem em direção da voz, era difícil não reparar na garota loira que só tinha da cintura pra cima fora de um vaso, próximo da entrada do templo. Um chapéu, parecendo ser do exército com várias folhas e galhos grudados, parecia um tanto grande demais para a cabeça da garota. Vários cachos bem modelados também tinham presos alguns galhos e folhas, mas até onde era proposital ou não, era um mistério.

A jovem anotava num bloquinho, claramente animada. Um Magnemite, com olhar entediado, flutuava ao lado da moça e tinha uma câmera grudada em si. Também estava "disfarçado", com galhos e folhas.

-Por favor, nos conte mais como é a sensação de procurar alguém por tanto tempo e, quando finalmente encontra esta pessoa, descobrir que ela não lembra de você?

Com um microfone, que ninguém sabe de onde saiu, a loira perguntava para Susana e se inclinava para frente, no entanto, isso pareceu forçar o vaso, que se desequilibrou e caiu, rolando escadaria abaixo. O som do objeto se quebrando invadia o local, bem como os passos apressados da jovem, que voltou para perto da dupla e respirava fundo. O pé preso no que, um dia, foi o fundo do grande vaso.

-Conte-nos mais sobre a história de vocês duas e como tudo ocorreu!

A loira comentava, esticando o microfone, que tinha um pequeno montinho de terra em cima.

NPC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Ter 05 Maio 2015, 01:12



Ouvir Alice dizer aquilo foi difícil e me deixou sem saber o que pensar por um tempo, em duvida se isso era uma consequência dela ter fugido logo depois de recuperar a consciência no hospital ou alguma outra coisa que eu não entendia, mas ao menos me fazia entender o por que dela simplesmente ter sumido sem nem pensar em falar comigo. Ela não tinha desistido de viajarmos juntas, ela simplesmente não se lembrava de nada.....

Quando estava procurando palavras para dizer, quase pulei de susto ao ouvir o que parecia uma voz....na minha cabeça. Ainda estava tentando entender o que eu tinha escutado, se é que realmente eu tinha escutado alguma voz, quando outro som chamou nossa atenção. Depois de tudo o que eu tinha visto naquele dia ver uma garota/vaso de planta não me surpreendeu tanto, mas até mesmo Bulbasaur ficou sem saber o que fazer enquanto observamos ela literalmente rolar para longe e depois voltar toda animada, querendo fazer um tipo de entrevista.

- Vocês estão bem? - Perguntei decidindo não comentar o fato da loucura dela ter passado sei lá quanto tempo disfarçada de vaso de planta em frente ao templo giratinista, esperando que algo digno de uma noticia simplesmente aparecesse naquela parte da cidade.... Dava para entender bem porque o Magnemite estava tão "animado".

- Olha, eu sei que vocês devem estar esperando a um bom tempo por uma noticia, mas eu não quero isso na capa e nem mesmo em uma notinha de canto na Pokenews. Isso é pessoal. - Comentei ainda sem saber se ficava preocupada com ela, incomodada com as perguntas ou curiosa para saber se eles realmente tinham ficado ali só para conseguir uma noticia e por quanto tempo eles estavam esperando. Bulbasaur perguntou alguma coisa para o Magnemite e eu só pude imaginar que ele tinha perguntado a quanto tempo eles estavam ali escondidos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Alice em Qua 06 Maio 2015, 21:42

Morfeu's POV

Fiquei aguardando que a ruiva começasse a história, porém ela nada falou. Contudo não tive tempo para ficar frustrado, pois logo uma outra garota surgia de um vaso interrogando e apontando um microfone para Susana. A terra estava acumulada sobre o aparelho e o vaso quebrado esquecido em algum canto, no entanto eu só me preocupava em contar até 10 para manter a paciência, afinal ela interrompera um momento onde eu poderia obter mais informações e talvez ver alguma nova reação despertar em Alice.

- Vamos.

A voz de Alice chama minha atenção e vejo que ela começa a se afastar. Bubble alça voo sem se importar em nos vigiar de cima. Com tantas "opções", obviamente escolho seguir minha dona. No entanto mais uma vez paro ao reparar que Melissa não nos segue.

Olho para trás e vejo a tampinha encarando o Magnemite e os galhos presos nele. Ele flutuava acima dela e antes que eu pudesse chamá-la, ela lança algumas brasas nos galhos e nas folhas, deixando que eles queimassem enquanto se afastava com o queixo bem erguido.

Em resumo ela disse que era um abuso alguém mais baixo que ela querer ficar flutuando acima dela. Assim como era óbvio que eu escolheria seguir Alice, é óbvio que ela falou isso alguns muitos palavrões no meio e termos ainda piores.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Érica em Dom 10 Maio 2015, 15:44

Toda a conversa era interrompida por causa da garota dentro do vaso, que se mostrava otimista e animada, desejando obter uma matéria e escolhendo lugares estranhos para caçar fofocas. Susana não sabia o que fazer, enquanto Morfeu tentava manter sua calma inabalável.

-Umas duas costelas quebradas são um preço pequeno a se pagar em troca de uma fofoca quentinha!

O Pokémon elétrico revirou o olho, enquanto sua dona continuava alegre e com o microfone. Um Tepig subia as escadas, claramente tonto e com um pedaço do vaso parecendo uma espécie de chapéu em sua cabeça. O Pokémon incrivelmente tonto e esverdeado, parecendo enjoado após rolar no interior do vaso até este colidir com o chão.

Bulbasaur conversava com Magnemite, que revelava o tempo que estavam ali, o que fez o Pokémon Grass ficar com olhar arregalado e incrédulo. A raposa desbocada queimava os galhos presos no Steel, que se sacudia para se livrar deles e perguntava para Bulbasaur como alguém tão pequeno conseguia ser tão estressado e desbocado, coisa que Vulpix ouviu.

-Aaaaah, não sejam tão más... Foram quatro dias tão longos só esperando uma notícia que pudesse agradar alguns leitores... Juro juradinho que troco os nomes! - A loira comentava, fazendo um olhar digno de um filhote de Growlithe pidão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Susana_fire em Ter 12 Maio 2015, 00:46



Com Alice se afastando, enquanto Bulbasaur e Vulpix ficavam comigo, fiquei um pouco divida e sem saber o que fazer, apenas esperando uma resposta da tal repórter para decidir se ficava ou também deixava ela falando sozinha. Pulei para o mais longe que consegui quando a Vulpix atacou, tão perto de mim, queimando todos os galhos de Magnemite, mas quase não o incomodando, tanto quanto ficar acompanhando a repórter...

Levei outro susto quando soube a quanto tempo ela tinha ficado ali, apenas esperando alguma coisa acontecer, ainda mais lembrando que eu tinha passado por um verdadeiro tumulto na estação de trem, que aconteceu enquanto ela ficava ali no que parecia ser o canto mais esquecido de Chermont. Bulbasaur também ficava chocado com o tempo que eles estavam ali apenas esperando, mas minha pena por eles estarem ali sem conseguir nada passou quando ela continuou insistindo.

- Quatro dias?! Nossa, se você estivesse na estação de trem ontem veria a maior discussão, com umas três ou quatro garotas acusando um ruivo de ter traído elas.... - Comentei enquanto Bulbasaur parecia responder algo para o Magnemite, que deixou Vulpix ainda mais brava, mas ele não pareceu se importar com isso e logo voltou ao meu lado, deixando claro que já queria ir embora daquele lugar.

- Olha, me desculpe, mas nenhuma de nós aqui estamos com vontade de dar entrevista sobre isso e além do mais, não tem garantia nenhuma de que você mudaria mesmo os nomes. Boa sorte procurando sua próxima matéria e fica a dica, a estação é um lugar muito melhor para achar loucuras. - Comentei me virando e acelerando um pouco o passo para alcançar Alice. Assim que conseguíssemos deixar essa repórter, talvez eu começasse a contar alguma história, mas só quando tivesse certeza que a do vaso estivesse bem longe.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Confusões na cidade cinzenta.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum