Uma nova cidade, um novo problema

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Dom 02 Nov 2014, 00:53

off: sim sim XD
off²: musiquinha \o/



Incomodado por ter que ficar tanto tempo parado simplesmente por causa de um mero machucado nas orelhas, sendo que já tinha passado por algumas coisas piores durante sua vida nas ruas, então não foi surpresa que o gangster decidiu apenas repousar um pouco antes de procurar alguma missão ou talvez até um treinamento. O caminho até os quartos foi tranquilo, com apenas um simples comentário de Kamila que já imaginava que Brian não ouviria a enfermeira, mesmo estando com os ouvidos melhorando.

Achar o quarto que já estavam ocupando foi bem fácil e rápido. Mesmo ouvindo tudo com um pouco mais de dificuldade, Brian pode ouvir o som de gangsters chegando, reclamando, alguns xingando a missão e outros simplesmente gemendo de dor, provavelmente precisando de cuidados, mas logo Brian os ignorou para entrar em seu quarto.

Kamila correu para o banheiro, anunciando que era a vez do banho dela, trancando a porta antes mesmo que o arruaceiro pudesse dizer alguma coisa, restando para este deitar em uma das camas e "aproveitar" o repouso. Dentro do quarto o único som que Brian escutava era o som do chuveiro sendo ligado, então foi fácil começar a relaxar naquela cama macia, com a dor de seus ferimentos diminuindo, o apocalipse estava cada vez mais confortável, até que o peso de manter seus olhos abertos se tornou muito grande e Brian caiu em um sono profundo.


~x~  Terror Disney  ~x~


Brian acordava lentamente, estranhando o calor que fazia no quarto do hotel, que estava começando a fazer com que se lembrasse dos dias em Kalled, mas isso não foi o bastante para fazer o gangster ter vontade de abrir os olhos, querendo continuar com o seu cochilo, que estava muito bom. O arruaceiro só percebeu que de algum modo estava sentado agora quando algo o acertou com força no braço, o derrubando no chão e acabando com qualquer bom humor e conforto que Brian estava tendo.

Ao levantar a cabeça, pronto para revidar o golpe ou simplesmente entender o que estava acontecendo, Brian acabou se esquecendo de tudo isso ao ver que não estava no quarto e muito menos em alguma parte que conhecia do hotel. Ele estava em um chão duro, porém quente, coma alguns tapetes vermelhos não muito longe, mas ele só olhava para o homem que havia lhe acordado de maneira tão bruta.


- Esta pensando o que? Se eu pegar você e essa sua lagartixa dormindo em serviço de novo, faço com que tirem um cochilo permanente! - Gritou o homem de maneira autoritária, apontando uma espada para Brian, que de alguma forma, sentia que era melhor não contrariar antes de descobrir o que estava acontecendo. Primeiro, descobrir onde estava.

Olhando em volta Brian primeiro via o homem com estranhos trajes se afastar, como se estivesse de patrulha, mas logo seus olhos verdes começaram a observar a ampla sala em que estava. Parecia que tinha adormecido apoiado na parede, observando as grandes cortinas esverdeadas e a vista digna de um palácio que tinha ao olhar para fora dos grandes portais/janelas que eram o destaque do ambiente.


- Você esta me amassando! Sai! Sai! - Falou uma voz baixa e rouca, que fez Brian pular surpreso, percebendo que tinha caído em cima de um estranho lagarto um pouco menor que seu braço e que por algum motivo, tinha as mesmas cores e feições de Inferno. O fato que falava também deixava o apocalipse sem ação. - Melhor. Cade os meus doces? Você garantiu, eu ganhei daquela coisinha e agora quero meus doces! - Reclamava o lagarto subindo no ombro de Brian ao mesmo tempo em que acabava com todas as duvidas se aquele era ou não seu pokemon preguiçoso, mas só criava mais e mais duvidas na mente de Brian.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Dom 02 Nov 2014, 01:30

Ao deitar em sua cama para tirar um cochilo, Brian fica completamente desorientado quando ele abre os olhos e percebe que está no meio de um grande e luxuoso saguão, tendo sido acordado por homem trajando vestes bem estranhas e portando uma grande espada, sendo este o único motivo para o gangster não ter quebrado o pescoço do homem naquele mesmo instante.

Porém, ainda mais surpreendente do que acordar naquele estranho lugar foi notar a presença de um pequeno lagarto, estranhamente parecido com Inferno e que por acaso também tem a capacidade de falar. Diante de tantos fatos controversos, Brian respira fundo para ao menos tentar se situar um pouco no meio de todo este caos.

- Inferno? Você pode falar? Não... Isto não pode ser real, eu com certeza estou sonhando e nada isto é real...

- Não mude de assunto, eu quero a porcaria dos meus doces e quero agora! _ o pequeno e furioso dragão, falando no pé do ouvido direito de Brian.

- Inferno, eu vou te dar a porcaria desses doces quando eu me acordar deste sonho idiota! Agora fica quieto e me deixa pensar! _ o homem fala de maneira firme, para depois tentar se beliscar no intuito de sair do sonho, mas sem obter sucesso.

Vendo que não tem jeito de sair deste sonho, Brian tenta analisar as poucas informações que tem, primeiro; ele deve ser algum tipo de guarda ou segurança ali, a julgar pelo que o guarda grandão falou; segundo ele está numa espécie de deserto assim como Kalled, a julgar pelo clima quente que ele viveu a vida toda e por último ele está em algum tipo de mansão de luxo.

"Que merda de lugar é este? Kamila deve ter me drogado de algum jeito... Mas, é melhor ver se tem algo interessante, pois se isto é um sonho é melhor eu aproveitar!" _ o homem pensa, para depois olhar suas vestes, no intuito de saber se realmente é algum tipo de guarda e depois ele sai andando pelos corredores, para ver se descobre algo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Seg 03 Nov 2014, 18:57

off: mudei a cor da fala do Inferno pra ficar igual ao seu post ^^



Brian estava se sentindo completamente perdido naquele momento, tendo apenas o calor familiar de um deserto próximo para fazer com que se sentisse melhor. Além de estar em um lugar que não conhecia, com roupas que nunca tinha visto antes, então que definitivamente não lhe pertenciam e com Infermo como um pequeno lagarto, que ainda por cima falava estava começando a sobrecarregar a mente de apocalipse. A reclamação do pokemon dragão também não ajudava muito.

O pokemon dragão não se importava com onde estavam e embora parecesse estar muito revoltado por ser menor do que sua própria cauda era, Inferno só se concentrava nos doces que Brian havia prometido. Mesmo com o pedido de silêncio, Inferno apenas continuava a resmungar mais baixo, ficando no ombro do apocalipse/guarda enquanto este caminhava.

O palácio, ou seja lá o que fosse onde Brian havia parado, era realmente um lugar belo, com decorações tão incomuns que nem mesmo o apocalipse podia deixar de notar. Pensando que aquilo devia ser obra de Kamila, talvez tentando fazer o arruaceiro experimentar uma de suas drogas, Brian logo percebeu que até aquele momento não tinha encontrado a mulher. Será que ela estaria em algum lugar daquele prédio ou estaria em um lugar ainda mais estranho que aquele.

Andando pela sala Brian via ainda mais detalhes, se impressionando com a forma como todas as cortinas, tapetes e tecidos pareciam ser costurados com ouros e algumas pedras com aparência de preciosas. O cômodo era muito maior do que Brian havia imaginado e andar com aquela espada presa em sua cintura era incômodo, mas ao menos agora o apocalipse via que tinha três opções de caminho se quisesse deixar o cômodo, haviam duas portas, uma em cada extremidade da sala, ou Brian podia ir até a janela, onde teria uma vista incrível do local em que estava.

- Ta, ta, foi um belo passeio, mas e agora? - Perguntava Inferno já deitado nos ombros de Brian, parecendo apenas esperar por seus doces para voltar a dormir, sem se importar muito com o fato de estarem em um lugar estranho, sem ter a menor ideia do que poderia acontecer a seguir.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Seg 03 Nov 2014, 20:31

Off: Obrigado, Moon! Agora, vou te divertir um pouco com a interação Brian x Inferno ^^


É muito estranho a sensação de que está sonhando, mas ainda mais peculiar que isto é saber que está sonhando e por alguma razão você não consegue acordar, mesmo tentando. Vendo que de nada ia adiantar tentar acordar de uma maneira forçada, o gangster olha para os lados para ver se consegue entender o motivo deste sonho e o porque dele não conseguir acordar.

Durante o trajeto, o homem não consegue ter um minuto de sossego pois diferente da realidade neste sonho Inferno é bastante falante, chegando a ser mais irritando sendo um mini lagarto do que sendo um dragão completo. Então, em determinado momento dragão e gangster percebem a existência de duas portas nos dois opostos da sala e também uma janela, capaz de proporcionar uma bela visão para Brian.

- Me diga você que só vive dormindo, qual lado nós devemos ir? _ o homem pergunta, considerando que Inferno já deve estar acostumado a sonhos estranhos como este.

- Eu lá tenho cara de vidente? Você é o meu "chefe", lembra? Me diga você o que devemos fazer! _ o dragão pergunta, enquanto fica enrolado no pescoço do gangster.

- Você não faz nada além de dormir, nunca teve um sonho estranho como este antes?

- Uma vez eu sonhei que estava nadando num mar de doces e depois me enxugava com um toalha feita de carne assada de miltank! Adorei aquele sonho...

- Eu não queria detalhes do seu sonho, só queria saber como você fez para se acordar dele! _ Brian fala, irritadiço.

- E por que diabos eu iria querer me acordar dele? Era melhor estar no sonho do que tendo que lutar por alguém que não cumpre as promessas que faz!
_ o pequeno dragão fala com a cara emburrada, não deixando Brian esquecer da promessa que fez.

- Inferno, eu jurei para você que ia lhe dar os doces e farei isto, então se os quer mais rápido, me diga por qual caminho você iria e assim podemos acordar e eu compro seus malditos doces!

- Está bem, eu iria pela direita! _ o pequeno lagarto fala, apontando com sua garra para a direção indicada.

Ouvindo o conselho, o gangster ajeita o cinto que segura espada e depois vai indo até a porta que seu dragão indicou. O homem então abre a maçaneta calmamente e depois vai adentrando no desconhecido do seu subconsciente.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Ter 04 Nov 2014, 13:56

off: já to me divertindo XD
off²: vou tentar melhorar meu ritmo, pois se der quero inscrever essa história na rota do mês \o/



Desistindo das tentativas de se acordar sozinho, decidi a deixar o sonho seguir seu curso, torcendo apenas para acordar logo daquela loucura, Brian ficou explorando o cômodo, sentindo muitas saudades do Inferno quieto e sonolento da vida real. Era incrível como ali ele havia se tornado tão falador, mesmo só reclamando a maior parte do tempo, o que fazia o apocalipse só imaginar como seria uma dor de cabeça se seu pokemon continuasse disposto a falar tudo isso na vida real. Provavelmente seria Brian que não conseguiria mais dormir......

Observando todas as opções que tinha naquele sonho interessante, Brian ficava um pouco em duvida sobre o que deveria fazer e resolvia pedir a opinião do maior especialista em sonhos ali, seu dorminhoco dragão, agora rebaixo a lagarto reclamão. O pokemon parecia tão perdido quanto Brian, embora estivesse gostando de ser carregado de um lado para o outro, não tendo que mover um único músculo.

No começo Inferno não ajudou muito, pois apesar de ser o que mais dormia e consequentemente, o que deveria ter mais sonhos, o pokemon nunca havia se interessado em descobrir uma forma de se acordar. Talvez conhecesse uma centena de formas de permanecer dormindo, não importa o que acontecesse, mas até ele imaginava que isso não interessaria em nada o Brian naquele momento.

Sem ter muitas opções e provavelmente querendo esquecer da imagem que havia imaginado, de seu pokemon em um mar de doces e com carnes para se secar, Brian voltava a se focar no sonho, conseguindo que ao menos seu pokemon ajudasse a escolher o próximo passo. Dando uma ultima olhada em volta e depois pelas janelas, Brian se dirigiu até a porta a direita, a mais próxima, que apesar do tamanho um pouco exagerado, foi facilmente aberta pelo apocalipse.

Em vez de entrem de uma vez, Brian e Inferno pararam na porta, onde podiam observar que estavam em uma das entradas laterias de uma grande sala do trono. No centro havia um trono que estranhamente se assemelhava a cabeça de um elefante feita de ouro, toda decorada com pedras preciosas. Era possível ver cortinas vermelhas por várias partes, além do grande tapete majestoso que se estendia do trono, descendo uns pucos degraus antes de seguir até o fim da sala, onde Brian imaginava ser a entrada principal.

Andando de um lado para o outro em frente ao trono estava um rapaz de pele morena e cabelos escuros, algo difícil se ver com o grande turbante que usava, cuja a pena insistia em cair no rosto do rapaz, que inutilmente a ajeitava antes de voltar a andar. Sua roupas eram estranhas, mas ao contrário das de Brian, que se mostravam simples e talvez indicando que ele era apenas um guarda do local, o rapaz usava apenas peças de qualidade e com cortes perfeitos, que faziam o apocalipse pensar que no minimo ele era um dos donos ou um visitante importante daquele lugar.

A expressão dele esbanjava preocupação, mas antes que Brian ou Inferno pudessem dizer algum coisa, outro homem surgia de algum lugar, mas para Brian, parecia que ele tinha simplesmente aparecido ali de uma hora para a outra. Esse homem usava roupas semelhantes a do outro, porém menos bufantes, decores preta e vermelha que o deixavam um aspecto sombrio, que era complementado pela barbicha levemente enrolado e o cajado dourado com cabeça de cobra e olhinhos vermelhos que ele carregava.

- Ah, Jafar! Achei que tinha esquecido. - Falou o que estava na sala do trono antes, parecendo relaxar e ficar aliviado quando via o outro homem se aproximar.

- Como eu poderia esquecer nosso pequeno acordo? Como esta indo a sua parte? - Falava Jafar se sentando no trono e parecendo muito a vontade, enquanto um pássaro de penas vermelhas e azuis pousava em um dos apoios para as mãos. Aquilo era um pouco estranho, ainda mais quando Brian e Inferno começaram a sentir ódio daquele homem, sem entender muito bem por que, além de sentirem que aquele trono não pertencia a Jafar para ele ficar ali.

- Está correndo muito bem, embora mais devagar do que queríamos. A princesa ainda não confia em mim, mas sinto que pouco a pouco estou conseguindo fazê-la acreditar em meu amor. - Falava o rapaz confiante, embora claramente parecesse mais interessado em ouvir algum noticia de Jafar do que em dizer mais sobre sua parte desse tal "plano".

- Excelente, precisaremos dela ao nosso lado antes de no livrarmos do sultão. Estou quase determinando a localização exata da caverna e quando isso acontecer é melhor que você já tenha a princesa em seus braços, ou teremos que gastar um dos preciosos desejos a toa. E é melhor não esquecer que quando for sultão minha palavra valerá tanto quanto a sua, ou o gênio dará um jeito em você. - Falava Jafar parecendo encerrar o assunto, logo se levantando e indo para a saída principal da sala.

- É melhor não esquecer, seu pivete! - Falou o papagaio voando próximo demais do rosto do rapaza de propósito, quase o derrubando enquanto voava e voltava a pousar no ombro de Jafar. O rapaz ficou na sala mais um tempo, parecendo se recompor e logo voltando a andar de cabeça erguida em direção da porta oposta a de Brian, deixando o apocalipse e seu pokemon sozinhos para pensarem no que haviam visto e sentido.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Ter 04 Nov 2014, 16:45

Off: Que bom que está gostando ^^
Off 2: Fique a vontade, poste quando der e este meu post será sem cor pois estou no celular :)


- Inferno, você sentiu uma estranha vontade de quebrar o pescoço daquele cara chamado Jafar? _ o homens pergunta, sentindo um ódio semelhante ao que ele tem pelos armagedons e cadetes.

- Quebrar pescoços? Eu lá tenho cara de filhote, eu quero é comer a cabeça e depois usar aquele pássaro insolente para limpar meus dentes, porque o sabor dele não deve ser dos melhores. _ o pequeno dragão responde enquanto mostra seus dentes, como se estivesse ansioso para usa-los.

Vendo que não tinha mais ninguém, Brian adentra na grande sala e se aproxima do trono, realmente ele parece ser bem caro, algo que o gangster adoraria derreter para pegar o ouro se aquilo não fosse um maldito sonho. Mas, se é um sonho por que não aproveitar?

Assim, o Boundurant se acomoda confortavelmente no trono e começa a pensar no que vai fazer.

- Um gênio, uma princesa, dois otários! O que você você acha devíamos fazer, Inferno? _ Brian pergubta calmamente enquanto aproveita o conforto daquele trono.

- Qualquer idiota pode ver que o líder é aquele cara de roupa vermelha e preta! Por que nós não matamos ele logo?

- Isto seria fácil demais! Eu acho que vou torturar um pouco o "capacho" dele até ele me dizer o que Jafar quer e também o quem é este gênio, que deve ser alguém bem inteligente e talvez possa nos dizer como sair deste lugar! _ o forte homem  conclui, para depois se levantar do trono e atravessar a porta que o jovem moreno atravessou a alguns minutos atras.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Qua 05 Nov 2014, 19:47

off: é como dizem, querer não é poder x.x
off²: ok =3



Assim que voltaram a ficarem sozinhos naquele lugar elegante e estranho, Brian e Inferno conversavam um pouco sobre o que tinham acabado de ver e sentir sobre aquela cena. Sem ter muitas preocupações, já que só poderia estar em um sonho e o pior que aconteceria é acordar assustado daquele sonho bizarro, o apocalipse entrava na sala e se sentava no trono, que era mais elegante do que confortável.

Resistindo a vontade de arrancar um pedaço daquele trono e imaginando quanto conseguiria se o derretesse e vendesse todo aquele metal precioso, principalmente quando se lembrou que aquilo era só um sonho e que não conseguiria dinheiro nenhum, o apocalipse ficou pensando no que tinha visto. Era óbvio que Jafar e aquele outro cara tinham um plano contra quem comandava aquele lugar, mas o que isso importava para Brian? Como guarda ele deveria fazer algo a respeito, mas será que faria.

Inferno parecia ocupado demais imaginando o que faria com aquele pássaro irritante, que parecia incomodá-lo mais do que Jafar, então logo o lagarto acabava parando de prestar atenção no que Brian dizia. Sem ter muito o que fazer naquela sala, que com certeza chegava a ser entediante quando estava tão vazia daquele jeito, o apocalipse decidia seguir um dos que havia visto conversar a pouco, tentando descobrir mais sobre o assunto.

Passando pela porta, Brian se encontrava em um longo corredor e como só haviam suas saídas, foi muito fácil para o apocalipse deduzir para onde precisava ir. Haviam janelas dos dois lados do corredor, que tinha um teto tão alto quanto o resto da construção, mas isso não interessava muito para Brian. Chegando perto do porta Brian começou a ouvir uma conversa, o que o fez parar um pouco antes de começar a abrir a porta.

Era difícil entender o que diziam, talvez estivesse em um ponto distante da sala ou provavelmente a porta estava impedindo o som, mas assim que colocou a orelha mais próxima, Brian conseguiu ouvir que quem estava falando era o homem de roupas claras, mas Brian também escutava uma voa feminina.

- Se você abrir a porta um pouco a gente escuta. - Murmurou Inferno também se aproximando da porta para escutar melhor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Qui 06 Nov 2014, 15:16

- Eu vou abrir a porta um pouco, mas você tem que ficar quieto! _ Brian fala de forma bem baixa, para apenas o seu dragão lhe ouvir.

- Eu sou quieto, você que não para de me fazer perguntas sem sentido! _ o pequeno dragão esbraveja, mas foi só foi alto o bastante para Brian ouvir.

Mexendo a cabeça levemente em sinal de frustração, o homem abre calmamente a maçaneta com a mão direita e depois empurra a porta alguns centímetros para frente, sendo o suficiente para que ele e Inferno possam escutar as pessoas do outro lado.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Dom 09 Nov 2014, 02:06

off: sorry o post fraco e a demora =/



Querendo saber mais sobre o que estava acontecendo naquele lugar, Brian e Inferno se interessaram pela conversa, abrindo a porta apenas o bastante para que o som pudesse sair, um espaço suficiente apenas para o apocalipse conseguir colocar um dedo dentro da sala, coisa que ele não fez, não querendo ser descoberto. Inferno se acomodava no ombro de Brian, pronto para ouvir também, talvez até torcendo para dizerem onde poderiam encontrar alguns doces naquele lugar.

- Ah por favor princesa, pelo menos me mostre o palácio. - Falava alguém que Brian logo reconhecer ser o garoto que seguia, que obviamente tentava de tudo para convencer alguém e o apocalipse não precisava ser um especialista para notar que ele não estava tendo muito sucesso.

- Depois desses dias você ainda precisa de ajuda para não se perder, Príncipe Ali? - Falou um voz feminina que parecia zombar dos esforços do outro e logo Brian ouvia som de passos se afastando, com o tal príncipe balbuciando e pedindo para que Jasmine desse uma chance para ele.....

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Dom 09 Nov 2014, 11:54

Off: Tudo bem, moon! Sem problema :)


"Este cara é mais otário do que eu pensei, talvez seja melhor eu aparecer, afinal de contad eu devo ser algum tipo de guarda deste lugar!" _ o homem pensa, para depois ir abrindo a porta calmamente.

- Está louco? Quer que eles vejam a gente!? _ Inferno pergunta, se mostrando estar bastante surpreso.

- É exatamente isto que eu quero! _ Brian responde firmemente, para então abrir totalmente a porta e ir na direção da suposta princesa e no tal "príncipe Ali". - Princesa, está com algum problema? _ o homem pergunta, enquanto sua mão direita fica propositalmente posicionada sobre o cabo da espada, no intuito de intimidar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Ter 11 Nov 2014, 23:09

Com a porta um pouco aberta, Brian e seu pokemon podiam escutar com clareza quase tudo o que acontecia na outra sala, embora logo a conversa começou a se mostrar quase entediante para os dois. Brian não conseguia acreditar em como esse tal de "Príncipe Ali" podia ser tão idiota, mas quanto mais via sobre ele, mais o apocalipse se convencia que sem Jafar, o príncipe não seria nem ao menos digno de se prestar atenção.

Cansando de ficar atrás da porta ouvindo conversas como se fosse um desocupado ou simplesmente um curioso procurando assuntos para espalhar "aos quatro ventos", Brian começou a abrir mais a porta, o que fez Inferno acordar da quase soneca que estava tirando quando percebeu que a conversa seria um tédio. O dragão em miniatura não parecia feliz com a ideia e logo se arrumou, de forma que ficava apoiado nas costas do gangster, com apenas a sua cabeça a vista em cima do ombro de Brian.

Assim que a porta foi aberta e Brian entrava sem o menor medo, já perguntando se a princesa precisava de algo, a conversa na sala se encerrou e o apocalipse pode ver que ambos estavam subindo uma escada antes da aparição de Brian, com a que parecia ser a princesa mais a frente e o rapaz que Brian havia seguido, o tal "Príncipe Ali" ainda no começo da escadaria.

- Nada que eu ou Rajah não possamos resolver. - Falou a princesa lançando um olhar para cima, o que fez Brian e o Príncipe olharem. Em uma varanda que devia ser parte do próximo andar, mas que ficava para dentro, estava um grande e nobre tigre apenas observando tudo. Com apenas um pequeno rosnado, o grande felino fez com que o príncipe recuasse alguns passos, enquanto a princesa apenas terminava de subir e fazia uma caricia no felino antes de sumir por uma das portas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Sab 15 Nov 2014, 00:54

Off: Desculpe a demora moon, fiquei meio atarefado esses dias ^^


Parece que o gangster nem precisou se esforçar para ver o plano do "príncipe" ir buraco a baixo, de fato ele não parece ser muito inteligente, pois a julgar pelo que a princesa falou o tal de Ali já está naquele local a um bom tempo e parece não ter progredido em nada.

"Este cara nem precisa que eu o prejudique para ele fazer merda. Mas, talvez ele me seja útil e me diga o que Jafar quer fazer e quem será este tal gênio de quem tanto falam!" _ o homem pensa rapidamente, para depois se aproximar calmamente na direção do jovem de pele morena.

- Príncipe Ali, me acompanhe pois o senhor Jafar deseja falar com você! _ o gangster fala, esperando que o príncipe o siga até a sala onde Brian acordou, a que tem uma grande vista do lugar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Ter 18 Nov 2014, 20:09

off: sem problemas e me desculpe pela demora também =/



Com Inferno escondido do melhor modo que podia e se mantendo em silêncio para não chamar mais atenção que o próprio apocalipse, Brian não parava de se impressionar com a incompetência daquele tal príncipe. Se quisesse o apocalipse podia ficar de braços cruzados apenas observando que o próprio Ali arruinaria os planos. Se não fosse por Jafar, talvez Brian pudesse mesmo fazer isso.

A Princesa e seu "gatinho" de estimação já estavam longe quando o apocalipse falou, então provavelmente apenas o príncipe e Inferno ouviram. De inicio o homem ficou confuso, como se tentasse entender o motivo de ter sido chamado e ficou um tempo olhando para onde a princesa havia ido e depois para Brian.

- Ah, o que é agora? - Perguntou Ali confuso, mas obviamente falando mais consigo mesmo do que com Brian, enquanto dava as costas para a escadaria e ia em direção do apocalipse, pronto para segui-lo. Durante o caminho Ali teve que ajeitar seu "chapéu" várias vezes, mas para a sorte de Brian, em nenhum momento ele pareceu suspeitar que o apocalipse estava mentindo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Sex 28 Nov 2014, 01:51

Off: Me desculpe mesmo por ter sumido, moon! Eu estava em período de provas na faculdade mas agora finalmente acabou então vamos voltar a normalidade e terminar este evento ^^


Como esperado de alguém tão estúpido e manipulável, o príncipe Ali segue Brian sem demonstrar qualquer receio, fato que deixa o gangster satisfeito, embora mantenha sua feição fria, mostrando que realmente não tem qualquer problema em enganar as pessoas.

Assim, os três vão caminhando e quando Brian e o príncipe finalmente adentrarem na sala inicial daquele sonho o forte homem irá rapidamente agarrar a garganta do príncipe com sua mão direita e depois vai empurra-lo em direção a parede, enquanto segura sua espada com a mão esquerda e coloca a ponta da lâmina no meio do estômago do jovem príncipe, deixando bem claro seu instinto assassino. Brian vai fazer tendo como base sua grande força física e também o fato de que o jovem príncipe é bem magro, lhe dando uma grande vantagem. Então, caso seu esquema funcione, o gangster vai dizer:

- Se você gritar eu rasgo sua barriga aqui e agora! Então, me diga o que você e Jafar planejam fazer com este tal de gênio e não tente me enganar, pois se eu perceber que você está mentindo eu arranco seus olhos com minhas próprias mãos! _ o homem fala com agressividade enquanto segura com força a garganta do intitulado príncipe.

-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Alice em Qui 25 Dez 2014, 12:11

Repentinamente você escuta um estranho som que lhe obriga a olhar para cima por alguns segundos, em busca da fonte, sem no entanto encontrar nada. Em seguida você olha para o chão confuso e se depara com um pequeno embrulho aos seus pés.

Confuso e receoso você recolhe o estranho embrulho e lê o bilhete, deparando-se com algo ainda mais estranho.
Feliz Natal! Ho ho ho!

Cada vez mais confuso e desconfiado, você abre o estranho e se depara com uma TM Aerial Ace... É... parece que Papai Noel existe mesmo...

Aerial Ace

Ho ho ho! Feliz Natal!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Athena em Sab 27 Dez 2014, 16:21

Aladim não esperava essa reação do guarda que o acompanhava. O que possibilitou ao Brian executar seu plano com perfeição. Quando se deu conta o príncipe estava preso a parede com uma espada em sua barriga. Conforme Brian o ameaçava, os olhos do príncipe iam se arregalando e sua tez ficava mais branca que um fantasma.

- Onde está Jafar, você me disse que ele estaria aqui. Se isso é um plano dele para testar minha lealdade, é inútil, pois eu sou fiel a Jafar. Por mais que você me ameasse eu não vou dizer nada sobre o plano de conquistar a princesa. Eu tenho mais medo de Jafar do que de você.

Brian então ameaçou arranca seus olhos se ele estivesse mentido o que fez o príncipe rever sua lealdade. Afinal ele não tinha a quem recorrer no momento, ele estava a merce do guarda que o mantinha imóvel contra a parede.

- Está bem, eu falo, mas não me machuque, por favor. Eu vivia nas ruas até Jafar me encontrar. Ele me fez uma proposta. Eu deveria fazer o que ele queria ou iria passar minha vida na cadeia. Não tive escolha. Ele quer que eu faça a princesa se apaixonar por mim. Nós nos casaríamos e iriamos governar Agrabah, obedecendo as ordens de Jafar. Ele também está a procura de um gênio que vive na caverna das maravilhas. Ele tentou várias pessoas, mas não conseguiu entrar. Ele vai pegar um diamante mágico do sultão e descobrir sua localização. Segundo a lenda, a caverna das maravilhas está repleta com tesouros. O acordo é, eu fico com os tesouros para conquistar a princesa e Jafar fica com a lâmpada do gênio. O objetivo é que juntos vamos governar Agrabah.

Aladim fez uma pausa respirando fundo para recuperar o folego e o controle das emoções. Por um momento Brian pode ver que ele não era realmente mal. Só estava desorientado. Com a orientação certa poderia se tornar uma ótima pessoa. E se Brian não tivesse enganado parecia que o feitiço virara contra o feiticeiro pois parecia que Aladim se apaixonara pela princesa. Ele só não admitia isso.

off: Assumirei sua rota. Nos desculpe pela demora. Vamos tentar terminar o evento no prazo. santa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Érica em Sex 16 Jan 2015, 23:14

Rota reaberta a pedido do player.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Sab 25 Abr 2015, 14:35

- Garoto, eu não sei se você é muito ingênuo ou é um completo. Olha, num dia normal eu apenas iria assistir sua desgraça mas eu vou precisar de ajuda de alguém da região. Então, eu vou apenas te dizer que Jafar não da a mínima para você e provavelmente vai te matar quando terminar o trabalho. Por isto, me ajude a pegar a lâmpada e deixo você ficar com o tesouro e, se você agir mais como um homem em vez de um afeminado talvez até consiga aquela princesa! - Suas palavras são frias mas verdadeiras, em seguida o gangster coloca a espada na cintura e se distancia do jovem, deixando ele respirar um pouco.

- Tem certeza que precisamos deste otário? Quem é idiota o bastante para se apaixonar pela pessoa que pretende roubar? - Inferno sai da camisa de Brian e fica próximo do ouvido deste, para se garantir que não será ouvido pelo príncipe Ali.

- Parece que você também percebeu! Não se preocupe, se este idiota tentar nos trair ele vai perceber que morrer não será tão ruim assim! - Indiferente ao seu dragão, Brian fala em alto e bom tom, não se importando se o príncipe vai pensar se ele é louco, ou melhor, fazendo questão de mostrar ao pobre jovem que ele realmente pode ser bem insano quando lhe da vontade.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Ter 28 Abr 2015, 02:48

off: voltei pra te narrar \o
off²: bem vindo de volta ao fórum \o/



Começando a se acostumar cada vez mais com a situação, embora ainda se sentisse bem deslocado, como um intruso ou algo do gênero, Brian conseguia toda a informação que precisava com o Príncipe, sem precisar fazer muito esforço e nem ameaçá-lo tanto, Brian tinha uma ideia que poderia ajudá-lo naquele lugar estranho. Poder fazer Jafar sofrer e ficar com todos os lucros que esse homem que tanto incomodava o apocalipse e seu pokemon era um bônus que agradava muito a dupla apocalipse.

- Ele vai nos matar assim que descobrir......- Comentou Ali olhando em volta, como se temesse que Jafar aparecesse naquele cômodo a qualquer segundo, mas assim que viu que não havia ninguém se aproximando e vendo Brian guardar sua espada, o garoto pareceu pensar melhor na proposta. - Certo, eu topo. Hoje a noite Jafar já vai ter as informações e provavelmente vamos para a caverna das maravilhas buscar a lâmpada e os tesouros. - Comentou o Príncipe, parecendo não notar a presença de Inferno, se mantendo mais atento a Brian, provavelmente esperando que o apocalipse bolasse algum plano.

- Eu devia saber que você era só um pivete fraco e incompetente. - Falou Jafar, surpreendendo a todos parado ao lado da porta, como se tivesse simplesmente aparecido ali com Telport. Antes que Brian pudesse dizer algo e só tivesse tempo de encostar os dedos no cabo de sua espada, Jafar bateu com seu cajado no chão e a ultima coisa que Brian viu antes de tudo ficar escuro, foi um tipo de energia vermelha vindo em sua direção.

~x~   Fim do evento    ~x~

Brian acordava assustado na cama do hotel, demorando um pouco até finalmente conseguir colocar seus pensamentos em ordem e começar a separar a realidade do sonho louco que acabará de ter tido. O quarto estava escuro, mas um relógio digital na parede informava que eram oito e meia da manhã. Ainda com os olhos levemente embaçados de sono e com um leve zumbido nos ouvidos, o apocalipse demorou para perceber que estava deitado com a cabeça nas asas de Altaria, com Trapinch dormindo em cima de sua barriga, Bashee abraçando seu braço direito e Kamila dormindo profundamente na outra cama.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Ter 28 Abr 2015, 08:42

Off: Moon minha cara, é muito bom estar de volta e ter você como narradora ^^


Poucos devem conhecer ao certo a sensação de se acordar de um coma e provavelmente menos ainda sabem o que é se acordar depois de um sonho tão perturbador como aquele. Brian ainda não sabe dizer se aquilo foi apenas uma forma de sua mente deturpada se expressar ou se foi algo mais, ele se mostra aturdido enquanto seu olhos se fixam no relógio digital enquanto observa o tempo passar de forma a confirmar que realmente acordou.

Ao finalmente ter certeza que está livre daquele pesadelo o gangster tem uma feliz surpresa ao descobrir que está dormindo cercado por suas pokemons, que se aconchegaram nele de forma a deixá-lo quente enquanto Kamila dorme profundamente na cama do lado, como se também estivesse zelando por suas segurança. É estranho, Brian a muito não sabe o que é ser cuidado por alguém e até tinha se acostumado ao fato de ter que se virar sozinho, chegando até mesmo a gostar, mas é inegável o fato que o que ele está sentindo agora é muito bom.

"Numa cama e cercado por belas mulheres. Hehehehe, parece que finalmente tirei a sorte grande!" - tal situação parece lembrar o forte homem de uma época distante, quando as coisas eram mais simples e ele tinha ainda sua família.

Contudo, enquanto se senta calmamente na cama e coloca gentilmente Tormenta e Bashee do lado da cama de modo a não acorda-las Brian sente a falta de alguém naquela cena, não pela falta de carinho por parte do tal ausente e sim pela inexistência de um ronco muito forte.

"Inferno! Onde você está!?" - ele se pergunta um pouco surpreso enquanto procura pelo seu dragão no quarto para em seguida ver se ele está na pokebola (caso a primeira opção não funcione).

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Qua 29 Abr 2015, 23:21

off: vamos nos divertir \o/
off²: só é uma pena não poder continuar com o dialogo Inferno <-> Brian, tava muito legal =3



Ainda com a mente um pouco confusa e sem entender direito o que tinha sido aquele sonho estranho, Brian ficou um tempo deitado na cama, apenas terminando de acordar e curtindo o conforto que estava tendo, em um hotel, em um quarto com pokemon e uma amiga que se importavam com ele. Brian não podia estar mais confortável e por um breve momento, a vontade de voltar a cochilar foi um pouco tentadora, mas assim que notou a ausência de algo, o som do seu Druddigon roncando, o Apocalipse decidiu se levantar para procurar.

Tendo um pouco de trabalho para mover Tormenta e Bashee para a cama sem acordar elas ou Scarlet, Brian acabou demorando um pouco mais do que queria para conseguir sair da cama, mas assim que conseguiu, começou a procurar por seu pokemon dorminhoco. Foi fácil para Brian ver que o pokemon não estava no quarto e como a porta ainda estava fechada, assim como o banheiro estava completamente vazio, só restou para o apocalipse verificar a pokeball do pokemon dragão.

Como não dava para saber se Inferno estava na pokeball apenas olhando para ela, Brian a abriu e para o seu alívio, logo um grande e mal humorado Druddigon surgiu na sua frente. Inferno estava acordado, o que era estranho e ele não parava de encarar Brian, como se estivesse cobrando alguma coisa do apocalipse.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Qua 29 Abr 2015, 23:36

OFF: Sim, vou sentir falta do diálogo entre eles :P


- Então, não foi apenas um sonho não é? - o gangster fala diretamente com o seu dragão que sem deixar de encara-lo move a cabeça negativamente para seu treinador.

Então, o pokemon dragão se aproxima de Brian e fica apontando para ele, cobrando algo que Brian prometeu já a algum tempo.

- Inferno, eu sou Brian Boundurant, eu nunca deixo de cumprir uma promessa! Se eu prometi doces a você eu irei dar, apenas vou acordar as garotas antes, elas parecem ter se preocupado com a gente!

Ouvindo tais palavras, Inferno se distancia de Brian e se senta bem na frente da porta, mostrando que quer ir atrás dos seus doces o mais rápido possível. Enquanto isto, o gangster vai acordando suas pokemons bem devagar, de forma a não assusta-las e depois se encaminha até a cama onde Kamila está dormindo profundamente.

- Kamila, eu acabei de acordar e vou ter que cumprir o acordo que fiz com Inferno! Se quiser pode continuar dormindo, você deve estar cansada por ter me ajudado durante o tempo que fiquei desacordado! - ele fala um pouco apreensivo, ser cuidado e tem seu sono zelado por outras pessoas é algo muito estranho para ele, de forma a não saber mais como reagir apropriadamente a tal situação.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Qui 30 Abr 2015, 22:06

off: só nos resta torcer para aparecer outra chance ^^



Aliviado por encontrar seu pokemon, Brian logo confirmou que o sonho que havia tido não foi apenas algo que sua mente confusa havia criado, mas algo mais real e estranho do que o apocalipse havia imaginado. Inferno parecia ter lembranças do sonho de Brian, mas no momento, tudo o que o pokemon queria saber era onde estavam os doces que o "seu mestre" havia prometido tanto na realidade como no sonho estranho que haviam participado.

Depois de uma rápida "conversa", Inferno não pareceu ficar totalmente convencido, mas ao menos deu espaço para que o apocalipse avisasse as garotas antes de simplesmente sair para conseguir os doces que o pokemon tanto exigia. Bashee foi a primeira a acordar e logo começou a flutuar em volta de Brian, como de costume, enquanto Scarlet se espreguiçava na cama e Tormenta simplesmente saltou da cama para poder acompanhar Brian, que logo foi chamar Kamila. A apocalipse estava dormindo com a cara "enterrada" no travesseiro e foi preciso várias tentativas e repetir duas vezes para que ela entendesse alguma coisa.

- "Tempo que ficou desacordado?" É assim que você chama "dormir"? - Perguntou ela se espreguiçando na cama e fazendo uma breve pausa, como se estive pensando se seria melhor continuar na cama ou ver Brian cumprir esse tal acordo. - Pode ir grandão, depois me conta como foi. - Comentou ela depois de ver a cara de Inferno, ainda sentado na frente da porta, encarando Brian.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Brian$ em Qui 30 Abr 2015, 22:16

OFF: Post pequeno, mas grande o suficiente para você entender do que eu estou falando :P


"Dormir? Então... aquele sonho se passou em apenas um única noite? Mas que merda foi aquela então!?" - o grande homem se pergunta enquanto presencia Kamila se aconchegar na cama para voltar a dormir.

Então, depois de trocar de roupa e pegar seus pertences o apocalipse chama todos os seus pokemons, inclusive o emburrado Inferno de volta para a pokebola e se encaminha em direção a porta do quarto. Porém, ao segurar a maçaneta com a mão direita ele diz algumas palavras sem nem ao menos se virar para ver sua "amiga".

- Kamila, não durma tanto, aproveite bem este dia pois amanhã esta cidade vai saber o que é o verdadeiro caos! - ele fala rispidamente enquanto sai do quarto, lembrando-se de uma ideia louca que teve a algum tempo e estava ansioso para testar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Bianca.red em Sex 01 Maio 2015, 00:30

off: ok ^^



Chocado e um pouco confuso ao descobrir que aquele sonho maluco tinha acontecido em apenas uma noite, talvez até em menos tempo, Brian retornava seus pokemon ainda com a mente levemente focada nisso. Ter um sonho estranho já seria bem incômodo e ter um com seu pokemon em que os dois se lembram depois de acordarem beirava o impossível, mas era exatamente isso que Brian tentava entender, sem muito sucesso.

Já vestido e com todos os seus pokemon em suas pokeballs, Brian recebeu apenas um aceno de mão de resposta e despedida de Kamila antes de colocar sua mochila nas costas e sair do quarto. O corredor e a área com sofás, onde gangsters normalmente se reuniam estavam vazios e silenciosos, como se os outros ainda estivessem dormindo ou já estavam fora, em missões ou talvez em algum treinamento, então o caminho até as ruas de Chermont foi muito tranquilo.

Ao contrário do interior do hotel Kazumi, as ruas de Chermont já estavam bem movimentadas com pessoas indo para os seus trabalhos, indo fazer compras ou qualquer outro afazer cotidiano, que não interessava em nada o apocalipse. O clima estava frio para o homem de Kaled, que por um momento parou para observar o teatro ao lado de do hotel e o dormitório cadete, que ficava logo na frente de Kazumi e felizmente estava apenas com um cadete muito distraído e sonolento demais para notar a presença do apocalipse.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma nova cidade, um novo problema

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum