E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Página 5 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Sab 10 Jan 2015, 21:35

Off: Heal Bell no lugar de Fake Out ^^





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

Tudo parecia seguir o plano. Enquanto Madame, Dr. George e Duquesa se entendiam, eu e o resto do grupo tratava de deixar Edgar longe do grupo. Seguíamos pela casa, que de tal grande, conseguia um aparecer em cada canto. Enquanto o pobre homem corria descendo as escadas perseguindo um, outra dupla subia as escadas e ele acabava desistindo do que descia, para tentar pegar o que subia. De um lado para o outro, o homem seguia pela casa, destruindo cada vaso e rasgando cada cortina, tudo isso atrás dos felinos.

Tentei ser rápida para Marrie não sofrer nada, mas a gatinha estava mais se divertindo do que preocupada. Ao ver como Edgar era desastrado, passei a brincar também com o grupo. Isaac e Thomas pareciam conseguir deter Edgar inúmeras vezes, o que fez com que o homem caísse e rolasse. Na biblioteca, encontrava o testamento da madame, o que parecia ser uma real oportunidade para Edgar deixar a Duquesa longe, pois talvez fosse ela a herdeira original. De longe, assistia o grupo pelos jardins e sorria. Parecia que tinha dado tudo certo e Duquesa de longe piscava o olho para mim.


...

O susto foi grande quando eu acordei ainda na procura da gata de raça. Mal tinha acordado e pensei que Marrie havia sido pega por Edgar, quando notei que Isaac dormia no meu colo. Ainda boba, era pega pelos gritos de misericórdia de uma menina, mais nova do que eu, e um grupo de Pokémon que invadiam o quarto. Ethan ainda na cama e a cena passou de ser assustadora para cômica. A morena chorava pela bebida que havia sido tomada pelo gangster, na tentativa de sanar a sua dor, mas o que havia acontecido necessitava mais do que um entendimento melhor, uma vez que ela parecia tão nova que não tinha mais do que dezesseis anos e isso era errado, beber nessa idade.

- Desculpe... – dizia coçando o olho. – Mas qual a sua idade? Acredito que seja muito nova para beber. – retrucava encarando o Ghost que chorava com ela, mas sem deixar de notar o Poochyena e o Pachirisu. Pelo menos cheguei à conclusão que era Armagedon e não Apocalipse. O Pokémon cerimonioso, Delcatty, despertava do meu colo e ia para o solo. Mais desperto do que eu, foi conhecer os novos visitantes do quarto, enquanto eu tentava consolar a garota pela falta da bebida.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Dom 11 Jan 2015, 19:59

Sakura ficava completamente desperta após a invasão em seu quarto, enquanto Kate nem mesmo se importava com o fato, chorando pela ausência da bebida. Isaac se aproximava da morena, tentando se apresentar e conhecer a intrusa e, neste momento, sua dona reparava as manchas de sangue em seu pelo.

A Armagedon seguia mirando a outra garota, ainda em busca de alguma explicação. Amore mantinha o abacate cor-de-rosa esticado, como se a fruta pudesse alegrar o dia da adolescente.. Ethan gemeu em seu leito, quase como se inconscientemente desejasse que alguém visse seu estado precário e altamente febril. Kate ainda o ignorava, mais interessada em recuperar aquilo que lhe era de mais precioso e pensando na resposta que daria para a outra garota.

Serena chegava repentinamente, intrigada também com o repentino movimento, e sentava-se ao lado de Poochyena, perguntando sobre a situação. O cão somente suspirou repreendendo o comportamento de sua dona e começou a explicar o que sabia dos fatos para a grass, aparentando estar muito satisfeito com o fim da bebida. Haunter, por sua vez, esperançoso, começava a vasculhar o quarto, se recusando a aceitar que não havia nenhuma outra garrafinha de bebida. Em suas buscas, o fantasma encontrou a mochila de Sakura, já tratando de roubar-lhe uma calcinha e colocá-la na cabeça, antes de retornar à busca.

Meowth, outro curioso, já farejava o abacate rosa de Amore, tentando se apossar da fruta e sendo frustrado pela esquila vaidosa que o ameaçava. Nada disso, porém, parecia encontrar espaço na mente conturbada de Sakura ou na desesperada de Kate. Enquanto a primeira ainda tinha que se preocupar com o ruivo, com o sangue, com sua ducklett no hospital e com a descoberta sobre seu auto-intitulado noivo, a segunda só queria saber o que aconteceu com seu valioso drink.


off: sorry o post curtinho =x

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Dom 11 Jan 2015, 21:58

-Minha idade não importa muito, já que essa bronca já tá a uns três ou quatro anos atrasada.

Respondo a pergunta da garota, sendo sincera de certa forma... Talvez não fosse a melhor coisa a se dizer... E a julgar pelo olhar incrédulo de Hellhound, começo a ter a sensação que realmente não foi a melhor coisa a se dizer... Mas não interessa. Ainda não tenho bebida e me sinto desolada.

Continuo abraçando a garrafa de bebida, da qual não bebi nem uma gotinha... Isso é muito triste. Amore me estica o abacate rosa novamente, mas não quero um abacate rosa, quero minha bebida... E quem é que ta gemendo? Bom, se tá aqui, o gerente cuida. Minha bebida... Nem reparo no que meus pestinhas Pokémon estão aprontando, mas aparentemente, Hellhound está feliz pela falta de bebida, Haunter já conseguiu uma calcinha nova, Amore protegia o abacate.

Não sei porque o Meowth quer isso, ou pra quê a Amore quer manter, mas okay... Ela me alcança de novo, mas não é exatamente um fruto pintado que vai melhorar meu dia...

-Obrigada pelo presente. Porque não volta pro quarto e me faz uma surpresa? - Digo sem pensar muito, só queria que ela achasse alguma outra distração antes que resolvesse ser adorada de novo e tenho medo da possibilidade dela querer ser adorada por Pokémon de algum psicopata... Ela saiu correndo e, só talvez, eu tenha falado besteira. - Só não me mata do coração! - Grito, na esperança dela ouvir, mas algo me diz que não funcionou... O gerente que se vire arrumando a bagunça dela depois. - Quantos anos eu teria que ter pra você repor minha bebida? Que garanto que provavelmente vou ter! - Pergunto para a garota com um sorriso largo. Hellhound rosnou para mim, mas isso não é novidade mesmo... E Haunter está do meu lado fazendo olhar pidão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Dom 11 Jan 2015, 22:42





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

A invasão do quarto era tudo por conta de uma bebida que foi tomada até o último gole. Eu tinha parte disso, já que de antemão, eu tomei um ou dois belos goles quando estava costurando Ethan. Meu estado não o melhor a se encontrar, uma vez que um dos meus quimonos favoritos estavam um trapo e eu já estava querendo comprar roupas mais resistentes e práticas se soubesse que minhas aventuras seriam resumidas em caça e perseguição. Por um lado, estava feliz por ter alguém no quarto. Depois do sono revigorante, eu mal poderia esperar para sair do covil dos gangsteres.

Entretanto, para o meu desgosto, os visitantes pareciam mais preocupados consigo mesmo e com sua bebida e o Haunter que parecia bem mais inquieto que sua dona já voava pelo alto, na tentativa de achar algo. Meowth era repreendido pela esquila, que só no momento percebi que era shiny e que em suas bochechas haviam corações. Espantei-me pelo espécime diferente, mas logo percebi que nada era mais diferente que o objeto que segurava... Um abacate, talvez! Serena surgia procurando saber o que se passava e parecia que o dark informava para a Pokémon, mas fiquei rubra quando percebi que o ghost estava com uma calcinha minha na cabeça.

- Ei, ei, ei, ei... Isso é minha! Devolva!

Dando leves pulinhos para tentar alcançar o Haunter, eu tentava pegar o fantasma e consequentemente a minha calcinha de volta. Serena e Isaac vigiavam os novos visitantes, enquanto a esquila deixava o quarto para voltar para o de sua dona, que triste, ainda queria bebida, mostrando-se apta em mentir a idade para conseguir uma nova garrafa cheia, sendo repreendida pelo canino. Mas minha atenção foi tomada ao ouvir o gemido de Ethan e foi nesse momento que eu vi que as coisas ali não estavam nada bem. Recuperando a calcinha e guardando em minha bolsa, já perto de mim, medi a temperatura de Ethan e percebi que o ruivo não estava nada bem.

- Own! Olha, eu tenho que sair para ver se consigo algum remédio com o gerente. Pode cuidar dele? Obrigada. – sem da opção para a morena responder, deixava Ethan nos cuidados da estranha, que eu julgava não ser ofensiva, pois senão, não estaria chorando pela bebida. – Isaac, conto com você também, amigão. Vamos, Serena.

Saia correndo do quarto na companhia da minha parceira de grama. Isaac ficava lá com o grupo, observando tudo e deixando claro que iria fazer o possível para manter a ordem no local. Já ia subindo as escadas na procura do gerente local. Temi por um momento me arrepender no futuro ao deixar Ethan com a gangster, mas que mal poderia acontecer com uma adolescente com problemas de bebida e com um Pokémon que a repreendia junto de um enfermo desacordado? Aliás, Isaac cuidará se alguma coisa dê errado...



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Seg 12 Jan 2015, 13:48

Sakura se afastava rapidamente acompanhada de Serena e acreditando que Isaac seria capaz de tomar conta de qualquer problema que Kate arranjasse. Enquanto a Stylist estava longe, a Armagedon mirava a garrafa e ficava encarando Delcatty que, igualmente, a mirava de forma insistente. Contudo o mundo foi esquecido quando Amore entrou pela porta carregando duas garrafas de vinho tinto completamente fechadas e rodeadas por laços cor-de-rosa. O olhar da morena reluzia de felicidade, assim como o de Haunter que jurava fazer qualquer coisa pela esquila.

Amore aguardava somente dois minutos, enquanto sua dona bebia os primeiros goles sob os protestos de Poochyena e de Isaac para, logo em seguida, usar Attract nos pokémons machos e sóbrios do local. Com Kate sem nem ao menos dar importância ao que acontecia ao seu redor, a esquila retornou para o quarto da adolescente, logo entregando baldes de tinta cor-de-rosa para seus novos escravos e fazendo-os pintar as paredes.

Enquanto isso, Sakura era guiada pelo gerente às pressas de volta para o subsolo, sendo repreendida por ter aparecido no hall em situação tão deplorável, também informando que remédios ela poderia conseguir com o enfermeiro que ficava no final do corredor dos quartos dos gangsters. Contudo o momento da bronca se encerrava quando os dois chegavam no andar de baixo, deparando-se com um pequeno alvoroço criminoso.

- Me recuso a ficar aqui se essa será a nova decoração... - Loki comentava olhando por um quarto.
- Não sei porque, achei a sua cara... - Jack, também mirando o quarto, informava em tom debochado.

Junto aos dois caçadores, vários outros criminosos se amontoavam, tentando entender o que estava acontecendo. Ainda segurando o braço de Sakura, o gerente abriu caminho entre o grupo para descobrir o que estava acontecendo. A dupla se surpreendeu por diferentes motivos. O gerente não acreditava que estavam pintando o quarto de cor-de-rosa e Sakura tentava entender o motivo de Isaac participar da situação, assim como o Meowth de Ethan, o Poochyena de Kate e um Zorua Shiny que a Stylist não sabia a quem pertencia. Amore permanecia sentada na cama, dando instruções para seus quatro escravos, estes que a miravam com completa adoração.

No quarto de Ethan, Kate recebia a visita de Natasha. A ruiva parecia furiosa com o fato de Haunter ter invadido seu quarto e roubado uma de suas calcinhas. Contudo a ira logo cedia lugar para uma postura mais calma, apesar de ainda repreendedora. Compartilhando da bebida de Kate, a ruiva tentava alertá-la do que Amore aprontava no outro quarto.

Preocupada com o ruivo, Sakura se soltou do Gerente, correndo em direção ao quarto do Armagedon. A cena não era tão terrível quanto previra... A morena parecia receber uma bronca de uma ruiva e esta última carregava uma calcinha nas mãos. Aparentemente o Haunter da morena atacara novamente. Sakura o mirou de relance, encontrando-o caído no chão e completamente vermelho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Seg 12 Jan 2015, 14:22

A morena mirava a garota sair do quarto, sem ter tempo para reclamações. Cuidar de feridos não costuma estar entre as coisas que fazia, ou sequer levava algum jeito. Como ainda estava viva, levando em consideração a forma como cuidava de si mesma, era um completo mistério. Sem nada para fazer, a Armagedon mirava o felino, sem saber exatamente o que fazer. No entanto, quando mirou Amore, esqueceu-se de tudo.

-Amore, você é a melhor!

Kate dizia, os olhos brilhando enquanto observava as garrafas de vinho. Enquanto a adolescente bebia, nem sequer via o que sua "adorável" Pokémon aprontava, não percebendo um bom grupo de Pokémon ser vitima do Attract mais uma vez. Totalmente alheia ao mundo, apenas bebia com Haunter e cantava com o mesmo, mas logo a cantoria parava com a chegada de Natasha.

-É... Acho que o vinho não foi a única HIC surpresa... Mas eu peHIC pra ela dãããão me matar do HIC corazão HIC...

A adolescente comentava, mirando o nada enquanto bebia mais um pouco, parecendo refletir um pouco antes de começar a rir e depois a chorar e a abraçar Natasha, dizendo que não queria ficar de castigo e que um mês sem beber no sonho já foi tortura demais, para depois acenar alegremente para Sakura.

-Troze bebida? - Kate perguntava para a garota. - Não zou ezigente HIC, axeito vinho, rum, ceHICja... - A Armagedon começava a listar, antes de voltar a cantar de forma desafinada mais uma vez algo sobre um Poochyena mosca.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Seg 12 Jan 2015, 17:27





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

Subida nas escadas foi tão rápida que eu mal tive tempo de respirar, optando pela ação fundamental da vida quando estava perto do gerente. Depois de ter quase um treco e meu miocárdio ensaiar uma parada, eu consegui recobrar o fôlego e informei para ele sobre o ruivo. Imediatamente, o gerente saiu correndo pelas escadas e descendo ele começava a me repreender por não saber que há uma enfermeira para os gangsteres, além de remédios para ele.

Eu não poderia ser culpada, uma vez que não era gangster e não sabia o que o hotel disfarçado oferecia para os armagedons. Eu desci um pouco rubra e quando chegava ao local em que armagedons e apocalipses dividiam o mesmo cômodo, reparei na movimentação e ao longe estava Isaac junto de um grupo de Pokémon (inclusive um shiny Zorua) pintando os quartos de rosa. A Pachirisu da morena estava sentada observando o trabalho dos Pokémon e eu estranhei o motivo que levou Isaac a fazer aquilo.

Sem tempo para repreender o Normal ou entender o que estava havendo, deixando as discussões de dois membros de alto escalão dos Armagedons e Apocalipses, partir para o quarto do ruivo, dessa vez puxando o gerente. Ali, uma ruiva que eu jurava ter visto uma vez na minha vida, estava abraçada com a morena bêbada, assim como o ghost estava deitado no chão. Serena, que havia se separado de mim, ia até perto do gatuno e olhando o Pokémon pintar tudo de rosa, ela deu uma folhada na cara dele, buscando tirá-lo do transe.

- Desculpe, mas sem bebida. Sr. Burltraske. Poderia me orientar aqui.

Ignorando um pouco a morena bêbada, eu chamava o gerente para poder dá uma olhada no febril gangster. Engolindo em seco, esperava que ele melhorasse, e só ai lembrei-me da pata ferida no hospital da cidade. Já se passara um dia e eu tinha que visita-la uma hora ou outra.

- Ela é sempre assim? – perguntava para a ruiva que estava no quarto.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Qui 15 Jan 2015, 13:21

- Às vezes ela fica meio pirada... - A ruiva informava para a pergunta de Sakura.

A morena retirava a mão da testa do ruivo e mirava a morena que choramingava deitada no chão sobre o fato da garrafa já estar vazia. Kate obviamente queria tirar o atraso que acreditava ter tido no sonho, optando por beber mais do que o normal. Natasha, por sua vez, mirava o gerente com desgosto ao ouvi-lo dizer que ela deveria dar um jeito na situação, já que ela era a responsável por Kate tecnicamente. A ruiva logo dizia que não era responsável por cada gangster aprovado e só avaliava potenciais, comentário que o gerente revidava com "potencialmente desastroso isso sim".

Sakura via os dois debatendo e a ruiva cedendo, apesar de contrariada, aos argumentos. Logo a mulher pedia para o grupo ficar no quarto, saindo e retornando cinco minutos depois com remédios fortes para febre. A "delicadeza" para que Ethan tomasse o remédio não era algo que Sakura imaginaria, porém erguer o rosto dele e quase afogá-lo com água parecia ter surtido efeito. O remédio de acesso exclusivo para médicos parecia agir rápido até demais e logo Ethan transpirava menos e respirava com mais facilidade.

Kate seguia deitada no meio do caminho, atrapalhando o trânsito pelo quarto, mirando o teto com Haunter ao seu lado. Do lado de fora, Amore parecia brigar com Serena, dando uma bronca na Grass,  já que após a folhada desta a esquila teve de usar outro Attract para que Isaac retornasse ao trabalho. Poochyena rosnava para Kate, deixando claro que não demoraria a mordê-la caso a mesma não se recompusesse logo. A confusão no quarto ainda era tanta, com Natasha sentando na poltrona onde Sakura dormira a noite toda, que a morena quase não percebeu as duas pokémons que discutiam entrarem no quarto. Amore, em toda sua pose, mexeu na mochila de Ethan, logo pegando uma pokébola. Serena a mandava devolver a esfera, porém a esquila a abriu mesmo assim, liberando um Lombre. O pokémon, por um instante, avançou em direção à Serena com os braços abertos, pronto para abraça-la, porém o Attract da elétrica logo o transformava em mais um de seus escravos e ele partia para o quarto do lado, auxiliar na pintura.

- Essa Pachirisu é uma ameaça... - A ruiva comentava mirando Amore sair do quarto com seu novo escravo e sendo seguida por Serena, que ainda protestava pelo uso abusivo do golpe.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Qui 15 Jan 2015, 14:18

-Zem bebida? Que maldadeeeeee...

Choramingo após descobrir que a outra garota não trouxe nenhuma bebida com ela, o que me deprime um pouco... Mas logo escuto ela chamando o gerente por um nome estranho e difícil de falar. Comento que o gerente tem mais cara de Zé e que o nome dele era complicado demais. Não sei o nome dele completo mesmo, então vai ficar sendo Zé. É um nome fofinho pelo menos, mas acho que dizer isso pode não ter sido boa ideia...

Após terminar de falar que Zé é bem melhor que Bulalgumacoisa, volto a beber, ou pelo menos era essa a intenção... A garrafa já estava vazia? Tão cedo? Mal deu pra aproveitar o gostinho! Não recuperei o tempo de atraso! Sacudo a garrafa algumas vezes, tentando ver se consigo fazer o liquido aparecer novamente, mas quando meus planos falham, jogo ela para qualquer lado e deito no chão. Estou desolada... Mais uma vez.


Fico no chão, choramingando que quero mais bebida e encarando o teto. Bem que podia chover rum, ia ser muito bom... Eu não reclamaria com chuva de rum... Natasha conversava com o Zé? Nhá... Não me interessa o assunto. Enquanto não rola mais bebida, não quero saber. Natasha falava algo de uma Pachirisu, mas ainda não presto atenção, ignoro até os rosnados de Hellhound.

-Quero mais bebida... Meus rins ainda estão funcionando muito bem, então posso beber mais...

Choramingo, olhando pra Natasha num claro pedido de "Quero mais" fácil até demais de entender. Talvez choramingar como se uma Growlithe seja exagero... Hummmm.... Depois penso nisso, já chorei feito um filhote de Growlithe mesmo, então já era.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Qui 15 Jan 2015, 17:31





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

A confusão naquele quarto já poderia ser pior, mas se assim fosse eu jogaria tudo para cima e me deitaria no meio das ruas de Chermont e viraria hippie. Tal ação desagradaria muito minha família e até a mim, já que todos os planos que eu havia traçado iria ser jogado longe e fora. Eu olhava para os lados enquanto o gerente conseguia me indicar os remédios, muitos dos quais eu pensei ser de alto nível e só ser administrado sob prescrição médica.

Mesmo assim, não interroguei nada, apenas administrei as dosagens no ruivo e esperei que ele melhorasse. Aparentemente, a Natasha era quem recrutava os gangsteres armagedons em Chermont e essa informação era perigosa, o que me fazia pensar o que eu faria com ela. Com medo de esbanjar qualquer tipo de reação, eu fiquei quieta, pensando em não transparecer ser uma ameaça para ela, e realmente não era...

Depois de encarar a rápida melhora de Ethan, e o gerente bater papo com Natasha, enquanto a morena entrava em delírios no chão, eu via a Pachirisu que causou a confusão no local entrar no quarto e abrir a bolsa de Ethan. Serena seguia atrás, repreendendo possivelmente pelo o que havia aprontado e foi ai que ela abria uma esfera e liberava um Lombre. Fiquei surpresa ao vê-lo, uma vez que no nosso último encontro, era um Lotad apaixonado por Serena. Isso não mudou!

O Pokémon misto seguia de braços abertos para a minha grass, que pareceu arrepiar toda e já começar um drama, mas logo Attract era usado no Pokémon do ruivo e esse virava um escravo da Pachirisu, o que explicava porque Isaac estava agindo daquele jeito. Serena seguia a pequeno electric e o Lombre para fora do quarto e eu tive que acompanha-la com a mochila do armagedon doente ao lado, assim como a minha, já que tinha um Haunter safado a solta.

- Er... Pachirisu... Acho que esses Pokémons estão cansados, não acha melhor pintar outra hora. Até porque, fiscalizá-los cansa demais e uma mocinha como você não pode cansar a beleza, não é? – tentava convencer a electric, enquanto Serena mantinha-se inchada. Recolhi Isaac e os Pokémons de Ethan, que depois de tudo, estariam cansados.

Voltei para o quarto sob rugidos do Poochyena e o gerente e a ruiva continuavam ali. Eu coloquei rodas as malas no canto e ao ver aquela festa, protestei.

- Obrigada pelo apoio de vocês, mas acho que Ethan precisa descansar para recobrar as energias. Obrigada, sr. Burltraske, pela ajuda. Como último favor, pode dá uma olhada para mim? – dizia estendendo todas as esferas de Ethan, inclusive o shiny que deduzir ser dele, e os expulsava com jeitinho.



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Sab 17 Jan 2015, 23:43

Enquanto o gerente devolvia as esferas para Sakura, mandando-a procurar pelo enfermeiro que estaria em algum lugar do subsolo se realmente quisesse recuperar os pokémons, Natasha informava para Kate que não possuía nenhuma bebida consigo, mas que poderiam sair a noite para resolver a situação. Amore seguia em frente de Sakura, batendo a patinha no chão e com os bracinhos cruzados, claramente irritada por ter seus escravos recolhidos. Após confirmar que não os teria de volta e deixando o Poochyena trabalhando sozinho, a esquila invadiu outro quarto. A ruiva logo deixou a morena falando e planejando sozinha, gritando ordens para que a elétrica deixasse seus pokémons em paz.

- Kate, vá terminar os estudos antes de falar besteiras, e Ethan, tem três dias. Você tem trabalho.

O ruivo murmurou algo ininteligível da cama, aparentemente assimilando a frase do gerente, enquanto Sakura, ainda portando as esferas do gangster nas mãos, avançava para protestar sobre a ideia de designar uma missão para alguém claramente incapacitado. Contudo o gerente nem ao menos esperou para ver a reação, saindo do ambiente e deixando a Stylist para lidar com a Armagedon adolescente que ainda fazia planos ao lado de Haunter sobre a noite. Amore logo invadia o quarto, sendo seguida pelo Poochyna de sua dona e agora apaixonado pela esquila. O cão agora determinado a proteger sua amada de qualquer ameaça. Pouco depois, uma Spearow completamente suja de chantilly invadia o lugar, se escondendo embaixo da cama. Da porta de onde ela surgira, algumas panelas voavam e uma voz enfurecida gritava para que ela ficasse longe, chamando-a inclusive de rato emplumado.

Tentando ignorar a adolescente e os pokémons problemáticos, Sakura se preparava para partir em busca do enfermeiro quando seu celular tocou. Para sua sorte, seu ex-colega de ensino médio e auto-intitulado noivo John exigia saber onde ela estava e o motivo de não ter comparecido ao jantar da noite anterior. A voz do recém descoberto Apocalipse era autoritária e exigente, deixando claro que não deixaria a morena em paz sem obter uma resposta aceitável para suas indagações. Do lado de fora, a presença sempre ameaçadora de Jack e Loki, o primeiro ainda provocando o segundo, criando um clima de guerra. Ao fundo, de um dos quartos, um homem usando um uniforme azul da saúde deixava o ambiente carregando uma bandeja coberta com curativos e luvas sujas de sangue, levando a crer que a pessoa daquele quarto estava ainda pior que Ethan.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Dom 18 Jan 2015, 18:34

Ouvir que poderia beber com Natasha mais tarde era, sem sombra de duvidas, a melhor noticia que já havia escutado desde que acordei! Fico com os olhos brilhando, enquanto começo a planejar a noite de bebedeira. Será que ela teria limão o suficiente? Gelo era dispensável... Continuo planejando, nem mesmo notei quando Amore entrou, saiu e Natasha foi atrás dela, parando só pra encarar o Zé.

-Zézinho, não seja tão resmungão. Posso não ter terminado a quarta série, mas aprendi uma coisinha ou outra por aí...

A primeira parte, confesso, queria irritar o Zé, mas a outra foi mais uma observação indiferente. Acho que história e matemática não são muito usados na pratica durante as missões... Mas logo deixo isso de lado de volto a sonhar com as bebidas, debatendo com Haunter alguns detalhes, quando Amore entra no quarto junto com a Spearow.

-Então você estava na cozinha esse tempo todo? - Ela logo acenava, voltando a limpar as penas sem sair de baixo da cama. Deixo ela quieta, depois penso em como dar banho numa Spearow suja de chantilly... Agora, impedir uma certa esquila endiabrada rosa de fazer o que não deve... - Amore, Natasha é legal. Pede permissão pra ela antes de escravizar algum Pokémon dela. Apocalipses, quem depois não vá tentar ou conseguir me matar, e qualquer outra pessoa não conhecida ou não importante, tá liberado.

Após terminar a "bronca", volto a planejar a noite com Haunter. Estou ansiosa e mal posso esperar a hora passar! Pergunto para a garota de quimono se ela quer beber também. Quanto mais, melhor!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Dom 18 Jan 2015, 22:20





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

 Já ofegante e tentando manter a calma, fora a confusão que se alastrava pelo quarto do Ethan, eu me envolvia na dúvida fatal de tentar fazer algo ou esperar que magicamente as coisas se resolvessem. Embora preferisse a segunda opção, o improvável acontecimento tangenciava o impossível e por isso eu teria que tirar os pés do chão e sair atrás do enfermeiro, até perceber que o ruivo tinha uma missão em breve, o que me deixou um pouco apreensiva no momento.

- Mais uma missão?

O gerente falava sério e logo se retirava do quarto, enquanto eu percebi que o nome da morena bêbada era Kate e que me chamava para beber, depois de dá uma bronca que parecia mais um incentivo para a Amore, a sua Pachirisu. A Spearow repleta de chantilly era tão bagunceira quanto a sua dona, mas que moral eu tinha quando tinha uma gangue da confusão dentro das Pokéballs?

- Desculpe, mas não costumo tomar bebidas fortes... Só uma ou duas vezes tomei o uísque do papai e vinho bem suave outras vezes, e algum champanhe na virada de ano. Fora isso, mais nada. – dizia saindo do quarto mais uma vez.

Pedir para Kate cuidar de Ethan era dispensável, uma vez que ela não conseguia cuidar nem de si mesma e o único Pokémon dela que poderia se dizer responsável estava sob o domínio de Amore. Ao sair do quarto, logo avistava o que seria um enfermeiro saindo do quarto de alguém e assim saia correndo pelo corredor até ele. Logo o celular tocava e percebia que John não tinha esquecido de mim. Depois de gelar e sentir um suor ao meu lado, desliguei o celular e coloquei em seguida no silencioso, enquanto corria até o possível enfermeiro.

- Ei, moço! Com licença... Teria como dá uma olhada nesses Pokémons? Eles estiveram na batalha de Chermont, em Sonatha, e estão muito feridos. Agradeceria muito os serviços e depois se puder dá uma olhada em um gangster no quarto ali, ficaria mais aliviada.

Dizia informando o local para ele e ainda estendendo as pequenas esferas em mãos. Precisava urgentemente relaxar e deixar de me preocupar, mas parecia que essa reação estava impregnada em mim. Olhava meio temerosa pelos cantos, afinal, estava dentro da base dos Armagedons e Apocalipses e nem ao menos alguém reclamou ou algo assim. E apesar de ameaçadores, Loki e Jack pareciam bem humorados, o que dava mais medo ainda, no entanto, com um pouco de esperança de que fossem gentis no fundo...  




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Seg 19 Jan 2015, 00:58

Enquanto Sakura ignorava a revelação de que Kate estudara somente até a quarta série, a morena sentia pena da outra pela revelação de nunca ter realmente bebido. A mais nova, ainda sentada no tapete do quarto, começava a planejar tudo o que pretendia ensinar para a Stylist, sempre sendo auxiliada por Haunter. Amore desaparecia de cena, preparando-se para agir uma vez mais, enquanto a Mille, ignorando tudo isso, desligava o telefone sem responder a John e abordava o enfermeiro.

- Depois passo por lá.

A resposta do enfermeiro não era otimista, mas pelo menos ele levara as esferas. Certamente o homem possuía muitos casos diferentes para resolver e poucos recursos, afinal, por mais que o hospital disponibilizasse, nunca poderia replicar a estrutura de um hospital em segredo...

Enquanto a Stylist providenciava a cura para os pokémons do gangster (exceto Jolteon que ainda estava deitado na cama completamente coberto por bandagens e com a respiração difícil), o ruivo parecia despertar no quarto. Kate viu o estranho se erguer com dificuldades e emitindo diversos gemidos de dor. A mão sobre um ferimento na lateral do corpo. Ele somente a mirou contudo, em seus olhos a confusão. No entanto o Armagedon parecia não estar disposto a perder tempo tentando descobrir a identidade da intrusa em seu quarto ou a localização de sua mochila. O mais rápido que ele conseguiu com os passos falhos, ele rumou ao banheiro, lavando o rosto e a boca. Na água, um pouco de sangue.

Quando Sakura retornou ao quarto, encontrou a cama vazia e Ethan se apoiando na porta do banheiro, o rosto ainda demonstrando dor e vestígios da febre. Kate, todavia, ainda estava sentada no mesmo lugar, intrigada sobre o atual paradeiro de Amore e Poochyena. Ao ver Sakura, porém, começou a contar para a outra os planos para a noite, estendendo o convite para o ruivo desconhecido.

- Hey Lindinha. - Ethan chamava a atenção ao perceber a identidade da morena na porta, fato que demorou alguns segundos. - Por um momento achei que tinha sonhado com você... - A frase emudeceu as garotas, cada uma perdida nos possíveis significados dela. O ruivo, sem parar para analisar a expressão das garotas, mirou a região dos pontos, logo erguendo novamente o rosto para sua antiga companheira de viagem. - Lembre-me de te pagar um curso de bordado...

A última frase pegava as duas garotas de surpresa e o ruivo, novamente sem parar para ver as reações, cambaleava até a cama mais uma vez, deitando-se ao lado de Jolteon. A mão caindo sobre a testa do Pokémon que permanecia parado e quase imóvel. Já deitado, Ethan perguntava se Sakura conhecia a identidade da adolescente sentada no centro do quarto para logo depois perguntar onde seria a tal festa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Seg 19 Jan 2015, 17:29

Vinho suave e champanhe? Só isso? Que sem graça... Haunter parece ficar com pena e parecia tentar convencer a garota a aceitar o convite, ou estaria atrás da mochila dela atrás de calcinhas... Não sei, mas me mantenho pensando em tudo que vou beber até não aguentar e cair dura no chão. Novamente nem noto quando Amore sumia, mas não é como se eu a controlasse, ou Haunter, ou Hellhound, ou Spearow... Principalmente Spearow na realidade... Eles me ajudam, ajudo eles e deu.

Meus pensamentos são interrompidos quando escuto o cara se levantar, claramente dolorido. O cabeça de fósforo parecia ter um ferimento na lateral do corpo e não devia estar nos seus melhores dias. Ele me encarou e observo alguns poucos instantes.

-Cara... Você deve ta pior que os civis-zumbis do bairro Sonatha...

Comento, apoiando um dos cotovelos no meu joelho e a mãos servindo de apoio para o rosto. Ele ia para o banheiro e, finalmente, reparo que metade dos meus diabinhos bagunceiros sumiu. Amore provavelmente estava escravizando Hellhound e foi buscar mais escravos... Bom, eles estão bem. Haunter continuava querendo saber da noite de bebedeira e estendo o convite pro cabeça de fósforo, mas logo me silencio ao ouvir o chaminha falando com a outra garota, mas é difícil não ficar curiosa com o segundo comentário.

-Você costura tão mal assim? - Pergunto pra garota, mas antes dela responder, miro novamente o foguinho. - E por curiosidade... Você ficou assim depois de uma DR?

Fico apenas observando e aguardando minha resposta.

-Kate, mas alguns amigos me chamam de Kitty, embora eu ache que não tenha sobrado algum vivo ou fora da prisão... Vocês dois são...? - Respondo quando ele pergunta quem eu era. Folgado, não? Rouba a minha bebida e ainda pergunta meu nome... - No apartamento da Natasha.

Só a menção da festa me faz esquecer os problemas e sonhar acordada. Haunter do meu lado também parece sonhar acordado, mas como não sonhar? Estou ansiosa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Seg 19 Jan 2015, 17:43





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

Eu já poderia fazer um mapa só de tanto que eu andei por aquela ala. Poderia dizer até os detalhes, mas não por muito tempo, pois a esquila estaria por ali pintando o que via de rosa. Eu apenas prosseguir pelo canto, procurando o enfermeiro e a resposta que recebia não era nada animadora. Retornando para o quarto, alívio foi o meu ao ver que Ethan havia levantado, embora o gangster ainda estivesse bem ruim. Às vezes ignorava os comentários da adolescente, mas pelo menos dessa vez era melhor ouvir as brincadeiras do Ethan, que estava acordado.

Ajudei o gangster a voltar para cama, uma vez que ele precisava descansar se fosse realmente para uma missão. Eu fiquei olhando para ele e pensava o que poderia acontecer com um gangster que se recusa em obedecer às ordens de sua superiora. Mesmo diante de Ethan, esperando que ele recuperasse, ficava pensando que apenas um milagre para deixar o ruivo pronto em pouco tempo, mas diante daquelas reclamações, tirei a dúvida do nome da menina bêbada e de onde estávamos.

- Chamo-me Sakura Mille e essa aqui é a Serena. – dizia puxando a mochila para mais perto de mim, evitando que Haunter pegasse uma calcinha minha de novo. – O que seria essa festa mesmo que o gerente chamou vocês dois? – perguntava para ela e em seguida para o ruivo. – Não sou nenhuma médica, mas acho que você não está muito bem para sair por ai em missões. Logo um enfermeiro estará aqui e dará uma olhada em você e Jolteon. – dizia para Ethan.  


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Ter 20 Jan 2015, 13:12

- Ethan, prazer...

O ruivo se apresentava após Sakura, acomodando-se um pouco mais na cama. Jolteon ao seu lado somente abriu um dos olhos ao sentir o movimento, mas logo o fechou novamente. Serena observava Amore passar montada em Poochyena em frente à porta, atrás da esquila alguns outros pokémons machos com olhar apaixonado. De Geodudes e Venipedes a Lotads e Rhyhorns. Pouco depois, gangsters de ambas as facções surgiam, tentando recuperar o controle sobre seus monstrinhos antes que o gerente visse o que eles estavam aprontando.

- A missão possivelmente será tranquila Saki. Jolteon terá tempo para se recuperar já que dificilmente precisarei dele. E a festa da Natasha é só uma festa. Acho que você vai gostar.

Ethan começava, interrompendo Kate e já esclarecendo a situação para a morena que, após o despertar conturbado e a falta de sossego, misturava os dois fatores. No entanto a Stylist sabia que possivelmente não carregava garantia nenhuma... Se Ethan ainda não sabia que trabalho deveria executar, como ele poderia se manter tranquilo estando tão fraco? Os pensamentos da Mille e os sonhos da Armagedon foram interrompidos quando o gerente bateu à porta do quarto novamente.

- Kate, melhor não ficar muito bêbada. Você terá trabalho em breve também. - Ele comentava mesmo sabendo que era desnecessário. A adolescente sabia que era só provocação, pois absolutamente nada foi dito para ela. A intenção dele parecia somente estragar sua tão sonhada noite, pois trabalho em breve seria quando? - E eu vou descontar do seu salário os gastos para limpar os quartos. - Ele terminava desaparecendo das vistas antes que a adolescente pudesse protestar. Encontrar e acalmar Amore se tornava uma urgência.

- E você lindinha? Vai ir com a gente até o apartamento da Natasha? - Ethan perguntava para Sakura que, tentando fugir de Haunter, trocava a mochila de braço constantemente. Não era raro a Amanhecer mirar suas mãos e se perguntar quando teria tempo para um banho decente.

- Tirando a camisa Durval. - A voz do enfermeiro que entrava dando ordens e sem se preocupar com mais nada roubava a atenção de todos antes que Sakura pudesse responder ao convite. Para ela restavam as opções: ver um enfermeiro com poucos recursos tentar melhorar a costura que fizera no amigo na noite anterior, tomar um banho correndo o risco do enfermeiro sem noção de privacidade invadir o banheiro para pegar água limpa ou ajudar Kate a capturar sua esquila traquinas e evitar que ela seguisse pintando os quartos de cor-de-rosa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Ter 20 Jan 2015, 18:43

-Prazer.

Digo após ouvir os nomes da dupla. Miro brevemente a porta e vejo Amore montando um exército, não demorando para que os donos deles passem depois... Pois é... Amore tem uma personalidade interessante e potencialmente problemática... Mas não vou me queixar, esse hábito dela foi super útil nas missões. Bom, voltando a sonhar com bebidas e... O que o Zé veio fazer aqui?

-Em breve pode ser tempo suficiente pra encher a cara, ficar totalmente tonta, vir aqui te infortunar pra depois desmaiar e não lembrar de nada assim que acordar.

Comento com um sorriso travesso. Em breve é muito vago, então ainda posso beber, e acho que deixei isso claro. Mas logo ele me avisa que vai descontar do meu salário os gastos pra arrumar os quartos... Isso não é legal...

- Que sem graça!

Comento emburrada, uma das bochechas estufadas. Não quero ter meu dinheiro cortado. Hora de impedir Amore! Nem dou bola para o enfermeiro, mas saio do quarto e olho para onde o exército de Amore foi. A chamo e peço para ela vir até mim. Hellhound pode caminhar mais um pouco e essa pestinha rosa parece pensar o mesmo.

-Amore, hora de mandar seus escravos arrumarem os quartos que bagunçaram. - Vejo ela protestar. - Se eles não arrumarem, o Zé vai descontar as despesas do meu dinheiro. Pouco dinheiro significa menos regalias, e isso é pra mim, você e todos os outros. - Spearow gritou? Bom, ela deve ter uma audição melhor do que imaginei, principalmente quando algo ameaça seus futuros doces... Pelo menos Amore parou de protestar, mas ainda está emburrada... - Reclamações não são comigo, são com o Zé.

Okay, ela ainda está emburrada, mas ao menos concorda comigo. Depois dou um aperitivo pra ela, mas só depois que os escravos dela arrumarem tudo... Olho para o quarto do Ethan e para o enfermeiro. Pessoas sendo remendadas não é algo legal de se ver...

-Saki, acho melhor deixarmos o enfermeiro trabalhar. Spearow, isso é pra você também, sai dai  chantilly ambulante. - Vejo Spearow sair caminhando e deixando uma trilha de chantilly por onde passa. - E depois tenho que dar um banho em você... - Comento para mim mesma, olhando a situação da minha Pokémon. Nem quero imaginar como está a cozinha...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Qua 21 Jan 2015, 10:07





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

Mesmo sobre as explicações de Ethan que a missão era tranquila e possivelmente nem haveria uma batalha como a que houve em Sonatha, eu fiquei preocupada com o estado do gangster. Talvez fosse muito cedo para designarem uma missão para ele, embora não fosse médica nem nada, era clara a minha visão sobre o estado do ruivo. Na verdade, qualquer um que conheceu Ethan outrora diria que ali só tinha os trapos dele, todo ensanguentado. E por falar em sangue, reparo que a crosta vermelha em minhas mãos não foram limpas ainda, o que só agora começou a me incomodar, depois da confusão de Amore e das reclamações do gerente.

- Eu não sei não, mas não sou gangster, então não sei como funcionam as coisas aqui.

O enfermeiro finalmente chegava ao quarto e nesse momento eu pensava como era que um enfermeiro de poucos recursos cuidaria de Ethan e Jolteon, principalmente o elétrico que havia sofrido um grande golpe em sua última missão. Possivelmente o seu oponente era bem poderoso, o que poderia significar que Ethan não invencível e ele tinha ciência disso. Mesmo assim, eu sozinha não teria sobrevivido à metade do caminho que Ethan percorreu até aqui. Kate logo se manifestava emburrada pelo comentário nada positivo do gerente e assim reclamava (finalmente!) a Pachirisu, que apesar de fofa, era bem traquina. Por fim, era melhor deixar o enfermeiro trabalhar ali.

- Kitty, posso usar o seu quarto para tomar um banho? Claro que com o Haunter dentro da Pokéball, pois não quero ninguém roubando as minhas roupas íntimas.

O pedido foi feito com muito carisma, mas a segunda parte do alerta foi com um olhar torto e cheio de tédio para o ghost. Deixava a mochila de Ethan sobre a sua cama e a minha eu já puxava mais perto do corpo, pedindo para que ela não se distanciasse de mim e fosse furtada pelo tarado do Haunter. Meu estômago protestava pela falta de alimento. Desde que cheguei à cidade, a única coisa que havia comido era um copo de café bem amargo, para poder trabalhar no hospital da cidade. Serena vinha comigo, já olhando se Amore estava cumprindo o que sua mestra lhe pediu. Uma Pachirisu de personalidade tão forte não era algo que se encontrava todo os dias...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Qua 21 Jan 2015, 14:45

Apesar de não acreditar muito nas palavras de Ethan, Sakura parecia aceitar a falta de opção do ruivo, mais aceitando mesmo a falta de conhecimento sobre as opções (ou falta delas) que os gangsters possuíam. Optando por deixarem o enfermeiro trabalhar em paz, Sakura e Kate saíram do quarto, a primeira pedindo para usar o banheiro da segunda, enquanto a adolescente finalmente dizia algo para sua Pachirisu e chamava por Spearow.

A Stylist mirava o fantasma tarado que a abraçara com olhar chorão após ouvir o pedido que ele fosse recolhido para a pokébola. Haunter fazia o olhar de cachorro sem dono mais pidão que a morena já vira, claramente pedindo para que ela retirasse o pedido. Spearow deixava sua trilha de chantily por onde passava, aparentemente não dando bola para o comentário de Kate sobre um possível banho.

Ao entrarem no quarto da mais nova, as duas garotas se depararam com um Rhydon, usando avental, segurando um espanador, olhar apaixonado e seu dono pendurado em suas costas pedindo para ele parar. O pokémon de pedra, contudo, ignorava o dono, seguindo a limpeza do quarto incrivelmente rosa. Quando Amore entrou no quarto, ainda montada no Poochyena da adolescente, disse meia dúzia de palavras para o grande Rhydon e ele imediatamente começou a arrancar o papel-de-parede, deixando o quarto como era anteriormente e ainda ignorando seu dono pendurado.

Amore ainda parecia emburrada e não fazia nenhuma questão de esconder o fato. Ter de desfazer seu precioso trabalho não a agradava. Kate, por sua vez, impressionava-se com o fato de seus quatro encrenqueiros estarem no mesmo lugar, por mais que Haunter ainda estivesse agarrado na Stylist, pedindo para não ser recolhido com seu olhar, Amore ainda estivesse montada em Poochyena e Spearow estivesse se lambendo para tirar o chantily e mesmo assim ainda estivesse sujando o lençol, seu time estava reunido.

Serena, que ainda mirava Amore, reparou que a esquila frustrada agora lhe encarava com claro interesse. A Grass começou a se afastar lentamente, um passo de cada vez, porém quando Pachirisu gritou algo como "peguem" a pequena Chikorita não teve como fugir. Todos os pokémons no quarto, incluindo Rhydon, saltaram em cima dela, imobilizando-a. Sakura bem que tentou tirar sua pokémon daquele emaranhado, porém ela simplesmente não conseguia alcançar ou enxergar sua pokémon. Kate observava da cama, sem entender bem quais as intenções de Amore. Contudo, quando todos se afastaram, o plano ficou claro até demais: Serena estava cor-de-rosa.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Qua 21 Jan 2015, 22:25

Ver Haunter fazer um olhar pidão era novidade... Acho que o único momento em que ele esteve numa Pokébola, foi quando foi capturado, mas não acho que ele vá ficar muito tempo na ball...

-Sobre o banho, tranquilo. Sobre o Haunter na Pokébola, tirando o momento de captura e alguns momentos de grande necessidade, ninguém fica na Pokébola. Eles saem por conta própria. Máximo que posso fazer é tentar distrair ele tempo suficiente...

Na verdade, eu não mando nem um pouco neles. Tirando Hellhound, que confesso, é o que mais tem juízo na cabeça (mas isso não significa que ele realmente me obedeça), os outros fazem o que querem, como querem e quando querem. O único "acordo" é que um não prejudique o outro (incluindo eu aqui) e, quando necessário, eles me ajudam. Em troca eu ajudo eles também... Pelo menos acho que é isso o que rola... Spearow é a que mais me deixa confusa quando penso no assunto, já que ela se capturo... E Amore tecnicamente nem minha é... Complicado demais, não quero pensar nisso.

Bom qualquer possibilidade de reflexão mais profunda, depois do que eu vi, não teria como acontecer. Ver o Rhydon com seu mestre nas costas, de avental e espanador, fazendo serviço de decorador e faxineira, desvia um pouco a atenção... Assisto mais um pouco, enquanto ele tira o papel de parede e nem noto no que minha diabinha pretendia, até levar um susto ao ver todos os machos atacando a Chikorita e, no final, ela estar inteiramente rosa e com um laço.

-Foi rápida...

Sério, não sabia que era tão rápido pintar um Pokémon de rosa. Fico surpresa, mas logo me jogo na cama e tiro o notebook da mochila. Hora de limpar as coisas do antigo dono.

-Amore, assim que seus escravos terminarem de arrumar tudo, compro um doce pra você. Spearow, Haunter, doces pra vocês também se ajudarem ela. - Nunca vi Spearow sair voando tão rápido... Haunter continuo no quarto. - Tá bom Haunter, drinques a mais se você ajudar. - Agora sim ele saiu voando, flutuando ou sei lá. - Agora ele vai ficar ocupado por algum tempo e, muito provavelmente, vai roubar outra mochila.

Digo para Sakura, fazendo um breve V de vitória com os dedos, para depois voltar a limpar dados. Não quero guardar fotos de casamento, gravações, coisas do trabalho do antigo dono e coisas assim.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Qui 22 Jan 2015, 11:23





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

 Deixando o quarto de Ethan, com o enfermeiro pronto para começar o seu trabalho, fomos, eu e Kate, para o quarto da morena. Andava pelos corredores daquela base secreta ainda com certa desconfiança. Não importava se fosse o Kazumi Hotel de Nyender ou de Chermont, eu continuava com um mal pressentimento sobre aquele local. Andei até o quarto da morena e surpresa foi a nossa ao perceber que ela não tinha controle dos seus Pokémons, o que me deixava confusa sobre o fato de eu ter dos meus ou era só uma ilusão...

Mas a confusão continuava no quarto da morena, ao ver um Rhyhorn de avental cuidando do quarto, como um serviçal. Attract atacou de novo e assim eu olhei para os lados e entrei meio cautelosa, enquanto ouvia os protestos do treinador do rock ali. A decoração do quarto estava sendo tirada aos poucos e assim eu olhei para o grupo e logo fui para o canto do quarto, para ficar longe daqueles problemas. Serena não teve a sorte. Amore continuava chateada pela grass ter tentado impedido os servos dela de continuarem o trabalho e como castigo, todos os machos pularam na verdinha, que chorava antes mesmo do grupo cair em cima.

Entrei no meio da confusão na tentativa de salvar a minha Pokémon e parecia que estava um caos ali mesmo. Serena era jogada de um canto para o outro e ninguém conseguia vê-la. Foi ai que eu acabei desistindo e assim que toquei em uma das minhas esferas, o grupo deixou Serena em paz. Mas o que se via era uma Pokémon rosada com um lacinho de igual cor na cabeça. Eu tive que me segurar para não rir, fazendo cara de séria, mas Serena já havia percebido que estava segurando.

- Desculpe, mas.... Ficou tão fofa!

De rosa, a Pokémon começava a ficar vermelha e ai eu parei de vez. Serena se virou para Amore, enquanto Kitty dava as ordens, ou barganhava a ajuda dos Pokémons, e se não fosse eu para segurar na gramínea, Razor Leaf teria atingido a esquila, mas o golpe ficou cravado na parede do quarto. Puxei a pequena para dentro do banheiro e fechei a porta, aproveitando que o Haunter estava ocupado.

- Ok! Vamos te limpar agora. – dizia para a Pokémon, dando uma olhada na mochila que carregava apenas mais dois quimonos, já que os últimos foram destruídos e eu já usava como pano para limpar os Pokémons.

Tomei um banho relaxante ali e quente, fazendo o possível para tirar o sangue. Escondi-me de Serena, mas ela via o sangue correndo pelo ralo do banheiro e assim ela cutucava, mostrando-se que não se importava mais. Entendi que a Pokémon não gostava era do sangue que saia do corpo vivo, não o já coagulado. Fui limpando a pequena até o verde de sua folha ter aparecido por completo. Estiquei o laço, querendo colocar nela quando já estava limpa, mas a cara de Serena foi de tremenda reprovação e então guardava na minha bolsa. Já vestida e com a toalha no cabelo, sair do banheiro, junto do vapor.

- Terminei! Vamos dá uma olhada no Ethan?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Alice em Qui 22 Jan 2015, 17:07

Sakura acabara demorando mais do que o desejado no banho, primeiro para limpar Serena e deixá-la verde novamente, depois para retirar qualquer vestígio de sangue seco em si. Após se sentir limpa, vestiu seu penúltimo kimono inteiro e saiu do banheiro. O quarto de Kate já estava limpo nesse momento e Rhydon já havia ido embora com seu mestre. Amore estava deitada na cama, com a barriga para baixo, queixo apoiado nas patinhas e balançando as patinhas de trás, mirando Serena como se dissesse "você vai voltar a ser rosa logo logo....", o que fazia o rosto da grass inchar novamente.

A adolescente, por sua vez, tinha empurrado o computador pro lado e parecia estar um pouco enjoada após ter aberto um vídeo de nome estranho e ter se deparado com um trabalho de parto do pior ângulo possível. O roubo do notebook começava a parecer ter sido uma péssima ideia, pelo menos enquanto ele não fosse totalmente limpo.

Ao mirar a Armagedon e seus pokémons (principalmente o Poochyena cor-de-rosa com um laçarote em cada orelha que rosnava pra esquila), a Stylist mirou Serena, lembrando da reação à tentativa de colocar o laço nela novamente. Será mesmo que controlava seus pokémons ou era uma ilusão criada por algum espírito de parceria?

Quando a Stylist falou de ir até o quarto de Ethan ver como ele estava, Kate não fez nenhuma objeção. A morena parecia querer ficar longe de seu computador por alguns instantes, na esperança de se afastar também das imagens ainda em sua mente. Já havia sido ruim achar fotos da criança recém nascida, ainda coberta de líquido amniótico, levemente arroxeada e muito enrugada. Ver o vídeo de como isso acontecera era pior que muito filme de terror...

No quarto do ruivo, as garotas percebiam a mochila dele já arrumada em cima da mesa, ao lado de quatro pokébolas. Jolteon já não estava na cama, o que indicava que possivelmente ele estava em sua esfera. O enfermeiro já não estava ao alcance dos olhos e os lençóis da cama estavam repletos de sangue fresco. Serena e Kate já começavam a demonstrar seu desagrado pela cena.

- Hey meninas, vamos almoçar? To morto de fome. - Ethan chamava a atenção de Sakura e de Kate da porta do banheiro. O cabelo vermelho ainda molhado, a expressão ainda pálida e o sorriso claramente forçado no rosto. Os passos eram lentos e cautelosos, indicando que ele realmente ainda deveria estar na cama. - E aproveitem que serei bonzinho e irei pagar. Deve ser a falta de sangue... Mas tudo bem... - Ele encerrava falando sozinho e dando a entender que o fato de pagar não seria corriqueiro.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Kitty em Qui 22 Jan 2015, 17:55

Fico limpando as coisas do antigo dono, vendo que o recém nascido era mais um gremlin feio do que, de fato, uma criança. Infelizmente, logo descubro que o antigo dono tinha um vídeo que era pior que muito filme de terror. Estou enjoada... E nunca, nunca, nunca, NUNCA terei filhos! Vou deletar todos os vídeos desse maluco! Quem grava esse tipo de coisa?! Mal posso esperar pra limpar todos os dados e nunca mais ter surpresas desagradáveis...

Levo algum tempo para ver Hellhound rosa e com laços, o encarando depois. Nem percebo o olhar que Amore direciona a Chikorita.

-Algo me diz que ele vai querer um banho primeiro...

Respondo, mas sem mirar Sakura, ainda estava olhando meu Pokémon cor-de-rosa. Não demora muito para que ele latisse pra mim, confirmando minha suspeita. No entanto, apenas ligo o chuveiro e deixo que ele se limpe, enquanto arrumo algumas coisas e guardo o computador. Escuto Hellhound protestar e alguns barulhos, mas logo vejo ele todo molhado, olhar apaixonado, saindo e pegando uma toalha. A julgar pelo sumiço de Amore, ela assumiu o banho. Eles sabem para onde eu vou, então não me preocupo muito.

Voltando para o quarto do cabeça de fósforo, ver um monte de sangue fresco no lençol não era divertido. E Ethan estava péssimo.

-Você continua pior que os civis-zumbis... - Comento ao ver o estado dele, mas logo esqueço isso. - Almoço grátis, tô dentro. - Comento animada com a ideia e, confesso, um pouco ansiosa. Não ter que gastar era ótimo! E não sei quando, mas a Chantilly já estava no meu ombro e parecia estar satisfeita com a ideia também. Estranhamente, ela ta molhada... E a julgar pelos rosnados constantes do Hellhound do lado de fora, em conjunto com ordens de Amore, algo me diz que o banho foi mais conturbado do que imagino. - E vamos logo antes que o Zé veja a bagunça que eles fizeram no banheiro...

Imagino quanto caos eles podem fazer num banho em pouco tempo, mas quando Hellhound chegou (na cor normal pelo menos, mas ainda molhado), montado por uma Amore igualmente molhada e irritada, não quero mais saber a resposta... Mas basta a menção do almoço pela conta do foguinho, e eles se acalmam. Onde será que Haunter se meteu? Em breve aparece alguém gritando indignado, querendo sua roupa intima de volta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Sakura Mille em Sex 23 Jan 2015, 11:22





Chermont City: o encontro, novos cursos, a primeira apresentação e muitas confusões!  

O banho foi prazeroso, embora eu notasse que precisava de mais roupas, já que as minhas desventuras nas rotas estavam me deixando sem opções. O quimono branco, com alguns detalhes de estampas de flores nas pontas do tecido e com um laço alaranjado era o que tinha para hoje e não poderia reclamar. Desde pequena eu uso os quimonos para deixarem os meus pais felizes, uma vez que eles adoravam que eu fosse modelos das obras deles. Minha mãe adorava dá ideia para fazer quimonos e eu no fim aceitava... Até tinha esquecido que houve um tempo que eu os odiei, mas usava para agradá-los.

Deixando os meus pensamentos de lado e percebendo que Serena andava muito próxima de mim, eu fui saindo do quarto para junto ir ao quarto do lado. Kate era uma menina um tanto quanto diferente e embora eu achasse que ela era inofensiva, esquecia que era uma gangster, e normalmente não são inofensivos. Mas algo me dizia que eu poderia dá um pouco de crédito para ela, mesmo sob as confusões que os monstrinhos dela criaram, ela cuidou do Ethan enquanto estava desesperada procurando por ajuda.

Saímos do quarto, para o quarto do Ethan e a visão de sangue fresquinho no lençol não agradou nem a minha nem a adolescente, enquanto Serena ficava um tanto quanto enjoada, mas ainda de pé. A visão de Ethan só piorava. O gangster só ficava pior a cada momento que eu me encontrava com ele e logo ele nos convidava para o almoço. De repente, minha barriga roncou, e eu não pude disfarçar. Não havia comido nada no último dia em Chermont, na verdade, desde que sair de Jorvet, apenas tomei um café, que incrivelmente estava me sustentando até agora.

- Eu apoio!

Já dizia puxando Ethan para fora do local. De certo ponto de vista, era por conta da fome, mas eu realmente detestava ficar ali no meio de tantos gangsteres e principalmente diante de Jake e Loki, que ora brigavam, ora me intimidavam, quando tentavam intimidar um ao outro. Já saindo do quarto, percebo que Amore atacava de novo e o Poochyena estava sobre os efeitos do Pokémon. A esquila era terrível e eu mal poderia esperar para o momento que Kate pudesse recolhê-la. Mas antes mesmo que eu pudesse sair dali, um grito era ouvido. Possivelmente, Haunter atacava novamente!

- Vamos passar na estação de trem antes? Acredito que meus pais me enviaram alguma coisa, sem contar sobre o fato de alguém ter mandado um Pokémon mim. – dizia um pouco sem jeito me lembrando de John.

 

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E Aqui Estamos Mais Uma Vez...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 11 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum