Em busca de respostas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em busca de respostas

Mensagem por Yui em Qua 18 Dez 2013, 23:43

OFF: Post lixo, eu sei, mas começo de rota é sempre assim: nunca sei o que escrever muito bem x.x



Tomoyo Ritsuki andava cabisbaixa, devagar com as mãos nos bolsos da calça jeans negra pela estação de trem. A mochila com uma estampa militar estava nas costas e mesmo estando bem mais leve do que a jovem gostaria, pesava nas costas, talvez devido ao cansaço da viajem que havia lhe custado quase todo o dia. Já era quase três horas da tarde quando a garota havia chegado em Kalled City, mesmo que ela tivesse vindo de uma cidade próxima, eles haviam parado frequentemente por problemas no trem.

Saindo do local, ela dirigiu-se para o centro da cidade e foi lá que surpreendeu-se com a cidade onde havia parado: o local só tinha areia. Os prédios eram feitos de terra e areia, o sol reinava forte no céu e por causa das roupas pretas, Tomoyo sofria ainda mais. Mesmo assim tinha que continuar e chegar até seu objetivo que era encontrar os Gangsters Armagedon, para então conseguir seu Pokémon. Mas por quê Tomoyo arriscaria-se tanto para tal coisa? Por quê ela se juntaria aos criminosos de Shinki? Para ir atrás do assassino de seu pai, o qual a jovem poderia perguntar os motivos do falecimento do mesmo.

Depois de um tempo caminhando, Tomoyo chegou até um trailer onde haviam algumas cadeiras em volta. Não era o horário de "pico", hora em que todos saem do trabalho, o que significava que o local estava um pouco vazio, tendo bem poucas pessoas por ali. A jovem foi até uma mesa, puxando uma cadeira e sentando nela, chamando o dono do local que também era o garçom logo em seguida. Ao aproximar-se, Kiga - como era chamado - disse sua frase padrão, perguntando o que ela gostaria de pedir:

- Bom dia meu querido cliente. O que gostaria para o almoço? Ah, não! A comida está queimando! Oi, voltei. Desculpe o inconveniente. Aqui está o cardápio. Opa, já volto. Não vá embora não, está quase pronto seu prato senhor... Perdi mais um. Que dia triste. Mas você irá sair daqui satisfeito, eu prometo. Então, vai pedir o que? Lhe recomendo o número 1, a especialidade da casa. O pedido 9 é meio forte, somente para os corajosos. Então, vai querer o quê?

- Vou querer o pedido 9, por favor - Respondeu Tomoyo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Ayzen em Sab 21 Dez 2013, 21:32

Off: Estarei assumindo a sua rota (de novo!) Terá que me suportar por mais um tempo ^^
Off²: Seu poste está legal ^^
Tomoyo Ritsuki chegava em Kalled City, cidade mais deserta de Shinki. Deserta no sentido geográfico, já que a cidade era localizada no meio de um mar de areia que circulava toda a região. O local era completamente acabado em areia e era quase que tudo o que tinha ali. Pelo visto, o local havia sido invadida por uma tempestade de areia recentemente, o que deixava a locomoção daquele momento mais difícil.

A morena seguia com passos fortes pelo campo, seguindo em direção de seu objetivo. A moça de dezenove anos seguia pelas ruas quase que desertas da cidade, na qual tinha total convicção de onde iria: Restaurante Kiga. No coração da jovem, reinava uma dúvida cruel, que estava ligada ao seu pai. Morto, a jovem queria investigar mais sobre isso e por isso ela decidiu seguir o caminho do Crime, acreditando que lhe daria maior liberdade para poder encontrar mais informações.

A jovem seguia pelo sol escaldante das 15 horas, deixando claro o seu desconforto para com o mesmo. A menina pálida sentia os efeitos daquele Sol assim que pisava na cidade, e mais do que isso, sentia a sua pele envermelhar. A jovem teria que tomar cuidado, se não, poderia acabar desidratada ali.

O restaurante Kiga não tardou de ser encontrado e lá estava ele, aberto o trailer no meio de muitas pesas e cadeiras espalhadas sobre o beco. Não havia ninguém ali, claro, como a jovem supôs, ali não era o horário de pico do restaurante. Lá dentro era possível ouvir algumas panelas caindo no chão, alguns barulhos bem estranhos. Do lado de fora, um Poochyena era despertado de seu sono, olhando para a menina que chegava. Poochyena parecia bem desinteressado com a menina que se aproximava, na verdade, parecia não gostar que a jovem chegasse mais perto.

Sentando-se na mesa, o jovem dono do restaurante aparecia. Era um jovem loiro, de cabelos rebeldes. Alto, forte e portava consigo um óculos para ver sobre tempestades de areia. O jovem seguia até a mesa e assim mostrava o que tinha, sendo respondido logo em seguida pela jovem.




- Tem certeza, lindinha? Bem, se é o que quer, tudo bem... Que tal, depois de expediente, nos encontrarmos por ai? Acho que seria promissor para você sair com o cara mais lindo dessa cidade em ruína: eu.

Dizia o jovem se afastando com o sorriso. Poochyena balançava a cabeça negativamente e assim o Pokémon voltava em seu aconchego, para dormir. O atendente, dono e, possivelmente, cozinheiro não demorou e assim voltava com uma tigela de algum líquido ralo e de aparência duvidosa.

- Aqui está, lindinha. Qualquer coisa, Gale, Gale Abernath, ao seu dispor.

Bem-humorado, o jovem se distanciava e ficava no trailer, que tinha aparência de bar, no qual o jovem loiro passava um pano nas coisas. Não demorava muito e a menina começava a sua refeição, ao passo que dois cadetes, com panos enrolados na cabeça, estilo beduínos, se aproximavam do local.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Alice em Qua 25 Dez 2013, 13:49

Repentinamente você escuta um estranho som que lhe obriga a olhar para cima por alguns segundos, em busca da fonte, sem no entanto encontrar nada. Em seguida você olha para o chão confuso e se depara com um pequeno embrulho aos seus pés.

Confuso e receoso você recolhe o estranho embrulho e lê o bilhete, deparando-se com algo ainda mais estranho.
Feliz Natal! Ho ho ho!

Cada vez mais confuso e desconfiado, você abre o estranho e se depara com um Sun Stone... É... parece que Papai Noel existe mesmo...



Ho ho ho! Feliz Natal!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Yui em Qui 16 Jan 2014, 15:10

Off: Qualquer erro desculpe, estou postando pelo celular :P


O dono do lugar rapidamente trazia o prato que Tomoyo havia pedido, falando mais alguma coisa que a jovem na prestou atenção já que a mesma havia escutado um barulho e sem resultado na procura da origem do barulho, a aspirante a Armagedon voltou-se ao seu prato para começar a comer. Um tempo depois, quando o prato já estava vazio e Tomoyo estava indo pegar o dinheiro na mochila para pagar pelo prato, a jovem encontrou perto a seus pés um pacote vermelho endereçada a ela. Estranhando aquilo, Tomoyo pegou a caixa do chão e a abriu, encontrando dentro uma pedra no formato de um sol. Como a jovem não possuía qualquer conhecimento sobre o tal item, ela guardou-o na mochila, deixando o pacote no local em que havia encontrado-o.

Olhando ao redor na procura do dono do lugar, Tomoyo avistou dois homens que estavam sentados conversando ali no restaurante. Talvez fossem Cadetes ou simplesmente pessoas descansando em seu horário de almoço, mas ela não podia arriscar. Ela sabia que ali era o local de recrutamento dos Armagedons, mas se aqueles dois homens fossem policiais e vissem ela conversando sobre os Gangsters com o dono do restaurante, ela certamente seria presa. Tomoyo, mesmo com toda aquela situação, permaneceu calma e colocou em pratica um plano de emergência que havia pensado na viajem. A jovem chamou o dono do restaurante e logo depois perguntou:

- Você não teria um guardanapo, não é? Estou um pouco gripada, sabe como é. - Rindo em seguida, Tomoyo sorria enquanto falava.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Alice em Sab 18 Jan 2014, 20:11

off: estou assumindo sua rota. Desculpe a demora e espero que se divirta ^^


Após acabar com sua refeição, Tomoyo mirou desconfiada os outros dois homens que estavam no restaurante. A garota não sabia dizer se eram cadetes ou não, entretanto seu instinto lhe dizia para tomar cuidado. Não era inteligente falar sobre gangsters na presença de qualquer um... Quando Gale parou na mesa e depositou três pratos, a morena viu um dos homens liberar um Persian. O felino ocupou uma cadeira e logo se distraiu com o terceiro prato. Era cadetes...

A jovem logo solicitava um guardanapo, tentando colocar um plano em ação. Os cadetes não poderiam condená-la por algo escrito se eles não vissem. Entretanto a ação de Gale lhe impressionou.

- Uma flor para uma flor.

O possível recrutador, em um romantismo barato, lhe entrega uma rosa feita de papel higiênico. O sorriso do homem era confiante e Tomoyo só pode suspirar sem acreditar no homem. Seria ele mesmo o recrutador Armagedon?

- Hey, Gale! Não pegue toda santa garota que aparece na cidade hein. Lembra dos amigos de vez em quando. - Gritava um dos cadetes na outra mesa rindo alto. O garçom e cozinheiro logo brigava com o homem, pedindo para que ele não acabasse com sua imagem na frente de uma bela garota.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Alice em Qui 20 Fev 2014, 11:34

8 dias desde o pedido de reabertura.

Rota bloqueada por inatividade.
Em caso de retorno poste em pedidos solicitando a reabertura.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de respostas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum