Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Qui 19 Dez 2013, 20:14

off: legal, pq será que eu já sabia que ia cair uma gangue na minha cabeça? XD
off²: depois da rota 2 eu até gostei desse "descanso" das batalhas ^^
off³: bem que podia ter um pikachu, né? XD

Com o corpo tenso esperando que um cadete aparecesse a qualquer momento, perguntei a Anthony se ele conhecia um caminho mais rápido até a floresta, mas tudo o que ele falava eram algumas frases sem nexo enquanto olhava para o nada e ficava abraçando a mochila do Castiel. Estava claro que ainda demoraria um pouco até ele voltar ao seu normal, se é que um dia voltaria, então continuei andando.

A caminhada seguiu num ritmo mais lento, onde cada som, cada movimento estranho chamava a minha atenção, então seguimos cautelosos as orientações das poucas placas que encontrávamos naquelas ruas desertas. Quando o caminho indicava seguir por uma uma rua um pouco mais movimentada eu logo procurava um caminho alternativo e assim seguíamos em silêncio pelos becos e ruas de Grung.

Enquanto andávamos senti minha mochila parar de tremer tanto e agora ela apenas se movimentava em alguns intervalos de tempo, como se a Zigzgoon estivesse chorando e soluçando, mas tentando esconder isso de nos. Queria poder consolar ela de algum jeito, mas como ela queria esconder isso e como estava tão ruim quanto ela, então resolvi deixá-la em minha mochila para chorar e sofrer em paz. Um luxo que eu nunca usufrui....

Olhando um pouco mais a frente procurando uma placa que indicasse se estávamos ou não no caminho certo, observei o exato momento em que uma pedrinha que Anthony chutou atingir um Abra que estava passando pela mesma rua em que estávamos. "Azar o seu." Pensei amargurada com esses pokemon amarelos irritantes que abitavam aquela cidade. Mas infelizmente aquele pokemon chato tinha alguns amigos que não gostaram nada de termos "atacado" o Abra e logo estávamos encarando um pequeno grupo de pokemon enfurecidos.

- Fala sério. - Murmurei sem muito animo enquanto Erick saia das costas de Naomi e pulava ao meu lado. Ele parecia tão animado com aquela batalha quanto eu, mas mesmo assim se preparou para receber meu comandos. - Vem aqui um segundo. - Murmurei chamando Erick para mais perto enquanto mexia em um bolso externo de minha mochila e pegava um pequeno disco cinza.

Erick ficou confuso com minha ação, mas depois de analisar um pouco o objeto e encostá-lo na cabeça de meu pokemon, ele ficou ainda mais confuso, então decidi explicar o novo ataque para ele conseguir usá-lo ainda naquela luta. - Erick isso é uma TM. Um item que qualquer um pode usar para ensinar um ataque novo para um pokemon, agora escute. Eu te ensinei um ataque conhecido como Iron tail e para usá-lo você só precisa concentrar essa nova energia que você recebeu na ponta de sua cauda e assim que ela brilhar como se fosse feita de metal, então você pula e a usa para atacar seu oponente, entendeu? - Perguntei enquanto ouvia Anthony sair de seu estado de choque e ficar animado com os Pidgeys, falando que estava mesmo precisando de um daqueles em sua equipe. Ainda um pouco impressionado com o que aquele objeto estranho fazia, Erick afirmou que tinha entendido e logo ficou animado para usar aquele ataque novo.

- Que bom, agora você tem quatro desses para escolher. - Comentei enquanto colocava minha mochila nas costas e tentava me concentrar naquela batalha. - Erick comece usando Tackle no meio do grupo para dispersá-los um pouco, então salte e use o Iron tail no Pidgey que estiver mais próximo. Quando algum deles vier te atacar tente pular ou correr para o lado para desviar. - Falei sem muito sucesso em me focar na batalha, pois nem tinha terminado de falar com Erick e já estava olhando para todos lados para verificar se tinha algum cadete por perto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Sex 20 Dez 2013, 17:52

off: exilada u.u a batalha não pode ser simples XD
off²: estamos desde jorvet sem luta XD só com perseguição e morte XD já morreram 2 nessa aventura o.o um cadete e o Ay...
off³: ta ligada que os cadetes vão te culpar pela morte do Ay, não é? XD
off£: esqueceu que vc está com time fechado? u.u tem que pegar os pokés que estão na mochila do Ay, a zigzagoon e a Naomi u.u mais o torchic que depois vai ter que mandar de volta pra ele, mais o egg XD
off¢: caos nas duas rotas agora )o)
off¬: desculpa o post podre? ç.ç


Lúcia era rápida ao ensinar mais um golpe para Erick, a fim de tentar garantir alguma vantagem na luta que se iniciava. A gangue pokémon, porém, logo avançava. Os seis pokémons pareciam furiosos com o grupo e tudo por causa de uma pedrinha. Snivy logo avançava para dissipar o grupo, o que por um momento pareceu funcionar. Cinco dos adversários voaram e abra desapareceu com seu teleport. Aproveitando a deixa, Erick saltou e sua cauda começou a brilhar como prata. O pokémon mirou com o canto dos olhos e sentiu satisfação pelo golpe recém aprendido.

Lúcia observava seu pokémon parar no ar e mirar uma das Pidgey fêmeas com o Iron Tail ativado. Por um instante o golpe demonstrava potencial e, caso acertasse, a fêmea mais fraca da gangue cairia com somente um ataque. Infelizmente uma batalha contra uma gangue pokémon dificilmente seria vencida por um pokémon sozinho. Os dois Pidgeys machos surgiam voando, um de cada lado de Snivy, e ambos lançavam seu ataque Gust. A soma dos dois furações foi muito forte para a serpente pokémon que, sem ter como bloquear os ventos fortes, foi lançada longe, caindo aos pés de Lúcia. O dano era gigantesco.

- Sai da frente que eu quero um Pidgey.

Anthony, que parecia ter esquecido por completo a morte de Castiel, empurrava a mochila do Seguidor para os braços de Lúcia e, em seguida, sacava duas pokébolas. Aparentemente o moreno queria muito um dos pássaros. Ambas as esferas foram lançadas no ar e logo os raios vermelhos atingiam o chão, materializando um Cubchoo e um Piplup.

- Kirei Kōtei, Lord Bear, está na hora de pegarmos um pássaro para nós e eu quero aquele ali!

O jovem apontava para um dos machos que havia usado Gust em Snivy. O motivo da escolha? Aquele macho apresentava uma marca de nascença em forma de coroa nas costas, marca que Anthony só pode ver quando o pássaro atacou o pokémon grama. Sem demoras o novo Exilado sacava um pente e escovava o cabelo para trás enquanto exibia um sorriso branco.

- Usem o belo furacão de neve.

Piplup estufou o peito e ergueu a cabeça. Acima de seu bico um redemoinho se formou e logo o redemoinho corria em direção aos adversários. Pouco antes do redemoinho atingir algum adversário, Cubchoo usou o Powder Snow, gelando a água a temperaturas baixíssimas. Entretanto os pokémons adversários eram mais rápidos e o que não podia fugir pelos céus, usou o teleport mais uma vez. Abra no entanto foi surpreendido pelo Bubble de Piplup ao ressurgir e Ledyba, ao tentar usar o Tackle contra o urso, foi atingido pelo Powder Snow. Porém, distraído que estavam os dois pokémons, cada um atacando um membro da gangue, os Pidgeys machos usaram o Gust mais uma vez, envolvendo os dois oponentes e lançando-os para o alto. No ar, ambos os pokéons foram atingidos pelo Tackle das duas fêmeas, sendo arremessados no chão perto de Erick.

Hora da Batalha
Condições da batalha:


Snivy/Erick
Lv.13
Trait:Overgrow
70%, Status: Normal

Cubchoo/Lord Bear
Lv. 10
Trait: Snow Cloak
85%, Status: Normal

Piplup/Kirei Kōtei
Lv. 11
Trait: Torrent
80%, Status: Normal
Vs.

Pidgey
Lv. 2
Trait: Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 14
Trait:Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 4
Trait: Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 14
Trait: Keen Eye
100%, Status: Normal

Ledyba
Lv. 12
Trait: Early Bird
85%, Status: Normal

Abra
Lv. 10
Trait: Synchronize
90%, Status: Normal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Ter 24 Dez 2013, 00:41

off: infelizmente >.<
off²: mortes são comuns pra Lucia XD
off³: já esperava por isso XD
off¤: nem me fale =.=
off€: dorgas ;-;
off¼: desculpo, o meu ta pior ainda XD

- Pode ficar com os quatro se quiser. -comentei preocupada vendo Erick ser atingido por dois gusts lançados pelos pidgeys mais fortes do grupo. Assim que vi os pokemon de Anthony fiquei até um pouco impressionada, pois sempre que pensava em que pokemon ele poderia ter pego como inicial, eu sempre pensava em Cyndaquils, Totodiles ou até mesmo um Oshawoot, nunca imaginaria que ele tinha um Piplup, mas enquanto observava aquele pokemon aquático eu logo percebi que fazia muito sentido.

Tentando me focar nos pontos positivos da batalha e fazer nossos pokemon trabalharem em equipe para combater aquele grupo resolvi fazer algo que não me agradava muito... - Anthony esse ataque é incrível! - Comentei esperando que isso o fizesse usar aquela combinação de água e gelo novamente e assim que ele terminou de se gabar de como tudo que ele fazia era tão belo quanto ele, resolvi tentar chamar alguma ajuda, pois Erick não conseguiria vencer aquela disputa sozinha.

- Naomi, Zigzagoon você podem nos ajudar? Precisamos acabar com essa batalha antes que ela chame a atenção dos cadetes. - alei tentando deixar o mais claro possível minha preocupação com o tempo que estávamos naquele lugar. - Erick você esta bem? - Perguntei enquanto ajudava meu pokemon a se levantar, mas assim que ele saltou para voltar ao lado dos pokemon de Anthony eu sabia que ele estava bem. Talvez com seu orgulho mais ferido do que seu corpo, mas no geral parecia estar bem.

- Erick fique observando os movimentos do Abra e assim que tiver uma boa mira use seu Vine Whip para pegá-lo e o jogar contra algum dos Pidgeys. Depois fique atento para se defender e qualquer um deles usando seu Iron Tail. - Comandei meio decepcionada com minha falta de ideias, mas considerando o fato que eu só estava prestando atenção em partes de batalha e ficava a maior parte o tempo olhando em volta em busca de cadetes, acho que não fui tão mal.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Qua 25 Dez 2013, 13:52

Repentinamente você escuta um estranho som que lhe obriga a olhar para cima por alguns segundos, em busca da fonte, sem no entanto encontrar nada. Em seguida você olha para o chão confuso e se depara com um pequeno embrulho aos seus pés.

Confuso e receoso você recolhe o estranho embrulho e lê o bilhete, deparando-se com algo ainda mais estranho.
Feliz Natal! Ho ho ho!

Cada vez mais confuso e desconfiado, você abre o estranho e se depara com um BlackGlasses... É... parece que Papai Noel existe mesmo...



Ho ho ho! Feliz Natal!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Sex 27 Dez 2013, 16:16

off: até q n demorei tanto assim nesse XD nem estourou os 3 dias XD


Lúcia se via forçada a fazer algo que não se imagina fazer: elogiar Anthony. Entretanto, situações desesperadas exigem medidas desesperadas. Reunindo toda sua coragem, a Exilada glorificou o ataque dos pokémons do narciso, na esperança de que ele repetisse a combinação e, assim, os pokémons começassem a agir em grupo.

Enquanto o ex-gladiador se glorificava ainda mais, alegando que tudo o que faz é belo, a jovem Percival ouviu um estranho som de sinos. Enquanto olhava para cima em desespero, esperando ver um Persian com um sininho pendurado, um pacote vermelho surgiu aos seus pés. Antes de perceber o objeto, a morena coordenou os golpes para Erick, que avançou rápido. Ao lado do pokémon Grass, todos avançaram contra a gangue pokémon que também começava a correr e voar para o conflito. Naomi e Zigzagoon, a primeira após suspirar olhando para o horizonte uma vez mais e a segunda após passar a pata sobre o focinho molhado, também entraram na briga, compreendendo os motivos da morena.

Receosa, Lúcia pegou a caixa, sem nunca parar de olhar em volta ou para a batalha. Enquanto puxava o laço vermelho com todo cuidado, a Exilada congelou com o som de uma música inimaginável, assim como todos os pokémons.

     


O celular de Anthony tocava...

O narciso cantarolava junto e rebolava um pouco, observando a tela e tentando identificar o número. Como não o reconheceu, optou por ignorar a chamada e ficar ouvindo a música enquanto batalhava. Lúcia olhava sem acreditar em seus ouvidos e sem terminar de desembrulhar o presente em suas mãos. Quando a ligação caiu, foi a vez da morena receber uma chamada. Diferente do narciso, a mulher atendeu rápido o número, para que o sinal não chamasse a atenção de ninguém.

- Boa tarde. - Disse uma voz masculina, grossa e austera - Estou ligando em nome do Ministro do Ouro, Zuzu, para convidar a senhorita Lúcia Percival para o torneio em comemoração aos 50 anos da Grande Guerra e do Sacrifício de Arceus. A senhorita aceita o convite?

Enquanto ouvia a chamada, a mulher via seus pokémons se enfrentando em um relance de movimentos. Erick observou Abra se esquivar com Teleport de um Tackle de Zigzagoon. Enquanto estava distraído, o pokémon grama quase foi atingido pelo duplo gust, porém Naomi surgiu e o protegeu com o Protect. Aproveitando a distração de uma das aves, Snivy pegou abra quando esse ressurgiu de mais um teleport e o lançou contra o macho a sua esquerda. Já Naomi aproveitou para usar um Quick Attack no Pidgey à direita. Zigzagoon aproveitou a confusão criada pelos outros dois e lançou um Toxic em Abra, entretanto uma das Pidgey lançou-se com um Tackle contra a pokémon normal, desviando seu golpe em direção ao redemoinho criado por Piplup. Pode-se considerar isso um golpe de sorte, já que Erick lançou  o Iron Tail em uma das aves, lançando-a no redemoinho que, seguindo seu fluxo normal, atingiu Ledyba, este por sua vez errava um ataque contra Naomi. O Toxic de Zigzagoon acabou fazendo efeito em dois pokémons sem querer. Cubchoo ficou parado no meio do caos, olhando todos correrem. O pequeno e distraído urso só atacou quando Abra Pidgey caíram a sua frente, assustando-o.

Hora da Batalha
Condições da batalha: Rua paralela à principal. Último nível da cidade. Acima diversas passarelas e janelas de apartamentos residenciais. Bem no meio de uma quadra e ambas as ruas possuem saída para a avenida principal. Pouca iluminação devido aos prédios altos.


Snivy/Erick
Lv.13
Trait:Overgrow
70%, Status: Normal

Cubchoo/Lord Bear
Lv. 10
Trait: Snow Cloak
85%, Status: Normal

Piplup/Kirei Kōtei
Lv. 11
Trait: Torrent
80%, Status: Normal

Absol/Naomi
Lv. 16
Trait: Super Luck
100%, Status: Normal

Zigzagoon
Lv. 4
Trait: Pickup
90%, Status: Normal
Vs.

Pidgey
Lv. 2
Trait: Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 14
Trait:Tangled Feet
65%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 4
Trait: Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 14
Trait: Keen Eye
65%, Status: Badly Poison

Ledyba
Lv. 12
Trait: Early Bird
80%, Status: Badly Poison

Abra
Lv. 10
Trait: Synchronize
60%, Status: Normal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Sab 28 Dez 2013, 17:00

off: verdade XD

Enquanto Anthony ficava se elogiando e se gabando de como tudo que ele fazia era belo e perfeito, um som diferente e sutil chamou minha atenção. Era o som de sinos, algo que eu não ouvia desde o dia em que fiz meu teste para me tornar uma gladiadora e assim como naquele dia, não consegui encontrar de onde vinha o som. Assim que desisti de olhar para cima e em volta em busca da origem do som, encontrei um pequeno embrulho vermelho aos meus pés e com um pouco de receio do que poderia ter naquele presente, eu logo o pego e começo a desembrulhar.

Porém quando terminei de tirar o laço e estava prestes a rasgar o papel, um som muito estranho me fez parar no meio do ato e olhar para o bolso de Anthony, que parecia ser a origem daquela musica. Era só o celular dele que estava tocando, mas para a minha surpresa em vez de atender, ele simplesmente resolveu ignorar a ligação e aproveitar a musica para dançar um pouco.

Aquela cena não poderia ficar mais estranha ou constrangedora, então enquanto Anthony pagava o maior mico que eu já vi na vida, resolvi terminar de abrir o pacote sem levantar o olhar para ver o Anthony dançar, o que foi mais difícil do que eu imaginava, pois toda a vez que ele fazia um movimento diferente ao som da musica eu acabava olhando e rindo um pouco, antes de voltar a me concentrar naquele presente. No mesmo momento em que o celular parou de tocar eu finalmente terminei de abrir o pacote e encontrei um item bem interessante que até hoje só tinha visto em livros que falavam de pokemon noturnos.

Se eu não me engano, acho que o item é conhecido como BlackGlasses, mas não tinha tempo para lembrar exatamente o que ele fazia, então o coloquei na minha cabeça como se fosse um simples óculos escuro e estava prestes a voltar minha atenção para a luta, quando a musica suave que eu reconhecia como o toque do meu próprio celular.

     

Eu adorava aquela musica e por mais que tivesse vontade de deixá-la tocar até o fim ela chamava muita atenção, coisa que eu não precisava agora, então logo tirei meu celular do bolso e atendi sem nem ao menos me preocupar em olhar o número que estava chamando. Assim que ouvi uma voz que não conhecia, fiquei totalmente parada enquanto prestava atenção na ligação. Era um convite muito estranho, mas como já estava tendo boatos de que algo assim aconteceria em breve, não tive muitas duvidas se aquilo era sério ou apenas algum tipo de armadilha dos cadetes.

- Claro, estou dentro. - Falei um pouco empolgada, mas ainda assim um pouco preocupada de me expor tanto participando de algo como aquele torneio. Enquanto sentia Naomi e Erick loucos para saber o que eu tinha aceitado e quem era naquela ligação misteriosa, guardei meu celular no bolso e dei uma ultima olhada sobre o ombro antes de voltar a assistir a batalha.

Estava uma verdadeira bagunça onde se você piscasse, já perderia metade da batalha, mas consegui ver a interação entre Erick e as pokemon de Castiel (ainda não conseguia assimilar que agora elas eram minhas pokemon), então mesmo sem ver tudo o que tinha acontecido, achei que estávamos começando a ter um pouco de vantagem naquela bagunça.

- Obrigada as duas por me ajudarem, agora vamos acabar com isso antes que mais alguma coisa aconteça. - Falei fazendo uma pequena pausa antes de começar a dar minhas instruções. Como eu estava acostumada a só ter o Erick na minha equipe era um pouco diferente ter que comandar três pokemon, principalmente por ter acabado de conhecer aquelas duas, mas tirando esse fato da minha cabeça, consegui me manter calma enquanto falava. - Naomi e Zigzagoon, usem seu Double Team para espalhar o máximo de clones que conseguirem pelo campo. Façam eles correm por ai para confundir todos e então, Naomi você ataca o abra com seu melhor ataque noturno e Zigzagoon lança esse Ledyba para longe com seu Tackle. Erick fique atento para pegar um dos Pidgeys com seu Vine Whip, mas sem segurar as asas dele. Tente pegar uma carona e assim que tiver uma boa mira use seu Iron tail no Pidgey que você quiser. - Conclui sentindo uma  leve tontura só de imaginar como aquilo ficaria ainda mais confuso com os clones de Naomi e Zigzagoon correndo por todos os lados.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Dom 29 Dez 2013, 16:29

off: batalha confusa essa @.@


A batalha era caótica. Anthony dançando era engraçado demais para não chamar atenção e começar a rir. O presente ainda era um mistério já que a jovem não se lembrava de sua utilidade. Usando o item como um óculos escuros, Lúcia tentava forçar sua atenção para a batalha e agradecia Naomi e Zigzagoon pela ajuda.

O tempo era curto. Swellows voavam alto e em algum momento perceberiam a batalha caótica que era travada no último andar da cidade. Lúcia comandava todos os pokémons, o que era uma experiência nova para a Exilada acostumada somente a Erick.

A Exilada estava certa ao prever que seria ainda mais difícil a batalha com os clones de Naomi e Zigzagoon em campo. Cada uma liberou 3 clones, totalizando 17 pokémons em batalha aparentemente. Era pokémon demais... Com Anthony ainda ocupado com sua música, Piplup e Cubchoo ficaram desorientados. Todavia a dupla parecia acostumada com isso e se defendeu muito bem.

Um dos clones de Naomi avançou contra Abra que, por precaução usou Teleport. Esse clone foi surpreendido pelo Ledyba usando seu Tackle e desapareceu. Aproveitando a distração de Abra, Absol o atingiu com seu Pursuit, causando grande estrago no pokémon psíquico. Abra estava em uma situação crítica. Preocupados com o amigo, os dois pidgeys machos voaram para ficar entre Naomi e Abra, atacando a Absol verdadeira com o duplo gust e lançando-a longe com os fortes ventos. Erick desviava do caos e, com seu Vine Whip pegava carona em uma das Pidgeys, desequilibrando-a. Logo depois o pokémon grass usava seu Iron Tail em um dos pidgeys que ainda não havia sido atacado, nocauteando o mais fraco do grupo com um único ataque. Piplup tentou usar o Whirlpool em Ledyba, porém a joaninha desviou muito bem do golpe. Na evasiva, entretanto, acabou na mira do Powder Snow de Cubchoo. Ainda determinados a proteger o Abra e enfurecidos pela queda da Pidgey mais nova da gangue, os Pidgeys machos mais fortes usaram seu gust mais uma vez, dessa vez mirando em Zigzagoon, a componente mais jovem do grupo oposto. Um dos gust destruiu dois clones, já o outro atingiu a verdadeira, levando a pobre pokémon a uma situação tão critica quanto a de abra. Um dos pidgeys e ledyba vacilavam em seu voo por alguns instantes, obviamente sentindo os efeitos do envenenamento.


Hora da Batalha
Condições da batalha: Rua paralela à principal. Último nível da cidade. Acima diversas passarelas e janelas de apartamentos residenciais. Bem no meio de uma quadra e ambas as ruas possuem saída para a avenida principal. Pouca iluminação devido aos prédios altos.


Snivy/Erick
Lv.13
Trait:Overgrow
70%, Status: Normal

Cubchoo/Lord Bear
Lv. 10
Trait: Snow Cloak
85%, Status: Normal

Piplup/Kirei Kōtei
Lv. 11
Trait: Torrent
80%, Status: Normal

Absol/Naomi
Lv. 16
Trait: Super Luck
80%, Status: +1 Evasiva; 3 em campo contando a original

Zigzagoon
Lv. 4
Trait: Pickup
20%, Status:  +1 Evasiva; 2 em campo contando a original
Vs.

Pidgey
Lv. 2
Trait: Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 14
Trait:Tangled Feet
65%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 4
Trait: Tangled Feet
100%, Status: Normal

Pidgey
Lv. 14
Trait: Keen Eye
55%, Status: Badly Poison

Ledyba
Lv. 12
Trait: Early Bird
55%, Status: Badly Poison

Abra
Lv. 10
Trait: Synchronize
35%, Status: Normal

Relatório de Exp:
Snivy: 3 de Exp
Cubchoo: 0
Piplup: 0
Absol: 0
Zigzagoon: 0
As experiências serão entregues ao final da batalha.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Dom 29 Dez 2013, 23:32

off: ta quase tão confusa como a da minha double XD



Sentindo como se um exército de Swellows estivessem vasculhando as ruas procurando só um pequeno sinal de onde nós estávamos comecei a ficar muito ansiosa para sair daquela rua. Na ligação o homem disse que mandaria alguém nos buscar para o troneio, mas como eu nem ao menos sabia se podia confiar nele ou não e também sem saber como ele iria nos encontrar, não podia contar com ele para me livrar daquela encrenca. Como sempre, se eu quisesse sair de lá viva, teria que pensar em algo.

Não me ajudando em nada a me acalmar, a batalha recomeçou, mais confusa e chamativa do que nunca com todos aqueles clones correndo por ai. No meio de tantos pokemon correndo e atacando naquela estreita rua encharcada por uma chuva que parecia nunca ter fim, só consegui ver algumas partes da batalha.

Primeiro, Anthony não fez absolutamente nada além de continuar dançando como um Mime Jr. alegre, então seus pokemon tiveram que se virarem sozinhos naquele momento. Quase dei um soco no Anthony por causa disso, mas como seus pokemon não ficaram surpresos com isso, imaginei que aquilo deveria ser muito comum, então apenas decidi ignorar o "Chimchar dançarino" que estava do meu lado para me concentrar em coisas mais importantes.

Para a minha sorte, tanto os clones como os ataques de Erick deram muito certo, resultando no nocaute da Pidgey mais fraca e deixando aquele abra chato (a partir do momento em que um Abra roubou a pokeball de Erick, nunca mais iria conseguir deixar de odiar todos os Abras que encontrasse). Mas para o meu azar, nenhum dos Pidgeys pareceu aceitar termos atingido justo o membro mais fraco do seu grupo, então decidiram se vingar atacando a nossa pokemon mais jovem. A pequena Zigzagoon.

Mesmo usando um de seus clones para se proteger, a pokemon normal acabou sendo atingida por um Gust direito e caiu no chão muito machucada, o que quase me fez sair correndo para tirá-la da disputa, mas ao lembrar da auto-estima baixa da Zigzagoon, tive uma ideia muito melhor. Aproveitando que ela não estava muito distante de mim, peguei uma TM amarela da minha mochila e a ensinei da mesma forma que havia ensinado Erick antes. Com uma explicação rápida sobre como aquele ataque funcionava, dei um salto para sair do meio da batalha, me preparei para dar mais instruções ao meus pokemon.

- Zigzagoon comece usando Protect para se proteger do ataque dos Pidgeys e assim que tiver uma chance acabe com eles com seu novo ataque: Thunderbolt! Naomi tente proteger a Zigzagoon usando seu Scratch em qualquer um que a ataque e depois tente usar seus clones para confundir o Abra de novo e acertá-lo com seu Pursuit. Erick você foi ótimo, mas agora conseguimos irritar esses pokemon pra valer então fique atento! Comece ficando onde esta e só use seu Iron Tail quando algum deles vier te atacar, depois fique parado na frente dessas latas de lixo e fique parado na frente delas até algum deles vier te atacar, então use seu Vine whip para desviar no ultimo instante. - Falei quase perdendo o fôlego de tanto que falei entre explicar o novo ataque e dar ordens para tantos pokemon. Seria bom se essa fosse a primeira e ultima batalha em que eu tinha que pensar em tantos pokemon ao mesmo tempo, pois se não eu acabaria ficando mais tonta que um Spinda confuso.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Seg 30 Dez 2013, 04:20

off: desculpa a falta de conteúdo no post ç.ç ficou só na batalha ç.ç mas logo vc estará livre de mim ^^ no próximo eles caem XD


Abra usava seu teleport para colocar Ledyba na frente de Zigzagoon repentinamente e sumir novamente, porém o tackle da pokémon inseta colidiu contra a barreira protetora a pokémon normal, falhando. Aproveitando a brecha, Naomi avançou com seu Scratch, atingindo a inseta antes que ela pudesse escapar. Um dos Pidgeys machos usou gust na Absol, forçando-a a fechar os olhos para tentar evita ser carregada pelo vento. Porém, enquanto a verdadeira era atacada, os clones correram contra Abra, o deixando confuso. Quando o pokémon psíquico desviou de um dos clones, parou na mira do Pursuit da Absol qu, graças ao Whirlpool de Piplup naquele Pidgey, estava livre para atacá-lo. Quase levando-o ao nocaute.

Erick aguardava pacientemente alguém se aproximar de si e, satisfeito, viu o macho que não era atacado por Piplup avançar contra si. Como orientado, esperou até o último minuto e usou o Iron Tail para contra atacar. O conflito dos dois ataques feriu mais a ave do que a serpente. A última fêmea dos pidgeys tentou atacar Zigzagoon, após a confusão se afastar um pouco da jovem pokémon, todavia foi surpreendida pelo novo golpe da pokémon, sendo também quase levada a nocaute.

Piplup usava seu redemoinho mais uma vez, agora em Ledyba que se aproximava demais. Entretanto, estando de costas, ele e cubchoo foram alvos dos tackles dos pidgeys. O pequeno urso tentava se proteger das bicadas com seus braço e Piplup batia as asas, tentando afastar os pássaros. Até que Anthony deixou sua música de lado e ordenou um ataque: Avalanche. Lucia olhou surpresa quando os braços do ursinho se ergueram e anéis de luzes surgiram acima de sua cabeça. Antes que os pássaros pudessem fugir, a avalanche atingiu dois deles, ferindo-os letalmente. Erick, saltava a tempo de ver o golpe de gelo soterrar duas aves. Seu vine whip lhe permitiu saltar o terceiro pidgey, que vinha tentar lhe atacar mas acabava colidindo nas latas de lixo. Cansado, o Pidgey em meio ao lixo e o Ledyba pareciam sentir a dor do veneno ainda em seus corpos. 

A união dos pokémons de Lúcia e Anthony parecia superior à gangue, que começava a reclamar internamente. Pidgey piava furioso para Ledyba que voavam apontando para Abra. Este por sua vez gesticulava com os braços. A derrota eminente aflorava a discórdia interna. Já Lúcia se alegrava com a clara vitória e começava a se tranquilizar na esperança de que a batalha acabaria logo e nenhum Swellow os veria. 


Hora da Batalha
Condições da batalha: Rua paralela à principal. Último nível da cidade. Acima diversas passarelas e janelas de apartamentos residenciais. Bem no meio de uma quadra e ambas as ruas possuem saída para a avenida principal. Pouca iluminação devido aos prédios altos.


Snivy/Erick
Lv.13
Trait:Overgrow
60%, Status: Normal

Cubchoo/Lord Bear
Lv. 10
Trait: Snow Cloak
75%, Status: Normal

Piplup/Kirei Kōtei
Lv. 11
Trait: Torrent
70%, Status: Normal

Absol/Naomi
Lv. 16
Trait: Super Luck
68%, Status: +1 Evasiva; 3 em campo contando a original

Zigzagoon
Lv. 4
Trait: Pickup
20%, Status:  +1 Evasiva; 2 em campo contando a original
Vs.

Pidgey
Lv. 2
Trait: Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 14
Trait:Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 4
Trait: Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 14
Trait: Keen Eye
35%, Status: Badly Poison

Ledyba
Lv. 12
Trait: Early Bird
25%, Status: Badly Poison

Abra
Lv. 10
Trait: Synchronize
10%, Status: Normal

Relatório de Exp:
Snivy: 338 de Exp 
Cubchoo: 335 
Piplup: 335
Absol: 335
Zigzagoon: 335
As experiências serão entregues ao final da batalha.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Ter 31 Dez 2013, 02:52

off: sem problemas, essa batalha ta muito complicada de narrar x.x



Felizmente consegui controlar muito bem a vontade de socar Anthony em uma lata de lixo, então consegui prestar muito mais atenção na batalha, porem isso não tornou as coisas menos confusas de se entender. Tentando virar o rumo daquela batalha, Abra e Ledyba se uniram para ao menos tentar derrotar a pequena Zigzagoon, mas não contavam com o poderoso campo de força da pokemon de tipo normal, que foi mais do suficiente para bloquear o ataque do pokemon inseto.

Aproveitando que o Ledyba estava meio atordoado por ter atingido um Protect diretamente, Naomi não teve problemas em atingi-lo com um poderoso Scrtach, que não só causou um bom dano no inseto, mas também o mandou para longe. Porem, infelizmente a união daqueles pokemon ainda era forte o bastante para nos atrapalhar e logo um dos Pidgeys conseguiu prender a pokemon noturna no meio do seu Gust.

Enquanto isso os clones de Naomi fizeram seu trabalho, assustando o Abra no exato momento em que Piplup lançava seu ataque ataque, parando o Pidgey e liberando Naomi no exato momento para que ela atingisse o pokemon psíquico com seu poderoso Pursuit.

Em uma parte mais afastada da luta, Erick apenas observava o que acontecia enquanto esperava sua vez de agira e assim que o outro Pidgey surgiu para atacá-lo, um pequeno sorriso no rosto ele esperou até o ultimo instante para revidar o Tackle do Pidgey com seu Iron Tail, o que funcionou muito bem, mesmo que Snivy tenha se machucado um pouco, aquela era uma boa defesa que poderíamos aperfeiçoar algum dia.

Depois de Piplup lançar mais um Whirlpool no Ledyba eu acabei perdendo quase tudo o que aconteceu na batalha, até que finalmente Anthony se lembrou da batalha e deu um comando que me eixou impressionada. Do meio de toda aquela confusão, Cubchoo levantou seus pequenos bracinhos e lançou uma grande avalanche de neve em quase todo o campo de batalha. Aquele era um golpe que sempre tive curiosidade de ver como era lançado pelo pokemon e fiquei tão impressionada com o estrago que ele causou que quase não vi Erick desviar do Tackle do Pidgey, fazendo-o atingir um monte de latas de lixo.

No fim de toda aquela confusão, a união dos pokemon selvagens parecia ter sido completamente destruída. Ao contrário de nossos pokemon, que estavam se entendendo muito bem naquela batalha, o que restou do grande e poderoso grupo que estava nos atacando, agora estavam brigando entre si, provavelmente culpando uns aos outros por estarem perdendo daquela maneira. Ver isso bastou para perceber que aquela batalha não iria e nem deveria durar muito mais tempo, então comecei a pensar em uma estratégia para acabar logo com aquilo.

- Zigzagoon use Tackle para assustar o Ledyba e depois use Protect para se proteger e qualquer contra ataque. Naomi fique de olho no Abra para atingi-lo com seu Pursuit assim que ele fugir do ataque da Zigzagoon e então use seu Scratch no Abra. Erick fique e olho no Pidgey e tente atingi-lo com mais um Iron tail, mas também fique atento e se precisar, use seu Vine Whip para ajudar e proteger nossos aliados. - Falei parando um pouco para observar todos os pokemon em campo de batalha antes de voltar a olhar em volta em busca de algum sinal de que os cadetes estavam próximos ou que tinham descoberto nossa localização.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Ter 31 Dez 2013, 05:20

off: fim da batalha )o) desculpa a podridão do post x.x


Controlando o instinto de bater em Anthony, Lúcia via Cubchoo usar um belíssimo e poderoso golpe que causa grande estrago no time adversário. Enquanto a gangue pokémon discutia internamente, os pokémons dos exilados pareciam lutar cada vez mais unidos. 

Após ouvir os comandos da morena, Zigzagoon correu contra os adversários com seu tackle, dispersando-os. Abra se teleportou para longe e pidgey voou preparando seu gust. Já ledyba tentou revidar com outro tackle, porém foi surpreendido novamente pelo protect da pokémon normal.

Abra voltava surgir de seu teleport, porém logo desaparecia pouco antes de Naomi atingi-lo com o Pursuit. Entretanto, quando voltou a aparecer, Abra não conseguiu escapar do redemoinho gelado de piplup e cubchoo que, novamente, uniam seus ataques. A desvantagem agora eram 5 contra 2.

Pidgey lançava um ataque contra Absol novamente, liberando seu gust. Enquanto a pokémon negra estava presa pelos fortes ventos, Erick aproveitou para atingi-lo nas costas com o Iron Tail. Com Abra nocauteado, Naomi decidiu utilizar o Scratch ordenado no pássaro. Menos um oponente. 

Ledyba olhava para o grupo, assustado. Eram cinco oponentes fortes contra ele. Sentindo o veneno em seu corpo, o pokémon joaninha percebeu que não poderia socorrer o resto do grupo e fugiu da batalha. O duelo era vencido graças à ajuda de Naomi e Zigzagoon.

Comemorando feliz, Anthony lançou sua pokébola sobre um dos pidgeys, o que possuía a marca de coroa nas costas. Lúcia via a esfera vermelha se balançar insistente e logo ceder à captura. O novo exilado tinha um novo pokémon e, naquela alegria, o homem parecia esquecer os problemas que os rodeavam, já que gritava para que todos ouvissem sobre seu grande feito.


Hora da Batalha
Condições da batalha: Rua paralela à principal. Último nível da cidade. Acima diversas passarelas e janelas de apartamentos residenciais. Bem no meio de uma quadra e ambas as ruas possuem saída para a avenida principal. Pouca iluminação devido aos prédios altos.


Snivy/Erick
Lv.13
Trait:Overgrow
60%, Status: Normal

Cubchoo/Lord Bear
Lv. 10
Trait: Snow Cloak
75%, Status: Normal

Piplup/Kirei Kōtei
Lv. 11
Trait: Torrent
70%, Status: Normal

Absol/Naomi
Lv. 16
Trait: Super Luck
53%, Status: +1 Evasiva; 3 em campo contando a original

Zigzagoon
Lv. 4
Trait: Pickup
20%, Status:  +1 Evasiva; 2 em campo contando a original
Vs.

Pidgey
Lv. 2
Trait: Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 14
Trait:Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 4
Trait: Tangled Feet
Status: Nocauteado

Pidgey
Lv. 14
Trait: Keen Eye
Status: Nocauteado / Capturado por Anthony

Ledyba
Lv. 12
Trait: Early Bird
25%, Status: Badly Poison / Fugiu da batalha

Abra
Lv. 10
Trait: Synchronize
Status: Nocauteado

Relatório de Exp:
Snivy: 525 de Exp (irá upar 1 nível e não aprenderá novos ataques)
Cubchoo: 522 de Exp (não irá aumentar de nível)
Piplup: 522 de Exp (não irá aumentar de nível)
Absol: 522 de Exp (não irá upar)
Zigzagoon: 522 de Exp (irá upar 3 níveis e irá aprender Tail Whip)
As experiências serão entregues no próximo post.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Ter 31 Dez 2013, 16:43

off: sem problemas, primeiro vamos fazer esse evento e depois voltamos a nossos posts-fics \o/



A luta terminou de uma forma muito parecida de como começou, uma grande bagunça com vários pokemon se atacando ao mesmo tempo, mas ao contrário de antes, agora era o nosso lado que estava em maior número e logo restou apenas Ledyba em condições de batalhar. Percebendo isso, Ledyba entrou em pânico, olhando para todos os seus amigos nocauteados, o pokemon isento se mostrou o mais covarde de todos e logo saiu voando para longe.

Com a luta terminada, Erick e Zigzagoonse aproximavam de mim, mas antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, a pokemon normal logo entrou na mochila de Castiel e quando vi um brilho vermelho sair da mochila, percebi que ela tinha voltado para a sua pokeball. Aproveitando aquilo como um desculpa, comecei a passar tudo da mochila do seguidor para a minha e foi nisso que uma das minha pokeballs caiu bem em cima do pokemon psíquico, que infelizmente, ou felizmente tinha caído perto de mim.

Observando de perto a pequena esfera bicolor sacudir de um lado para o outro acabei encontrando uma ultima coisa na mochila de Castiel e mesmo sentindo Naomi me encarar de forma ameaçadora, tirei o ultimo item da mochila e fiquei surpresa ao perceber que era uma carta.

Kalled City, 20 de Dezembro do ano de 49

Meu caro benevolente comparsa Castiel,
M.D. Seguidor de Arceus e amigo fiel,

Muito me alegro pela sua vida e pelo seu sonho se tornar uma realidade. Diante de todos que vivem de Shinki, a tua vida é uma das poucas que me interessam, mas não é por isso que estou longe. Diante dos fatos presentes, tu bens sabe de minhas escolhas. Procura ajudar as pessoas de um jeito divergente do qual tu, meu amigo, desempenha. Que por sinal, desempenhas muito bem este papel.

Tenho convicção que a religião é mais do que um instrumento de salvação para uma vida melhor. É uma arma que pode ser utilizada como faca que definhará o sistema vigente em nosso mundo, mas que cujas ideologias não são compatíveis para comigo. Tenho uma dívida de honra com tu, mas nada posso fazer hoje a não ser ensaiar uma humilde oração, que mesmo não compartilhando da mesma fé que ti, creio que tens mais fé que nós dois juntos. Por isso, aceite esse ensejo:

“Pai nosso que estais no céu, Santo é o teu nome, oh, Arceus. A minha vida nada é para ti, mas a do meu amigo és. Vigie-o. Cubra-o. Se sua vontade for digna, assim seja. Sei que não sou um filho bem visto por ti. Não creio que a tua ação salvaria alguém dessa caverna de platão, mas creio que o tu não queres que o teu povo sofra. Por isso, peço-lhe para proteger e guiar os passos daquele que supostamente tu usas-te para me dá uma nova chance.
Amém”

Eu sei que você, meu amigo, faria melhor. Mas pode contar comigo. Estou aqui para o que possa vim a acontecer e sempre estarei pronto para ti, mas só para ti. Ainda mantenho de pé aquela oferta de viagem em dupla, ok? Seríamos memoráveis por essa terra. O Gangster e o seguidor. O anjo e o demônio. Talvez o equilibro se alcance por isso somente. O bom e o mau juntos poderiam trazer paz em todas as áreas de Shinki. Por hora, pretendo me tornar mais forte. Mais tarde, tomarei a capital em um plano mirabolante. Não preciso lhe lembrar de queimar esta carta, não é?
De seu amigo,

Alexandro Swan.

Aquela carta era no minimo difícil e tediosa de se ler, mas mesmo assim a li em voz alta para que Naomi e Erick também ficassem cientes do seu conteúdo. Ler aquilo só me fazia sentir ainda mais a morte do seguidor, mas também ascendeu uma luz de inspiração e um pouco de esperança na minha mente. Enquanto esvaziava a mochila de Castiel fique muito preocupada em ter que cuidar de mais um ovo e ainda mais três pokemon, contando Naomi, Zigzagoon e um que estava em uma pokeball vermelha.

Agora eu poderia mandar pelo menso alguns deles para alguém com mais recursos e menos chances de ser morto por um cadete simplesmente por estar andando por uma rua movimentada. Sem precisar perguntar para saber que Zigzagoon e Naomi não aceitariam ir com ele, chamei Anthony para irmos a estação de trem para que eu pudesse enviar alguns itens.

Só de pensar em voltar fez o novo exilado tremer inteiro, mas logo consegui fazê-lo se acalmar o bastante para que ele parasse de tremer e chorar. Então sem pensar duas vezes dei uma ultima verificada na pokeball que tinha caído em Abra para ver se a captura tinha sido um sucesso ou não e logo iria mandar o ovo, a pokeball vermelha e o Lucky egg para esse tal de Alexandro cuidar. Antes de mandar o pokémon misterioso, o soltei e verifiquei que era um Torchic. Em memória a Castiel e sem saber das condições desse tal de Alexandro, ensinei os golpes Aerial ace, Flamethrower, Toxic e Double team pra o pequeno pokémon, assim pelo menos ele teria alguma chance de defesa melhor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Érica em Qua 01 Jan 2014, 05:02

Lucia, após leitura da carta e captura do Abra, se dirigia para a estação de trem e deixava lá o Egg, a pokébola e um item, pagando e vendo o trem partir com os itens em direção a cidade que se localizava no deserto. A mulher saía da estação, levando consigo as outras duas Pokémon e os outros itens consigo, quando escuta o som de hélices e olha para o alto. Um homem trajado de preto se apresentava como mensageiro de Zuzu, pedindo para a exilada subir no helicóptero, para que pudessem ir para Twister. Lúcia assim fez, sendo seguida por Anthony, que agradecia finalmente um transporte digno para ele, enquanto dava um beijo na pokébola onde se encontrava Pidgey, dizendo que o mesmo lhe daria sorte.




Rota trancada para o evento dos 50 anos de Shinki.
Até o dia 10 ela será destrancada.
A staff agradece a compreensão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Dom 12 Jan 2014, 18:00

Um helicóptero descia sobre o prédio mais alto da cidade vertical. Lucia retornava para aquele ambiente hostil e amigável ao mesmo tempo. Após o evento, a Exilada sentia-se revigorada. Os dias de descanso lhe fizeram muito bem. Anthony descia logo atrás. Nas mãos um pote com algumas guloseimas furtadas da festa da noite anterior. Aparentemente o apagão não lhe afetara em nada... Diferente do resultado de ter visto sua imagem de relance na tv, em um dos momentos que as câmeras filmaram a plateia em uma das lutas de Lúcia.


Rota reaberta.
Parabéns pelas batalhas no evento.
A staff agradece a compreensão.
Próximo a postar: Player

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Seg 13 Jan 2014, 13:23

off:
Personalidade do Torchic:

Torchic: Fora das batalhas é uma das pokemon mais adoráveis e meigas que já se viu, adorando andar ao lado de Lucia, ou em seu colo observando tudo ao redor. Tem uma verdadeira paixão por flores e sempre que pode, mantêm uma enfeitando sua cabeça e sempre tenta enfeitar todos os que gosta com uma flor. Gosta de sentir o cheiro das flores, mas não gosta de perfumes que imitem o cheiro dessas.
Quando vê um campo florido, ou qualquer lugar cheio de flores, Torchic fica extremamente animada e logo pula no meio das flores (sempre tomando cuidado para não amassa-las). Quando vê alguém destruindo ou estragando alguma flor ela fica furiosa, primeiro exigindo que a pessoa pare gritando bem ao lado da orelha de quem fez isso, se não funcionar ela começa a atacar com bicadas, passando para ataques mais fortes até que a pessoa e/ou pokemon entendam o recado de respeitar e admirar as flores. Mesmo adorando todas as flores, a que ela mais ama e admira é a margarida.
Antes de dormir Torchic gosta de observar as estrelas, sempre tentando ver desenhos (de preferência flores) nas estrelas.

Em batalhas, mesmo evitando danificar flores com seus ataques, Torchic é muito competente e concentrada, sempre tentando acabar logo com a disputa para poder voltar a procurar/admirar flores. Quando enfrenta algum pokemon que tenha algum tipo de flor consigo, ela o ataca de uma forma que não atinja a flor. Torchic obedece apenas Lucia, Erick e Naomi, raramente dando ouvidos a outros que não sejam estes e quando nenhum dos três esta presente, ela se nomeia a líder do grupo, sempre os guiando para encontrar novamente qualquer um dos três ou um monte de flores.


Com todos os pokemon guardados em suas pokeballs (inclusive Naomi que só consegui guardar na esfera enquanto a pokemon dormia) fiquei observando o helicóptero se afastar pensando naquele estranho terremoto que abalara toda shinki na noite passada. Será que tinha sido apenas um evento natural ou teria sido causado por algum pokemon? Eu não sabia, mas tinha a assustadora impressão que todos nós descobriríamos isso em breve.

Olhando para o lado tentando não acrescentar o terremoto na minha já cheia lista de preocupações, vi Anthony com um monte de comidas roubadas da festa e logo resolvi tentar pegar alguma coisa antes que ele devorasse tudo. - Me da um pouquinho? - Perguntei já estendendo minha mão recentemente desenfaixava para a comida que ele carregava, mas antes que eu pudesse chegar perto o bastante para encostar em qualquer coisa, Anthony deu uns dez passos para trás dizendo que se eu quisesse eu deveria ter pego na festa.

- É sério isso? - Perguntei sem acreditar em como ele podia ser tão guloso e como recebi apenas o som dele continuando a comer apenas comentei que todos aqueles doces encheriam a cara ele de espinhas antes de me virar para entrar mais uma vez na estação de trem. Tinha conhecido alguém no torneio (na verdade tinha conhecido um tempo antes através de um bate-papo no celular, mas só tinha visto ela realmente no torneio) que precisava e iria cuidar muito mais daquele abra chato do que eu.

Felizmente encontrei o balcão de entregas bem mais rápido que as ultimas vezes, então parei há alguns passos e liberei o abra. Flutuando a minha frente, o pokemon psíquico ficou confuso quando tirei cinco TMs (Toxic, Double team,Taunt, Flash e Iron tail) de minha mochila, mas assim que comecei a ensinar os ataques ele entendeu e ficou bem animado.

- Muito bem, agora quero que preste bem atenção Abra. Eu conheci uma pessoa muito especial que precisa muito de um pokemon como você. Ela é uma amiga minha e é um pouco fechada, mas acho que vocês vão se dar bem, então estou enviando você para ela para que um cuide do outro, entendeu? - Perguntei terminando e guardar as TMs em minha mochila de novo e olhei para o pokemon psíquico bem a tempo e vê-lo terminar de pensar no que eu havia dito e concordar alegremente com a idéia.

Com uma rápida despedida e um desejo de boa sorte para o pokemon psíquico logo o recolho para a sua pokeball e caminho até o balconista. - Quero mandar esse pokemon para Fleur Delacour, em Nyender. O pagamento será feito por ela no momento da entrega. - Falei deixando a esfera bicolor com ele e assim que terminei de assinar os papéis, me preparando para sair de lá ele pediu que eu esperasse apenas um momento. Um pouco confusa e temerosa, fiquei aguardando apenas para descobrir que tinha uma entrega para mim, uma pokeball vermelha idêntica há que carregava o Torchic que eu enviei para Alexandro. Será que ele tinha mandado de volta?

- Obrigada. - Falei sem tentar esconder a confusão em minha voz enquanto pegava a esfera vermelha e há guardava em meu bolso para verificar depois. Anthony ainda estava comendo quando saímos do metrô e após uma rápida olhada nas placas das ruas e de calcular aproximadamente onde estávamos, comecei a caminhar em uma rua pouco movimentada que esperava que nos levasse até a Seimei forest, onde esperava ter um pouco de tranqüilidade para pensar no que fazer depois.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Ter 14 Jan 2014, 00:42

Após o torneio e o estranho terremoto, Lúcia e Anthony estavam novamente na cidade vertical. Os pensamentos da Exilada se desviavam do terremoto e do torneio ao ver seu parceiro (com sorte temporário) comendo alguns doces furtados da festa. Ao pedir alguns, a resposta egoísta do outro a surpreendeu. Anthony parecia uma criança que se recusava a dividir seus doces.

Respirando fundo, a morena voltou a estação de trem. Após conhecer Fleur pelo chat do celular e ter um maior contato com a garota no torneio, Lucia acreditava que a gladiadora cuidaria e precisava mais de Abra do que ela. Sendo assim, a morena ensinava diversos ataques para o pokémon psiquico e, após informar a atendente de que Fleur pagaria pelo transporte, o enviava para a mulher rosada. Antes de se retirar, no entanto, Lucia era chamada de volta, o que a deixava nervosa por um momento. A morena pode respirar com mais calma ao perceber que era uma pokébola vermelha que recebia. Intrigada pegou a esfera e um outro envelope, se retirando da estação.

Novamente nas ruas da cidade, o caos do terremoto que misteriosamente não derrubara nenhum prédio e nem ao menos quebrou um único vidro parecia chamar mais a atenção do que a garota. Isso era bom. Possivelmente os cadetes não a notariam, apesar do caos que causara há poucos dias naquele lugar. Anthony, de boca cheia e ainda comendo doces, perguntou o que havia no pacote e na pokébola. Também curiosa, Lucia caminhou até um beco que imaginou ser seguro e olhou o conteúdo do pacote. A visão quase a fez desmaiar: 4861Pk$. Muito dinheiro e ela não sabia de onde vinha...

Vendo que a mulher olhava o conteúdo do pacote em choque, Anthony limpou a mão em um guardanapo de linho e pegou a pokébola vermelha, liberando o pokémon misterioso. Era um Torchic. Isso fazia a garota acreditar mais ainda que o amigo de Castiel, o Alexandro, o havia enviado de volta. Entretanto, ao solicitar um dos comandos que havia ensinado ao outro pokémon, constatou que eram Torchics diferentes. Esse não sabia nenhuma das TMs ensinadas ao outro. O fato aumentava ainda mais sua curiosidade. Quem teria lhe enviado esse pokémon e essa quantia de dinheiro?


dinheiro referente a forca e ficha já atualizada ;D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Moon_fire em Qua 15 Jan 2014, 10:31

Após mandar aquele pokemon, que provavelmente nunca conseguiria treinar direito por causa de certa raiva que havia adquiro recentemente contra todos os abras, já estava de saída quando a atendente me chamou para entregar uma pokeball vermelha e um envelope mais pesado e gordo que qualquer carta que já tinha pego nos correios no caminho que sempre fazia da biblioteca para minha casa.

Ainda com a esfera vermelha e o estranho envelope em minhas mãos sai de forma bem natural da estação, tentando não chamar atenção enquanto me aproximava de Anthony, que por incrível que pudesse parecer, ainda não tinha terminado de comer todos os doces. Conforme eu me aproximava ele abraçou os doces, como se tentasse escondê-los e enfiou uma quantidade um tanto exagerada na boca. Guloso.

- Vê se não engasga. – Falei passando por ele deixando claro que tínhamos que ir. Não querendo ficar para trás e ainda enchendo a boca de doces a cada passo que dava, Anthony voltou a andar ao meu lado e não demorou muito para que ele notasse o que eu carregava.

- Em breve descobriremos. – Comentei tentando não parecer muito curiosa com o que carregava para não chamar atenção de algum curioso (além do Snorlax em forma de gente que me acompanhava), mas na verdade eu estava quase explodindo de curiosidade para descobrir o que tinha naquelas coisas e em quem tinha me mandado.

Não muito longe da saída da estação de trens logo encontramos um beco vazio, onde esperava que ninguém viesse nos incomodar e dando uma ultima olhada para trás para me certificar de que não estávamos sendo seguidos, me sentei em um canto colocando a pokeball e o envelope a minha frente. Deixando o pokemon para depois por medo do que poderia sair daquela pequena esfera vermelha, peguei o envelope e assim que abri acabei batendo minha cabeça na parede em que estava apoiada com o susto que levei.

Em vez de uma carta ou até mesmo alguma conta sobre a viatura que tinha destruído em Nyender, dentro daquele envelope continha uma quantidade tão grande de dinheiro que agora me surpreendia que o envelope não estivesse mais pesado. Aquilo era muito dinheiro, quase Pk$5000! Quem tinha mandado aquilo?! Como sabia onde eu esta? Por que tinha mandado? O que ele poderia querer? Eram essas as perguntas que passavam em minha mente enquanto observava as notas dentro do envelope.

Antes que eu pudesse analisar o envelope, atrás de algum bilhete ou até mesmo do nome do remetente, Anthony cansou de me ver observar o envelope e logo pegou a pokeball vermelha, liberando o pokemon antes mesmo de perguntar se tinha algum problema fazer isso. Aparentemente confirmando minhas suspeitas de dentro da esfera vermelha saiu um pequeno e familiar Torchic. Como não tinha interesses no pokemon de fogo, Anthony logo me devolveu a pokeball e voltou aos seus doces, mas enquanto pegava a esfera em minhas mãos percebi que aquele Torchic parecia um pouco diferente, então decidi tirar a dúvida do único jeito que me passou pela cabeça.

- Oi Torchic, que tal me mostrar o seu Double team? – Perguntei esperando que o pokemon criasse vários clones seus, confirmando que era o mesmo Torchic que eu havia enviado, mas em vez disso ele ficou apenas me observando com um olhar confuso em seu rosto. Tentei a mesma coisa com Toxic, Aerial ace e todos os outros golpes que eu havia ensinado, mas tudo o que eu consegui foi deixar o Torchic sem saber o que fazer e logo ele pulou usando Scratch na parede antes de pular em meu colo. Como se quisesse mostrar que o ataque que ele conhecia era aquele.

Agora olhando mais de perto percebi que as penas na cabeça do Torchic eram bem menores do que as penas do pokemon que eu havia enviado, o que queria dizer que além desse Torchic não ser aquele que eu havia enviado para o Alexandro, também queria dizer que essa pokemon que estava no meu colo era uma fêmea.

Ainda sem entender o que estava acontecendo ali, mas como medo de ser presa superando em muito minha curiosidade, retornei Torchic para sua pokeball prometendo ensinar aqueles ataques que havia mencionado em uma outra hora, guardei a esfera e o envelope em minha mochila.

- Você por acaso sabe o caminho até Seimei forest, ou ao menos até a bibliteca dessa cidade? – Perguntei querendo sair logo daquela cidade, mas se Anthony não soubesse o caminho até a floresta ao menos queria ir a um lugar onde vendessem mapas bons para encontrar logo aquela floresta.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Alice em Sab 18 Jan 2014, 01:16

Ainda curiosa com o gordo envelope e com a pokébola vermelha, Lucia saia da estação de trem e se deparava com Anthony ainda agarrado aos seus doces. O novo exilado apertava o pacote e enfiava várias guloseimas na boca ao mesmo tempo.

Os dois exilados curiosos seguiam caminho até encontrar um beco deserto que pudesse lhes dar alguma privacidade. Satisfeitos com o abrigo improvisado, Lucia olhou primeiro o envelope. O choque foi tanto ao se deparar com o dinheiro que a ex-gladiadora bateu a cabeça na parede ao se erguer rápido demais. Antes que a garota pudesse se acostumar ou descobrir a origem do dinheiro, Anthony liberou o Pokémon misterioso e, decepcionado com o monstrinho, lançou a pokébola para Lucia.

Intrigada para saber se aquele Torchic era o mesmo que havia enviado para Alexandro, a Exilada pediu para o Pokémon lhe mostrar os golpes que havia ensinado. Após perceber que o Torchic na verdade era uma fêmea e não conhecia nenhuma das TMs, Lucia deduziu que era outro Pokémon.

Recolhendo a Pokémon, Lucia perguntou se Anthony sabia o caminho para a floresta ou para a biblioteca. O exilado respondeu que não tinha nem ideia. Entretanto, antes que Lucia saísse andando sem rumo de novo, o exilado disse que tinha como descobrir o melhor caminho.

Um raio vermelho preencheu o beco e Pidgey, capturado naquela cidade, surgiu. Entendo o plano de Anthony, Lucia sorriu e pediu para o pássaro ser seu guia. Em poucos minutos e após cruzar ruelas quase invisíveis, a dupla e o Pokémon deixavam os prédios para traz e desapareciam na floresta.

Todos os pokémons de Lucia e de Anthony estão com Status Normal e HP 100%


Rota bloqueada
boa jornada =)
e desculpa o encerramento fraco x.x

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resgate da Fé em Gung City: o sacrifício imediato!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum