Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Dom 24 Mar 2013, 19:59

off: aviso que saí de Nyender a no meio da noite ;)

Saí daquela cidade o mais rápido que meu cansaço permitia. Mesmo estando fora dos limites da cidade eu continuei correndo, meio ofegante, mas continuei correndo. Estava sendo caçada praticamente por todos os cadetes e a essa hora, já deviam ter espalhado vários cartazes com a minha foto e deveria ter uma recompensa por minha cabeça, o que fazia com que tivesse que me preocupar com todos com que eu encontrasse. Pois qualquer um poderia querer me entregar para ganhar um pouco de "dinheiro fácil".

Em um certo momento simplesmente não conseguia mais correr e simplesmente cai sentada no chão, onde fiquei tentando recuperar o fôlego e observava os arredores para ver se encontrava algum lugar para dormir um pouco. "Uma caverna, uma árvore com galhos fortes ou mesmo um buraco em um tronco. Só quero dormir um pouco" Pensei enquanto olhava em volta procurando um bom lugar para dormir. Depois de tudo o que vi e passei naquele dia só tinha um objetivo em mente, fugir de Nyender e fortalecer meus pokemon para que algum dia eu pudesse vingar a morte de Ângela derrotando Angélica e acabando com toda essa tirania. Mas naquele momento só conseguia pensar em encontrar um bom lugar para descansar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Qua 27 Mar 2013, 22:34

OFF: Oi Moon o/ Serei sua nova Narradora, sei que iremos nos divertir ;)

Lucia Percival... A mais nova Exilada de Shinki. Uma jovem encrenqueira que esteve envolvendo-se em muita confusão na capital do continente: seu Pokémon havia atacado um policial, a garota quase foi preza, mas conseguiu fugir, encontrando-se com uma Cadete um tanto familiar, depois disto, só confusão. O resultado: Ângela, uma amiga da jovem, a policial que Lucia havia encontrado, acabou morta. E sabe por quem? A própria Angélica Tompson... Pois é, pois é... Após todos aqueles acontecimentos, Lucia Percival finalmente conseguiu sair de Nyender, mas saiu de lá como uma fugitiva, uma procurada, a qual tinha sua cabeça valendo dinheiro.

Mas ao chegar à famosa Rota 1, a garota estava cansada demais, mal conseguia andar, mas ela andou, andou e andou. Lucia só pensava em encontrar um lugar para deitar e dormir, poderia ser até uma árvore oca poderia servir como uma cama improvisada. Mas após caminhar durante algumas horas naquela imensa escuridão, iluminada somente pela luz da lua, Lucia acabou tropeçando e caindo no chão. Ele fechou os olhos por dois segundos e adormeceu. Seu sono profundo durou algumas longas e deliciosas horas de descanso, mas algo a cutucou, fazendo a jovem despertar.

Ela olhou para os lados e não identificou o que havia tocado nela. Novamente ela olhou para os lados. Nada novamente... Somente árvores, árvores e mais árvores. A jovem levantou-se e olhou para cima. O céu estava azul e sem nuvem alguma, um lindo dia, podia-se dizer. Lucia esfregou os olhos, espantando o sono. O que a jovem faria...? Pergunta difícil essa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Qui 28 Mar 2013, 13:01

off: oi \o/ espero que você se divirta também só uma dica, matar personagens alheios não é divertido e.e'

Por mais que eu procurasse não encontrei nenhum lugar em que pudesse dormir, mas simplesmente não me importava mais, só queria dormir. Então assim que tropecei e cai no chão, percebi que seria ali mesmo que passaria a noite e um segundo depois já estava dormindo.

Para a minha sorte tive uma noite tranquila, apenas sonhos em que corria na rota 1 e encontrava Berrys por todos os lados, todas maduras e bonitas prontas para colher e comer. Porém, quando fui pegar uma e dar uma mordida fui acordada por alguma coisa. Apesar de sentir vontade de me virar e voltar a dormir, percebi que o sol já tinha nascido, então a melhor coisa que eu podia fazer era seguir viagem.

Me sentei um pouco e me estiquei, tentando mandar a preguiça embora ao mesmo tempo que tentava lembrar o motivo de ter acordado. "Não foi por causa do sonho, então acho que foi algo que me acordou, talvez o sol? Ou um pokemon?" Pensei enquanto olhava em volta em para verificar se tinha alguém por perto. Foi nesse momento que me lembrei de algo que me fez paralisar de medo.

Eu tinha dormido tão profundamente que poderiam ter mexido na minha bolsa ou levado a pokeball de Snivy sem que eu tivesse notado. Essa ideia me assustava tanto que acabei indo mexer na minha bolsa, só para me lembrar que a pokeball dele ficava no meu bolso, então mexi em todos os meus bolsos apenas para garantir que a pequena esfera que continha meu adorado pokemon ainda estava lá, sem nem mais me preocupar com o que tinha me feito acordar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Qui 28 Mar 2013, 19:03

OFF: Tenho grandes planos para você, querida Moon Twisted Evil
OFF²: xDDDD


Parece que Lucia havia tido diversos sonhos naquela noite, mas ao acordar, a jovem começou a revirar sua bolça, procurando a PokeBall de Snivy. Após alguns minutos revirando e mexendo, tirando objetos de dentro, Lucia finalmente encontrou a esfera de seu Pokémon, soltando um suspiro de alívio em seguida. Mas com o alívio e a calma, logo se vem o despero e o medo. Logo atrás da jovem, uma moita mexeu-se e remexeu-se, havia algo ali. Até que um jovem de longos cabelos esverdeados, pele claro e lindos olhos azuis, usando uma simples roupa de viajem e com uma bolça no ombro, saiu da moita, assustando Lucia.

Spoiler:

O jovem olhou para os lados e, ao avistar a garota, caminhou em sua direção. Ao chegar perto dela, ele sorriu e Lucia levantou-se, ele imediatamente começou a falar:

- Olá, senhorita. Está um lindo dia, não acha? Você poderia me dizer se este é o caminho para Nyender City?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Sex 29 Mar 2013, 15:17

off: medo ç.ç

Por um breve momento entrei em desespero. Não estava encontrado a pokeball de Snivy em lugar nenhum. Não estava no bolso da frente da minha mochila, não estava no bolso principal, também não estava nos bolsos laterais e nem no bolsinho escondido do interior da minha mochila. Estava quase em pânico revirando meus bolsos quando finalmente encontrei a pequena esfera bicolor, onde meu pequeno pokemon de planta deveria estar dormindo tranquilamente sem nem imaginar o que estava acontecendo do lado de fora.

Pensando bem, não estava acontecendo nada demais no momento, tirando meu pequeno ataque de pânico, não estava acontecendo nada demais naquela linda rota. Tinha acabado de amanhecer, o que fazia com que o céu ficasse meio alaranjado, mas logo ia ficando azul bem claro conforme o sol ia subindo no céu. Não estava muito calor e nem muito frio, o que me fez pensar em voltar a dormir, quando de repente me lembrei de algo havia me acordado e fiquei atenta ao ambiente, em busca de algo que poderia ter me acordado. E quando uma moita começou a se mexer, eu paralisei completamente e fiquei apenas observando o que sairia dali.

"Será um Zigzagoon, ou um Sentret curioso? Ou seria um Cadete pronto para me prender.... espera um pouco, se fosse um cadete ele teria me prendido enquanto dormia..... Mas então o que estava se escondendo ali?" Pensei enquanto observava atentamente aquela moita, e só por garantia, mantive a pokeball de Snivy na minha. Só para o caso do que saísse da moita fosse agressivo.

Porém, o que saiu de lá me surpreendeu um pouco e logo me levantei do chão surpresa com o que via. Era uma das pessoas mais lindas que eu já tinha visto em toda a minha vida! Aqueles olhos azuis, aquele cabelo lindo, aquelas roupas de estudioso estiloso.. e aquele rosto! Parecia um anjo de tão linda e serena aquela expressão serena e curiosa, como se estivesse perdido, mas não se incomodasse com isso.

Assim que ele falou sua voz era tão linda quanto ele, o que me fez demorar um pouco para responder. - Olá, esta realmente um lindo dia hoje. - Falei sem conseguir conter um pequeno sorriso e logo meu rosto ficou um pouco rosado. Estava morrendo de vergonha, pois tinha acabado de acordar e minha aparência não devia estar muito boa. - Esta indo para Nyender? Eu acabei de sair da cidade, acho que se andar por mais alguns minutos você chega lá.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Sex 29 Mar 2013, 16:19

OFF: Twisted Evil

Nervosa, nossa querida Lucia respondia a pergunta para aquele jovem cavaleiro. Ele sorria ainda mais e com sua expressão charmosa, murmurou um obrigada e deu um leve beijo na bochecha da Exilada, deixando-a ainda mais vermelha. Com seu olhar encantador, ele rapidamente afastou-se e colocou-se a observar o céu, fitando o chão em seguida. Ele soltou um pequeno riso, ainda mais encantador, o que deixava a jovem ainda mais nervosa e um pouco envergonhada. Ele virou-se de costas e convidou a jovem a acompanhá-la por um passeio, antes que ele fosse para Nyender. A menina rapidamente aceitou, ela mal pensou ou respirou, somente aceitou, como se não fosse ela falando.

Os dois então começaram a caminhar, um ao lado do outro, a tranquila briza batendo em seus rostos. Nenhum dos dois falava nada, eles somente aproveitavam a caminhada. De repente, um vulto vem por trás. Lucia olha para o lado e quando volta a olhar para o jovem que antes caminhava ao seu lado, pode ver que ele tinha uma espécie de espada perto de sua garganta, um outro jovem com capuz estava logo atrás dele. Mesmo de capuz, era possivel ver seu rosto. O outro jovem tinha pele clara, brilhantes olhos dourados e cabelo castanho, um tanto comprido, ele tinha um pequeno corte no rosto, mas nada demais. Suas roupas pareciam mais ter vindo do museu, pois ele estava vestindo uma roupa tipíca de um assassino da idade média.

Spoiler:

- Um movimento e eu lhe mato... A garota, é minha, entendeu? - O cavalheiro que antes acompanhava Lucia, agora tinha uma expressão medrosa, ele estava desesperado, seus olhos arregalados vibravam. O outro jovem olhou para Lucia e sorriu, dizendo em seguida: - Pensa que iria escapar de mim, Madelein?

Madelein? Talvez o jovem tenha se confundido a Exilada com outra pessoa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Ter 02 Abr 2013, 13:03

Poderia tudo aquilo ser apenas um sonho? Considerando minha sorte isso era bem provável, mas se aquilo realmente fosse um sonho então eu não queria acordar ainda. Assim que ele me agradeceu com um beijo, mesmo sendo só na bochecha, meu rosto ficou mais vermelho que a mais maduras das Cheris Berrys e abaixei meu rosto, deixando que meu cabelo cobrisse parte dele de tão nervosa que eu estava. Assim que ele me convidou para caminhar por aquela linda rota nem pensei, apenas aceite com um sorriso no meu rosto. Afinal, o que poderia acontecer de errado?

O cenário não poderia estar mais perfeito. Como não fazia muito tempo que o sol tinha nascido, tudo estava coberto com pequenas gotinhas de orvalho, que cintilavam dando um brilho mágico a todas as plantas. Caminhamos em silêncio, apenas apreciando a paisagem e a companhia um do outro. Não sabia ele, mas fazia muito tempo que não me sentia tão feliz e relaxada, como se tudo o que aconteceu em Nyender não passasse de um sonho ruim e que nada poderia estragar aquele momento.

Como eu estava enganada. Parecia que o destino adorava mostrar o quanto eu estava errada.

Do nada, sinto como se tivesse alguém atrás de mim e antes que eu sequer pudesse pensar melhor no assunto, uma espada foi colocada perto do pescoço do meu lindo acompanhante e tive certeza que nossos rostos ficaram igualmente pálidos. Segurando a espada tinha alguém que pareceu ter saído de uma história medieval. Ele usava usava um capuz branco que não servia para cobrir seu rosto, mas dava a ele um ar misterioso e me fazia imaginar como foi que ele fez aquele corte, mas assim que ele falou parei completamente de pensar no visual dele e fiquei um pouco confusa.

"Madelein?! Esse cara ficou maluco? Ele deve ter me confundido com outra pessoa, é melhor resolver isso logo, antes que ele use essa espada." Pensei tentando me acalmar um pouco, mas a situação estava tão confusa e delicada que minhas mãos começaram a tremer um pouco e tive que fecha-las para tentar disfarçar um pouco.

- Me desculpe, acho que você me confundiu com outra pessoa. - Falei com o tom de voz mais calma que consegui naquele momento. - Agora, por que você não abaixa essa espada para podermos conversar com um pouco mais de calma? - Falei sorrindo, na esperança que ele percebesse o mal entendido e guardasse logo aquela espada, que daquele jeito ela já estava começando a me deixar com medo.

Cheguei até a pensar que poderia ser uma boa ideia liberar Snivy para dar um jeito nele, mas talvez isso só piorasse a situação então apenas aguardei a resposta dele e fiquei torcendo para que tudo terminasse bem.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Qui 04 Abr 2013, 20:04

- Até parece... - Disse o espadachim cortando a garganta do acompanhante de Lúcia, utilizando sua espada. Ele jogou o homem morto no chão, sangue jorrava para todos os lados, como uma mangueira aberta. Havia tanto sangue que até a Exilada havia sido suja, paralizada de medo, a garota ficara parada, somente sendo atingida pelo sangue, que batia em seu rosto, em seus braços, pernas, cabelos. Em seu corpo todo... O assassino ria, ria e ria. Ele achava tamanha graça naquilo tudo, que não podía-se imaginar o que mais aquele garoto era capaz. - Por que não vamos para longe, Madelein?

O rapaz aproximava-se de Lúcia, ao chegar perto dela, tocou seu rosto, até que um feixe de luz surpreendeu os dois. Ao lado da jovem, seu grande Snivy havia surgido. O Pokémon de Planta foi para cima do garoto, derrubando-o no chão. Diversas vinhas saíram dos ombros da criatura, enquanto ela socava o assassino. As vinhas começaram a bater no rosto do garoto, até que, de repente, o assassino empurrou Snivy para o lado, apontando sua espada para o Pokémon. Um movimento e o Pokémon de Lúcia estaria morto, como o corpo ao seu lado, que agora, não tinha mais sangue algum dentro de si...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Sex 05 Abr 2013, 13:27

off: hummmm... nada como um banho de sangue para hidratar a pele XD

Fiquei paralisada, o tempo parecia para enquanto a espada ia lentamente e cortava o pescoço do rapaz que nem ao menos consegui descobrir o nome. Aquela lâmina fria rasgou a pele daquele lindo rapaz, fazendo com que o sangue espirrasse para todos os lados.

Uma grande quantidade daquele liquido quente e vermelho que muitas vezes significava a vida, agora se espalhava para todos os lados enquanto o corpo do rapaz caia, já sem vida na grama fria e macia, que logo foi coberto pelo liquido vermelho. O fluxo de sangue estava tão forte na hora da morte que uma boa parte dele espirrou em mim, me dando um verdadeiro "banho".

Trêmula evitei olhar para o corpo, me concentrando em minhas mãos e na minha roupa, que agora estavam tingidos de vermelho, que em breve ficaria muito mais escuro e menos viscoso conforme a coagulação fosse secando e escurecendo todo o sangue. Por uma fração de segundos, não consegui conter minha curiosidade e acabei olhando para lado, só para me arrepender, pois aquela imagem do pescoço cortado todo avermelhado em contrate com a pele pálida por falta de sangue me atormentariam por muito tempo, assim como o som dos golpes atingindo minha amiga Ângela.

Parecia que todos que conhecia acabavam tendo um destino muito trágico e por alguns instantes pensei em como Kyoichi estaria. Afinal eu o deixei enquanto suas feridas estavam sendo tratadas e por um momento fiquei pensando se ele estaria bem e o que poderia estar fazendo agora. Mas logo fui tirada de meus pensamentos quando aquele maluco falou comigo e tocou no meu rosto, me fazendo recuar um passo apenas por reflexo e logo comecei a sentir o medo percorrer cada pedaço do meu corpo. Nem quando encontrei Angélica me senti tão apavorada ou com tanta vontade de acabar com o causador de meus medos.

Foi nesse momento que um raio escarlate saiu do meu bolso, materializando meu pequeno Snivy que estava com um olhar feroz no rosto, como se soubesse exatamente o que tinha acontecido ou simplesmente tivera um pesadelo muito ruim. Sem perder tempo Snivy fez algo que estava começando a se tornar rotina para ele, pulou em cima daquele maluco e começou a bater nele com suas mãos, vinhas e até mesmo o chutou um pouco, descarregando toda sua força e talvez um pouco de ódio em cada golpe. Mas eu sabia que ele estava fazendo isso para me proteger e isso me acalmava um pouco, pois sempre poderia contar com meu amado Snivy.

Mas logo percebi que era a minha vez de ajudar meu pokemon, quando o maluco o jogou para o lado e estava pronto para cortá-lo com sua espada. Essa possibilidade fez com que todo o medo que estava sentindo foi completamente substituído por ódio a aquele Rapaz e vontade de proteger meu pokemon.

Sem nem pensar duas vezes simplesmente saltei sobre ele pronta para defender um dos meus únicos amigos até o fim. Estava pronta para matar aquele maluco, provavelmente com sua própria espada por ter matado aquele Rapaz que nada tinha e feito e por ameaçar meu pokemon. O tempo de fugir e me esconder com medo atrás de outros e em algum buraco tinha passado, estava na hora de moldar meu próprio destino e lutar para conseguir o que precisava ou para me defender.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Sex 05 Abr 2013, 20:19

OFF: xD

Com todo aquele sangue em suas roupas, Lúcia parecia assustada, desesperada, talvez uma toca para se esconder fosse o lugar mais adequado a se estar naquele momento, pois assistir a um assassinato nunca é boa coisa. Mas após Snivy partir para cima do rapaz, a jovem acordou de sua "paralizia", pulando em cima do garoto logo em seguida, o que fez com que ele batesse a cabeça no chão. Um pouco tonto por causa da batida, Lúcia chutou o garoto no estômago, surpreendendo-o ainda mais. O assassino levantou-se, cambaleando ele correu em direção a uma árvore, tropeçou em uma pedra, caíndo e batendo a cabeça mais uma vez, só que em uma árvore desta vez. Resultado: o jovem caiu no chão, desmaiado.

O garoto tinha sua espada na mão ainda, mas a mão dele estava aberta, fazendo com que a espada somente estivesse em cima da mão, ele não estava segurando-a, o que dava uma bela oportunidade para a Exilada. Outra coisa que Lúcia observou, era que o jovem tinha duas cicatrizes no pescoço, uma sobre a outra, formando um "X". Mais um detalhe, era que o assassino tinha um cinto com duas PokeBalls no mesmo, preso em sua cintura por baixo do pano vermelho.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Sab 06 Abr 2013, 14:25

Não tive dó, nem piedade daquele cara maluco. Bati nele com todas as minhas forças e tive certeza que Snivy estava fazendo o mesmo, descarreguei toda o meu ódio nele. Quando não pude fazer nada por Ângela, quando aquele Cadete idiota tentou me prender, ter que fugir como uma criminosa de minha cidade e agora aquele lindo Rapaz estava morto por causa de um idiota que deveria estar em um hospício em vez de solto por ai.

Depois de tanto apanhar, o maluco saiu correndo um pouco tonto e acabou tropeçando na raiz de uma árvore, caindo no chão onde ele ficou desacordado. A espada dele estava lá pronta para ser usada e coberta por uma pequena camada de sangue. Peguei a espada e fiquei olhando para o assassino, caído no chão completamente indefeso e com apenas um movimento eu poderia acabar com a vida dele. Um único movimento.

Fiquei observando ele pronta para usar aquela espada, quando pelo canto do olho vejo Snivy e sua expressão me faz parar imediatamente. Ele me observava com um olhar de medo e surpresa, como se não acreditasse no que estava vendo. Nesse momento percebi que estava com um sorriso no rosto e me vendo nos olhos de Snivy, percebi que meu olhar estava de puro ódio. Aquela não era eu.

- Eu não sou assim! - Falei observando a espada e logo abaixei um pouco a minha cabeça de vergonha pelo que quase havia feito. Não sou uma assassina e não me tornarei uma, não deixarei que tudo o que passei me transformasse em algo que não era. Snivy continuava me olhando e logo subiu no meu ombro, como se tentasse me acalmar um pouco e até que funcionou um pouco. Mas com isso ele acabou se sujando também e apesar de não estar demonstrando isso, sabia que ele deveria estar odiando ficar sujo e tinha que admitir que também adoraria encontrar um rio para me lavar.

Quando estava prestes a me afastar percebi o que o assassino tinha no cinto e logo peguei as duas pokeballs esperando que elas estivessem guardando algum pokemon, também procurei a bainha da espada e depois de pegar o que precisava, sai correndo para longe. - Vamos Snivy, temos que nos limpar. - Falei pensando em encontrar um rio ou algo parecido para me limpar de todo aquele sangue.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Dom 07 Abr 2013, 23:47

Com risos málignos e expressões fantasmagóricas, a jovem assustava seu Snivy, o qual permanecia imóvel, somente observando a Exilada. Ao ver seu reflexo na espada, a garota espantou-se e logo voltou a sua expressão séria. Lúcia deixou a espada de lado e dessamarrou o pano que havia na cintura do rapaz, dando de cara com o cinto de PokeBalls do mesmo. Lúcia conseguiu retirar uma das esferas do cinto, mas a outra estava presa. Com medo de poder acordar o garoto, a Exilada levantou-se e chamou Snivy, os dois começaram a andar então. Não deram dois passos e uma luz escarlate saiu de dentro da esfera que Lúcia segurava. O brilho atingiu o chão e deu a forma a um Pokémon pequenino, roxo e com grandes orelhas, ele tinha um chifre na testa e olhava para os lados, confuso.


O Pokémon era um simples Nidoran, o qual saiu correndo na direção do rapaz desmaiado. Ao chegar perto de seu mestre, o Pokémon cutucou o mesmo com seu chifre, o que acabou acordando o garoto. Furioso, o assassino levantou-se e pegou sua espada do chão, ele apontou-a para Lúcia e logo depois gritou:

- Você irá se arrepender de ter feito isto, Madelein! - Ele continuava a pensar que Lúcia chamava-se Madelein, mas rapidamente o garoto sorriu, um sorriso demoníaco ele tinha. O assassino pousou seu olhar em Nidoran, o qual também sorria. Após isto, o rapaz olhou para a Exilada e gritou: - Nidoran, ataque com um Peck, detone essa garota.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Seg 08 Abr 2013, 11:05

Sabe aquelas pessoas que nascem com sorte e sempre acabam se dando bem, encontrando tudo o que precisam sem nenhum esforço? Eu não sou essa pessoa e provavelmente teria que renascer para ver minha sorte melhorar.

Quando fui pegar as pokeballs só consegui tirar uma, o que já era melhor do que nada, mas assim que me comecei a me afastar a pokeball se abre, liberando um pequeno pokemon roxo que logo reconheci como um Nidoran macho. Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, o pokemon venenoso foi até seu mestre e o cutucou até que esse acordasse. Seria interessante se durante essas cutucadas um pouco do veneno de Nidoran passasse para o maluco, mas considerando a minha sorte era melhor não contar com isso.

Assim que se levantou, o assassino parecia furioso e mais uma vez m chamou de Madelein. Como isso era irritante, mas assim que percebi o que ele faria percebi que era hora de uma batalha entre os nossos pokemon. Ou será que não?

Olhei para a minha mão e a pokeball de Nidoran ainda estava comigo, o que significava que eu poderia retorna-lo para a esfera, mas como não sabia se o pokemon era rápido ou não, decidi passar algumas instruções para Snivy apenas por garantia. Assim apontei a pokeball para o pokemon e fiquei tentando retorna-lo para ela.

- Se prepare Snivy, se eu não conseguir retornar esse Nidoran use seu Vine Whip para pega-lo e joga-lo contra aquele chato. Depois fique atento e use outro Vine Whip para se defender, mas caso eu consiga voltar o Nidoran para a pokeball, use seu Vine Whip com cuidado para pegar a espada. - Falei me concentrando em tentar retornar o pokemon venenoso para a pokeball, mas o fato dele continuar a me chamar de Madelein estava me irritando tanto que não me contive e falei: - Meu nome não é Madelein seu idiota!

Snivy riu um pouco da minha atitude e logo pulou de volta para o chão, pronto para usar seu ataque. Em seu olhar pude ver que ele estava concentrado e pronto para batalhar, mostrando que nenhum de nos tinha gostado daquele assassino maluco.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Seg 08 Abr 2013, 11:39

OFF: Ainda tem muito pela frente antes de uma batalha, minha querida Moon =w= Muito mesmo Twisted Evil

Realmente Lucia era uma pessoa sem sorte que, nem se ela morrese e nascesse novamente, sua sorte melhoria. Existem esse tipo de pessoa azarada, mas todos temos algum tipo de sorte, nem que seja um pouquinho, até mesmo Lucia Percival... Mesmo se achando a mais azarada da região, a jovem lembrou-se que estava com a PokeBall de Nidoran em suas mãos e isto a fez sorrir. Ela tentou retornar o Pokémon do assassino, mas o Pokémon Veneno conseguiu pular para o lado antes disto, desviando do raio vermelho que quase atingiu-o. Rindo novamente, o rapaz estralou os dedos e a PokeBall que antes estava nas mãos da Exilada, lançara-se na direção de seu dono. O jovem pegou-a com a mão direita e colocou-a no cinto novamente.

Que diabos será que era aquela esfera?! Talvez tivesse um dispositivo que a fizesse voltar para a mão de seu dono ou, de acordo com o mais supersticiosos, ela estivesse amaldiçoada... Mesmo assim, Lucia deu ordens para Snivy, o qual tratou de obedecê-las rapidamente. Mas antes que o Pokémon de Planta pudesse fazer qualquer coisa, Nidoran pulou em cima dele, derrubando-o no chão e o mobilizando. Snivy não conseguia se mexer e caso se mexesse, sairia da rota sem um braço ou dois. Já o outro rapaz começou a correr em zigue-zague na direção de Lucia, brandindo sua espada, o assassino estava pronto para cortar o pescoço da garota como fez com o acompanhante de Lucia.

- Você será assassinada pelo grande, Mazaaki. Morra, garota, morra!! - Gritava o garoto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Ter 09 Abr 2013, 13:31

off: ok :)

Já havia visto muitas coisas estranhas até mesmo tinha vivido algumas situações que pensava serem só possíveis nas histórias inventadas ou em filmes, mas aquilo superava tudo. O Nidoran desviar do faixo de luz escarlate não me espantava nem um pouco, mas quando a pokeball do pokemon venenoso vou da minha para a do assassino com um simples movimentos de dedos só consegui pensar em duas coisas. "Como ele fez isso?" e "Eu tenho que aprender a fazer isso!!!!"

Era algo impossível que se não tivesse visto com meus próprios olhos acharia que tinha sido um truque ou uma simples história inventada, mas não era e tinha acontecido bem diante dos meus olhos. Mas como ele poderia ter feito isso? Pokemon psíquicos podiam fazer isso ser possível, será que ele tinha um? Outra possibilidade seria um pokemon fantasma ficar invisível e pegar a pokeball, mas não tinha tempo para ficar pensando nisso.

Logo fui tirada de meus pensamentos quando Nidoran prendeu Snivy e aquele Assassino chato começou a vir em minha direção pronto para cortar minha cabeça, mas o que mais chamava a atenção é que ele gritou uma frase digna de momento final de um filme em que o vilão estava prestes a matar um dos personagens principais. Definitivamente ele precisava de um bom tempo no hospício ou de um belo soco no estômago, e já que não tinha nenhum hospício por perto e não estava com muita vontade de chegar perto daquela espada, decidi que era uma boa hora para correr.

Sem perder tempo tirei a pokeball de snivy do meu bolso e o retornei através do conhecido feixe de luz escarlate. Após isso, guardei a esfera bicolor em meu bolso e comecei a correr o mais rápido que pude na direção oposta ao do assassino, esperando que o peso da espada somado ao fato dele estar correndo em zig-zague o atrasassem tempo o bastante para me dar uma boa vantagem para sumir de vista.

Enquanto corria, estranhamente me lembrei de algo que minha mãe me disse enquanto eu ainda pensava em seguir carreira como uma Cadete. "Durante suas patrulhas até mesmo enquanto estiver cumprindo alguma missão pelos Cadetes, sempre se lembre que você poderá encontrar todos os tipos de pessoas que terão objetivos dos mais variados, então sempre esteja preparada para lidar com essas pessoas sem nunca manchar o nome dos Cadetes." Pensei lembrando tudo o que vi no meu pouco tempo desde que sai de casa e logo comecei a imaginar que se estava naquela situação agora, como será que estaria se tivesse usando uniforme e com um daqueles irritantes Meowths ao meu lado. Provavelmente cumprindo alguma ordem da Angélica, mas como só a ideia me dava arrepios decidi me concentrar apenas em fujir e deixar para pensar nisso quando não estivesse com o pescoço em risco.

off²:
Spoiler:
como o NPC é:



o que ele me lembrou:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Ter 09 Abr 2013, 20:57

OFF: :)
OFF²: kkkkkkk Laughing


Ao ver aquele maluco correndo em sua direção, Lucia pensou rápido, retirou a PokeBall de Snivy do bolso da calça e retornou o mesmo para a esfera. Confuso, Nidoran olhou para os lados e depois para seu mestre, ele começou então a rosnar para a Exilada enquanto o assassino corria em direção a mesma. A jovem então começou a correr na direção contrário em que o jovem estava correndo. Nidoran então acompanhou seu mestre nesta perseguição e aquilo continuou durante um tempo, até que Lucia entrou dentro de uma mata que havia por ali. Ela continuou a correr e, quando se deu conta, estava em uma floresta, onde tudo parecia ser igual. Lucia olhou para um lado e viu árvores, olhou para o outro e viu mais árvores. O que ela faria agora?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Qui 11 Abr 2013, 12:06

Correr, fugir... será que algum dia eu poderia fazer alguma coisa diferente? Primeiro "fugi" de casa, depois fugi dos cadetes por causa de um Cadete idiota que chamou meu Snivy de fêmea, que no final se transformou em uma corrida para fugir da própria Angélica e agora estava correndo pra não perder minha cabeça, literalmente. Ainda bem que tinha treinado bastante antes da minha jornada, se não eu já teria caído de cansaço a muito tempo. Um lado positivo dessa história? Com certeza estava fazendo um bom exercício para as pernas.

Continuei correndo, simplesmente correndo sem nunca olhar para trás, por medo de cair durante esse momento de distração, então não sabia dizer se o Mazanki... Mazaaki, seja qual for o nome dele, estava perto ou longe, apenas continuei correndo.

Corri por um bom tempo até que percebi que estava bem no meio de uma floresta, sozinha apenas cercada por árvores e mais árvores, sem nenhum sinal de Mazenki ou de seu pokemon. Mas com todas aquela árvores não consegui me acalmar, pois ele poderia estar escondido em qualquer lugar, atrás de qualquer árvore... apenas esperando o momento certo para me matar.

"Que coisa! Se ficar muito tempo parada aqui ele pode me encontrar, mas se eu sair andando posso acabar dando de cara com ele." Nenhuma das duas opções era muito agradável, mas cedo ou tarde teria que me decidir, então comecei a caminhar cuidadosamente, prestando atenção nos sons e movimentos ao meu redor para tentar não ser surpreendida.

Por um breve momento durante minha caminhada no que imaginei ser a direção para a Rota 2, pensei em liberar Snivy para me ajudar a ficar atenta a todos os sons e movimentos, mas como a luz que a pokeball emite ao liberar um pokemon poderia revelar minha presença, continuei caminhando em silêncio. Esperando que Mazaaki aparecesse a qualquer momento.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Sex 12 Abr 2013, 20:18

OFF: Rota quase terminando, falta só a última parte, não se preocupe ;)

Nossa querida e procurada Lucia Percival somente fugia, primeiro fugiu de casa, depois de Angélica, de um Cadete, de um assassino e aí estava correndo floresta afora, sempre olhando para trás. Aquela correria durantou quase duas horas, a jovem então resolveu descançar. Lucia parou de caminhar e "desabou" na grama fofa dali, encostando sua cabeça em uma árvore. Ela suspirava aliviada pelo enfim descanço, até que algo mexeu-se ali perto. Desperantando-se, a Exilada sentou-se, as costas apoiadas no tronco da árvore.

- Olá... - Disse Mazaaki, o qual estava sentado no lado da jovem.

Levantando-se com um salto, os olhos arregalados e o corpo inteiro arrepiado, Lucia caminhava desesperadamente para trás, sempre observando o jovem, que continuava sentado no chão, sorrindo calmamente pra a Exilada, enquanto limpava sua espada com um pano vermelho que estava totalmente imundo de sangue. Alguns segundos depois, Lucia olhou para trás e viu que o Nidoran de Mazaaki estava ali, também sorrindo. O garoto levantou-se e então propôs:

- Faremos um joguinho conhecido como Jogos Mortais, ok? Mas teremos uma batalha... Se você vencer, pode ir, mas se perder, seu sangue será meu para a eternidade, junto de seu corpo e alma. Ou seja, você irá morrer. Só para simplificar.
- Ele sorriu ainda mais. - Pode começar o jogo! Como dizia meu pai, primeiro as damas.

Ele enfatizava a palavra "dizia"...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Sab 13 Abr 2013, 13:18

Um descanso. Apenas me sentei por um momento, apenas para tentar recuperar um pouco meu folego que já foi tão usado para fugir. Tinha a esperança de conseguir descansar um pouco, mas parecia que só teria um pouco de tranquilidade quando chegasse na próxima rota.

Enquanto me recuperava encostada em uma das várias árvores que formavam aquela floresta, quase vejo meu coração saltar pela boca de susto. Pois ao meu lado surgiu Mezeki, como uma sombra mortal e silenciosa que chegou para ceifar mais uma vida. Por puro extinto dei um grande salto para longe.

"Como? Da onde ele surgiu? Como não escutei ele se aproximando?" Pensava enquanto dava mais alguns passos para me afastar de Mazeeki, mas logo percebi que fugir por aquela lado não seria possível, já que o Nidoran logo surge com o mesmo sorriso doentio que seu mestre tinha.

Minha atenção estava no pequeno pokemon venenoso até que Mazanki começou a falar. A maneira como ele falava já me incomodava, mas o que ele disse me fez ter certeza do que estava suspeitando desde o momento que o encontrei. Ele era maluco. Pior, ele era um maluco perigoso que parecia se divertir matando as pessoas e não me surpreenderia se descobrisse que ele também torturava um pouco suas vitimas antes de mata-las.

- Que seja, agora você vai perder. Saia Snivy! - Falei me afastando um pouco para trás, apenas para manter o pokemon e seu treinador no meu campo de vista. Logo joguei a pokeball de Snivy para cima, liberando meu pokemon de planta que assim que viu Nidoran se preparou para a batalha.

- Snivy hora de outra batalha, fique atento ao movimento de Nidoran e use Leer para intimidar um pouco ele. Depois espere ele vir te atacar para pega-lo com seu Vine Whip e joga-lo contra uma árvore. - Falei tentando dividir minha atenção entre a batalha e Mazaaki, que poderia resolver me atacar a qualquer momento.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Dom 14 Abr 2013, 15:13

OFF: Agora o bicho vai pegar Twisted Evil .

Aceitando participar daquele "Jogos Mortais", Lucia lançava a PokeBall de Snivy para cima. A esfera abriu-se e liberou um brilho escarlate, o qual transformou-se no lindo Pokémon de Grama. A PokéBall fechou-se e caiu no chão, Snivy lançou-a para cima com sua cauda e a garota pegou-a com sua mão quando a esfera ainda estava no ar. Lucia e seu Snivy pareciam estar em sintonia, pareciam saber o que o outro iria dizer e quando iria dizer. A jovem guardou a esfera no bolço e Mazaaki estralou os dedos, Nidoran correu em sua direção, deu meia volta e ficou parado na frente de seu mestre, em posição de ataque.

- Double Kick e Peck, agora... - Ordenou o assassino, um sorriso maniaco dominava sua expressão, o mesmo sorriso estava estampado no rosto do Pokémon do jovem.

Snivy então começou a correr na direção de Nidoran, Lucia dava ordens para seu Pokémon e os olhos do mesmo ficavam amarelos e brilhantes. Ao voltarem ao normal, o Pokémon adversário parecia um pouco assustado... O Pokémon de Grama corria muito rapidamente, o corpo esticado, braços para trás e cabeça para frente, como se fosse atacar com uma cabeçada. Mas não foi isso que ele fez. Ao chegar perto de Nidoran, o Pokémon pulou por cima do mesmo e ele girou, ao pousar no chão, o Pokémon Venenoso estava de costas para Snivy.

Vinhas saíram dos ombros do Pokémon de Lucia mais rápido que a própria velocidade da criatura, as vinhas ricochetearam o corpo de Nidoran, fazendo alguns de seus espinhos das costas quebrarem-se. Sangue escorria das costas do Pokémon. Aquele era um violento início de uma batalha... Parecia que Snivy estava ainda mais empenhado em vencer do que o normal. Mas Nidoran também estava! O Pokémon virou-se rapidamente na direção do Pokémon de Grama, pulou em sua direção e quase atingiu Snivy com um dois ponta pés. Para a felicidade de Lucia, o Pokémon da jovem pulou para o lado no momento correto.

Snivy foi correu na direção de Nidoran, pulou por cima do Pokémon novamente e foi até Lucia, ele parou e ficou de costas para a jovem, esperando novas ordens. Nidoran jogava areia para trás com sua pata de trás esquerda. Ele parecia um touro furioso e não mais sorria.

Aquela sim, seria a batalha mais memorável de Lucia e Mazaaki


Hora da Batalha
Condições da batalha: Em meio a uma floresta, não se pode ver o sol, somente alguns raios solares entram entre as folhas das árvores para iluminar um pouco o lugar. Diversos troncos e pedras caídos pelo local.

Snivy - Lv.08 - Trait: Overgrow
100%, Status: Normal
Vs.


Nidoran - Lv.09 - Trait: Poison Point
81%, Status: Espinhos das costas quebrados e as costas sangrando, -1 Deffense.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Seg 15 Abr 2013, 15:26

off: eba \o/

Uma das batalhas mais arriscadas de todas as que eu já participei teve inicio. Snivy eu estávamos focados e em perfeita sincronia, ambos estávamos com o mesmo objetivo em mente e provavelmente estávamos pensando em coisas similares. Isso era bom, por que se perdêssemos aquela batalha não teríamos uma segunda chance e muito menos um futuro. Nossas vidas terminariam naquele lugar e isso eu não aceitaria de jeito nenhum.

Não tinha fugido dos Cadetes, da própria Angélica e visto Ângela se sacrificar para morrer ali nas mãos de um maluco que parecia viver simplesmente para matar outras pessoas. Manteria o foco na batalha e trabalharia junto de Snivy para sairmos daquela situação juntos.

Toda aquela determinação e vontade de vencer que estava sentindo passou para Snivy, que estava mais determinado do que nunca em derrotar seu adversário e sair vitorioso na batalha. Seus movimentos refletiam toda a sua força, agilidade e determinação. Fazendo com que Nidoran, que se baseava apenas na vontade de matar, ficasse numa grande desvantagem e sofresse bastante.

Aqueles movimentos estavam perfeitos. Nunca tinha visto meu amado pokemon realizar seus ataques daquela maneira e ele parecia estar no controle daquela batalha. Parecia um pokemon com anos de experiência em batalhas, mostrando toda a sua força e habilidade em cada golpe. E agora só tinha que focar toda essa determinação do meu pokemon para derrotarmos o Nidoran sem dar chances para ele revidar.

- Muito bem Snivy, vamos fazer com que se arrependam de tudo o que nos fizeram passar. - Falei muito animada com o desempenho do meu pokemon e estava confiante que apesar de termos desvantagem por tipos, tínhamos grandes chances de sair vitoriosos.

- Continue assim, use toda a sua agilidade para desviar dos ataques dele e quando tiver uma chance use seu Vine Whip. Atinja-o onde ele esta machucado, isso vai causar mais dor nele e talvez o impeça de atacar. Depois fique atento para desviar dos ataques e use outro Vine Whip, mas dessa vez tente pega-lo e arremessa-lo para longe. - Concluí pensando em me focar no melhor ataque do meu pokemon, pois isso manteria a batalha a longa distância dificultando que o Nidoran conseguisse atingir meu pokemon.

Enquanto observava a batalha comecei a pensar se poderia aumentar um pouco as apostas. Afinal eu estava apostando a minha vida e ele não estava apostando nada! Quem sabe faze-lo apostar o pokemon dele ou algum item, quem sabe até aquela espada... Mas considerando que esse tal de Mazeki não era muito racional, então decidi me manter em silêncio e me concentrar apenas em derrota-lo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Qua 17 Abr 2013, 19:28

- Nidoran ataque com... - Antes que Mazaaki pudesse terminar a frase, Nidoran soltou um berro desafiador, seu chifre localizado na testa cresceu e começou a emanar uma energia roxa, misturada com branco. Sua habilidade, Poison Point, havia sido ativada. Com isto, o pequeno Pokémon começou a correr em zigue-zague na direção de Snivy, pulando de uma lado para o outro. Ao chegar perto do Pokémon de Planta, Nidoran pulou para cima e atingiu seu adversário com seu chifre, abrindo um pequeno corte na barriga de Snivy.

O Pokémon de Lucia, o qual havia sido derrubado, levantou-se no chão e soltou um grunhido de dor. Ele havia sido envenenado... Ao perceber isto, o rapaz sorriu, ele caiu de joelhos no chão, levantou a cabeça para cima e continuou a rir como um louco. Seus olhos pareciam que iriam saltar para fora do costo, ele caiu no chão e começou a rolar por ali, continuando a rir. Após alguns segundos assim, o assassino levantou-se e enchugou as lágrimas que os risos haviam "criado".

- Ataque com... He he he. Dois Peck's, Nidoran - Ordenou o jovem ainda rindo.

Ele parecia um maníaco daquele jeito. E talvez fosse um realmente...

Lucia não demorou muito e também deu ordens para seu Pokémon, o qual respirou fundo e, quando soltou o ar, vinhas cresceram nas costas de Snivy. Os "chicotes" correram na direção de Nidoran que havia afastado-se um pouco. As vinhas tentaram atingi-lo diversas vezes, mas o Pokémon pulava de um lado para o outro, desviando dos ataques. Cançando-se daquilo, o Pokémon de Planta recolheu as vinhas e cruzou os braços, entediado. Nidoran correu na direção de Snivy, ao chegar perto dele, pulou e atingiu-o com uma das patas em um chute, após realizar uma cambalhota no ar.

Snivy parecia emfraquecido e acabou caíndo para trás, rolando no chão. Ele levantou-se e esfregou a mão esquerda pelo rosto, como se estivesse enchugando lágrimas. Após isto, Nidoran avançou com mais dois chutes, mas desta vez o Pokémon de Planta estava mais atento e cosneguiu desviar do golpe. Em seguida, vinhas saíram novamente dos ombros de Snivy e foram até Nidoran em grande velocidade. Infelizmente o Pokémon Venenoso conseguiu desviar dos chicotes novamente.

As vinhas recuaram e Snivy soltou outro grunhido de dor. Aquele envenenamento estava fazendo muito, mas muito mal ao Pokémon de Lucia...


Hora da Batalha
Condições da batalha: Em meio a uma floresta, não se pode ver o sol, somente alguns raios solares entram entre as folhas das árvores para iluminar um pouco o lugar. Diversos troncos e pedras caídos pelo local.

Snivy - Lv.08 - Trait: Overgrow
77%, Status: Envenenado!
Vs.


Nidoran - Lv.09 - Trait: Poison Point ON
79%, Status: Espinhos das costas quebrados e as costas sangrando, -1 Deffense.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Qui 18 Abr 2013, 12:56

off: agora a coisa ficou tensa X.X

"Essa não!' Pensei quando vi o chifre de Nidoran brilhar de uma forma diferente. Conhecia muito bem aquilo, mas não tive tempo de falar nada antes que Snivy fosse atingido e logo sentiu os efeitos do veneno daquele pokemon. Isso poderia acabar com toda a minha estratégia e chances de ganhar se não fizesse nada para mudar a situação de meu adorado Snivy.

Observando o resto da batalha vi que meu desespero afetou a concentração de Snivy, fazendo-o errar seus dois ataques e ainda não conseguiu se proteger de nenhum. Tinha que me acalmar logo, mas a situação estava tão delicada e complicada que me acalmar parecia uma missão impossível.

"Muito bem, calma vai dar tudo certo. Só preciso me acalmar e encontrar algumas berrys. Vai dar tudo certo." Pensei respirando fundo enquanto olhava para os lados em busca de algumas berrys ou alguma coisa que pudesse me ajudar durante a batalha. Mas antes tinha que dar instruções a Snivy.

- Aguente firme Snivy eu sei que você consegue. - Falei sorrindo confiante para Snivy, mostrando que eu acreditava nele e escondendo toda a minha preocupação para não atrapalha-lo. - Vamos lá, eu sei que você deve estar sentindo dor então comece usando Leer para intimida-lo e para desviar dos ataques espere até o ultimo segundo para pular para o lado. Depois espere ele te atacar e contra ataque com um poderoso Tackle. - Conclui tentando dar ordens que amenizassem um pouco os efeitos do veneno no corpo do meu pokemon.

Queria muito prestar atenção na batalha, ainda mais contra aquele maluco que poderia fazer qualquer coisa, mas minha prioridade era achar alguma forma de curar me pokemon. Então continuei olhando para todos os arbustos e árvores que estavam por perto, na esperança que algum tivesse ao menos uma fruta rosada conhecida por curar pokemon e pessoas envenenados.

Outra coisa que poderia ajudar era uma pequena fruta verde conhecida como Lum ou um Antidote, que eram ótimos para curar envenenamentos, mas como não tinha a menor chance de achar um desses jogados por ai continuei minha busca pela berry rosada conhecida como Pecha.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Yui em Dom 21 Abr 2013, 16:25

OFF: Desculpa a demora, tive alguns problemas com o colégio x.x

Snivy estava envenenado, Nidoran lutava com fúria, Mizaaki ria como o doido que era e Lucia parecia desesperada, além de ficar com medo de perder seu Pokémon e sua vida. Ela olhava em sua volta desesperadamente, a procura de alguma berry, de preferência uma Pecha Berry, conhecida por curar envenenamentos ao ser ingerida. Mas a jovem não encontrou nada, mas não parou de procurar. Lucia deu ordens para seu Snivy, o qual simplesmente concordou com a cabeça. O Pokémon olhou para sua barriga e percebeu que ela estava sangrando, e muito! O pequenino limpou com sua pata esquerda o sangue, não resolvendo muito, resolveu desistir.

- Nidoran, vamos terminar esta batalha logo! Inicie com um Peck, então vá pulando de um lado para o outro, desviando das vinhas de Snivy. Logo depois ataque com outro Peck! - Ordenou Mazaaki, rindo baixo logo depois, com seu sorriso assassino estampado no rosto, como uma obra de arte maligna.

Na mesma hora, no mesmo segundo, no mesmo décimo que o assassino terminou de falar, os grandes olhos de Snivy ficaram brilhantes e amarelados. Ele encarava seu adversário, enquanto o mesmo corria em direção do Pokémon de Planta desesperadamente. Quando Nidoran estava quase perto de Snivy, o Pokémon de Mazaaki parou, ele parecia assustado. Os olhos da cobra de grama então voltaram ao normal, ele começou a correr em direção a seu adversário, chegando perto dele, pulou e girou ainda no ar, lançando Nidoran contra uma árvore em um chute antes mesmo de Snivy pousar no chão.

O Pokémon Venenoso levantou-se e ficou parado, esperando novas ordens. Furioso, Mazaaki gritou com Nidoran, mandando-o terminar oa sequência de golpes antes ordenada, mas o agulha venenosa ficou parado, encarando Snivy. O Pokémon de Lucia então soltou outro gemido de dor por causa do envenenamento. A jovem ainda procurava uma berry, mas não encontrava nada. Ela iria parar de procurar ou iria continuar a busca?



Hora da Batalha
Condições da batalha: Em meio a uma floresta, não se pode ver o sol, somente alguns raios solares entram entre as folhas das árvores para iluminar um pouco o lugar. Diversos troncos e pedras caídos pelo local.

Snivy - Lv.08 - Trait: Overgrow
71%, Status: Envenenado, corte sangrando na barriga.
Vs.


Nidoran - Lv.09 - Trait: Poison Point ON
59%, Status: Espinhos das costas quebrados e as costas sangrando, -1 Deffense.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Moon_fire em Ter 23 Abr 2013, 14:53

"Será que pode piorar?" Pensei enquanto observava a luta desistindo completamente de encontrar aquela fruta rosada. Nesse momento como se o destino estivesse respondendo minha pergunta o machucado de Snivy agora começava a sangrar muito durante a batalha, o que junto com o envenenamento o prejudicava muito.

Por um momento pensei em chamá-lo para fazer um curativo, mas não daria tempo e provavelmente Nidoran aproveitaria enquanto ele estivesse comigo para atacar dois de uma só vez. Mas pensar no curativo me deu uma ideia que poderia me ajudar a conseguir o que precisava.

- Você esta bem confiante não é? Então que tal aumentarmos as apostas? - Falei mantendo minha voz o mais segura que consegui e ignorei o olhar confuso de Snivy, em breve ele entenderia. - Manteremos o que você propôs anteriormente, apenas acrescentando que se eu vencer fico com seus itens e pokemon, mas se eu perder te digo onde poderá encontrar algo muito valioso.

Não era uma mentira, pois eu sabia onde ele poderia encontrar pessoas inexperientes que teriam acabado de receber seus primeiros pokemon, mas agora só restava saber se ele ia ou não aceitar minha oferta. Enquanto ele não respondia resolvi continuar a batalha.

- Snivy eu sei que esta doendo, mas aguente só mais um pouco. Espere ele te atacar e use seu Vine Whip para chicoteá-lo ou jogar ele para longe. Depois fique parado para que o veneno não faça tanto estrago e use Tackle quando ele se aproximar de você. - Falei preocupada com o estado de meu pokemon, mas precisava que ele aguentasse mais um pouco e se concentrasse em derrotar logo aquele Nidoran.

Assim que a batalha estivesse encerrada e sairia em busca de três coisas: Um local seguro para ficar, berrys para curar meu pokemon e um riacho para podermos nos lavar antes de continuar andando até a próxima vila.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adeus Nyender... que se inicie a caça as berrys!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum